Consultor Financeiro

Consultor Financeiro

O consultor financeiro é um dos profissionais mais procurados em momentos de crise económica. No entanto, eles são essenciais em todos os momentos. São qualificados e formados para controlar e organizar as finanças, tanto ao nível particular, como coletivo. 

Outros nomes para esta profissão:

  • Modalidades: Teletrabalho, Presencial
  • Ordenado Médio Mensal: 1500€ - 2000€
  • Empregabilidade: Média
  • Empregabilidade: Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Ciência Política, Economia, História, Matemática
  • Idiomas: Espanhol, Francês, Inglês, Português

Os consultores financeiros orientam pessoas, empresas e organizações no que diz respeito a investimentos, ações, títulos, fundos de investimento, e até mesmo na organização financeira.

Atuando na área financeira, encontra várias oportunidades boas de emprego, especialmente em épocas de crise, com um maior volume de trabalho, especialmente se trabalhar como profissional independente. 

Se está à procura de uma profissão de futuro, se está a pensar mudar o rumo da sua vida e procura uma carreira diferente, que lhe permita um crescimento profissional que agora não consegue, então continue a ler este artigo e saiba o que faz um consultor financeiro, quais as funções que desempenha, as saídas no mercado de trabalho que pode seguir, e como pode entrar nesta carreira. Confira!

O que faz um Consultor Financeiro?

O consultor financeiro é o profissional que ajuda os seus clientes ao nível das suas finanças. Podemos falar de uma pessoa singular (pessoa física) ou uma pessoa coletiva (pessoa jurídica). Ele ajuda no desenvolvimento de um planeamento financeiro e no controlo das finanças.

É fundamental que o profissional saiba trabalhar junto do seu cliente, para perceber qual o seu verdadeiro objetivo e preparar uma estratégia e um plano para que esse seja cumprido. 

Geralmente, os consultores financeiros são contratados para pôr as finanças em ordem, não só para conseguirem pagar contas que estão atrasadas, mas também para conseguirem criar uma reserva para depois investir. 

Quando falamos de uma empresa, estamos a falar de um trabalho mais