Gerente de Cave / Cavista

Gerente de Cave ou Cavista

Mais sobre a profissão

Modalidades:

Presencial

Matérias relacionadas:

Física Química

Idiomas:

Francês, Inglês, Português

O Gerente de Cave ou Cavista é a pessoa responsável pelo armazenamento dos vinhos em adegas ou caves. Portanto, colabora diretamente com Enólogos e Vinicultores nas várias fases da produção de vinho, com o intuito de assegurar o melhor produto final.

Vem daí descobrir tudo sobre essa profissão…

O envelhecimento dos vinhos é uma fase essencial da produção desta bebida que tantos apaixonados tem em redor do mundo. Essa fase permite ao vinho atingir a maturidade ideal, ou seja, desenvolvendo o seu estilo único e o equilíbrio perfeito, para ser comercializado e consumido.

Portanto, o trabalho de um Gerente de Cave ou Cavista, como responsável pelo armazenamento dos vinhos, é essencial na produção da bebida.

Assim, esse profissional trabalha em colaboração direta com o Enólogo e com o Tanoeiro, bem como com o Vinicultor e outros profissionais das caves, para que tudo decorra na perfeição.

Fazer vinho é mais complexo e exigente do que alguns pensam. Portanto, é preciso ter conhecimentos e mestria para conseguir controlar todos os processos vinícolas. Só assim é possível desenvolver vinhos únicos e altamente valorizados no mercado.

Deste modo, é um desafio apaixonante, mas também requer saberes técnicos e expertise.

Fica connosco para saberes tudo desta profissão…

Quanto ganha um Gerente de Cave

Os salários neste setor podem variar muito e estão muito relacionados com o tipo de local onde trabalha. Assim, a dimensão da produção é fundamental, pois nas grandes caves e adegas os valores são sempre mais altos.

Mas também a experiência do profissional é determinante para os ganhos. Os Cavistas iniciantes ganham menos do que os “mestres de cave” que dominam o ofício há vários anos. Portanto, é uma questão de estatuto, mas também de saber acumulado.

Além desses fatores, também é preciso considerar a região vinícola onde o Gerente de Cave trabalha, bem como o peso comercial da marca do próprio vinho. Quanto mais for valorizado o vinho no mercado, mais ganhará o Cavista.

Porém, nessa profissão, como em todas as que giram em torno dos vinhos, o mais importante é sempre a paixão com que se trabalha. Esse entusiasmo ajudará e muito a conseguir um vinho de qualidade, bem como à felicidade do Cavista.

O que faz um Cavista

Um Gerente de Cave é responsável por supervisionar todos os processos de fabrico do vinho, portanto desde a colheita das uvas até ao engarrafamento do vinho, ao transporte e ao armazenamento. Assim, ele é um zelador da qualidade do processo.

Mas esse trabalho tem de ser feito em estreita colaboração com o Enólogo para garantir que a produção dos vinhos corre da melhor forma possível.

Assim, o Cavista organiza e gerencia toda a cave, garantindo que não há falhas. Na época das vindimas, esse profissional pode ter de chegar a trabalhar 15 horas por dia! Portanto se vê como o cargo pode ser exigente.

A sua rotina tem de ser cumprida à risca porque a mínima lacuna pode levar à perde de milhares de litros de vinho – e, portanto, de muito dinheiro!

Assim o Mestre de Cave, como também é conhecido, precisa de organizar as tarefas essenciais da adega. Portanto, pode ter de dar indicações aos Tanoeiros para limparem ou consertarem barris ou vasilhames para acolher o vinho em perfeitas condições.

Mas também terá de planear processos como a remuage que consiste em rodar as garrafas com o vinho para retirar impurezas ou leveduras que se depositam no fundo do gargalo. Repara que esse processo é manual e é feito mais do que uma vez diariamente.

Contudo, ainda terá de alinhar como será feito o dégorgement das garrafas com a extração das impurezas para a seguir as engarrafar, bem como outros processos fundamentais numa adega.

Quais as suas funções

Mas O Cavista tem de saber como lidar com os vários tipos de vinho e com as diversas categorias dentro desses mesmos vinhos. Pois para cada caso, há diversos sistemas de maturação.

Vê que há vinhos que envelhecem em condições oxidativas, como, por exemplo, o Vinho do Porto Tawny, o que permite uma maior concentração do açúcar e da acidez. Nesse caso, o envelhecimento é feito em madeira.

Mas o processo oxidativo pode ser acelerado em cascos de carvalho, como acontece em outros vinhos. Portanto, o Gerente de Cave tem de entender a dinâmica das trocas gasosas no interior dos vasilhames.

Além disso, precisa de saber criar as condições especiais ideais nas caves ou adegas para o vinho que tem em mãos, pois é preciso proporcionar a sua maturação ideal.

Como armazenar vinhos

Há vários fatores que são determinantes para assegurar o bom armazenamento de vinho. E, assim, vamos apresentar aqui as cinco variáveis mais importantes:

  • Temperatura – o local de armazenamento deve ter entre 12 e 14 graus centígrados, mas pode depender dos vinhos.
  • Posição da garrafa – os vinhos com rolha de cortiça natural devem ficar deitados para que esta não seque, mas com tampas sintéticas podem ficar em pé.
  • Iluminação – a adega deve estar protegida da luz natural ou artificial que pode alterar o sabor do vinho.
  • Vibração / Trepidação – a agitação dos vinhos pode promover reações químicas indesejáveis – portanto, quando mais quietinho melhor!
  • Ventilação – arejar bem o espaço é fundamental, pois os lugares fechados provocam o aparecimento de fungos que estragam o vinho.

Mas repara que o trabalho de um Cavista pode ser muito amplo, envolvendo diversas áreas. Se trabalhar numa vinícola com uma componente de Enoturismo, até pode ter de fazer visitas guiadas às caves aos turistas.

Portanto, tudo depende do contexto. Assim, vem descobrir o que podes fazer nessa área…

Saídas no Mercado de Trabalho

O mundo dos vinhos continua a crescer todos os anos e há países onde o setor é fundamental, por exemplo como um motor do turismo. Portanto, trata-se de uma área bem dinâmica, onde estão sempre a surgir oportunidades.

O Gerente de Caves pode esperar encontrar trabalho em adegas, caves ou produções vinícolas em geral.

Mas também pode trabalhar em associações de produtores ou até em grandes garrafeiras ou lojas especializadas. Tudo depende do perfil pessoal do profissional.

Contudo, alguns Cavistas começam com a ideia de evoluírem na carreira dentro do universo dos vinhos. Assim, há aqueles que esperam tornar-se Enólogos ou até produtores de um vinho próprio.

Todavia, esse será o grande sonho de quase todos os que trabalham no mundo dos vinhos e que ainda não são produtores da sua marca. Afinal, de contas, o sonho comanda a vida e o mundo está ao alcance do que fizeres para o concretizar.

Mas para já, vem saber como dar os primeiros passos nesse mundo …

Como ser Gerente de Cave

O primeiro passo para entrar nesta área passa por ter competências técnicas e conhecimento adequados. Há quem obtenha estes saberes pela prática, ou seja, trabalhando em adegas ao longo de algum tempo. Mas a outra via é estudar.

No caso de alguns profissionais, a entrada numa adega começa com trabalhos mais básicos e menos qualificados. Assim, a partir desse aprendizado, conseguem melhorar e progredir na profissão.

Portanto, chegar a Gerente de Cave será um passo decisivo para quem tanto se empenhou no ofício.

Porém, não há um percurso específico. Tudo depende das experiências e das qualidades pessoais.

Repara que não se trata apenas de ter conhecimentos profundos sobre o vinho, mas também é preciso saber trabalhar em equipa, por exemplo, bem como ter boas capacidades de comunicação.

Contudo, procurar uma formação específica é sempre uma boa ideia em qualquer área profissional. Até porque essa pode ser a primeira porta de entrada no mercado de trabalho para um estágio avalizado.  

Onde estudar para Cavista

Há vários cursos na área dos vinhos, nomeadamente no domínio da Enologia e da Viticultura. Essas são boas hipóteses, pois não existem cursos específicos para Cavista ou Gerente de Cave.

Mas uma boa formação em Enologia habilita um profissional para gerenciar uma cave ou adega, pois passa por áreas como a microbiologia, a química do vinho, os diferentes estilos de vinhos e a vinificação.

Porém, para teres uma ideia do tipo de cursos existentes, espreita as seguintes opções…

Portugal:

Brasil:

Agora que já percebeste o que faz um Gerente de Cave ou Cavista, estás preparado para abraçar esta carreira? Repara que a paixão pelo vinho é apenas uma componente da tarefa. Mas se estás certo de ter o que é necessário para triunfar nesta área, desejamos-te muito sucesso!

Partilhar Post

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top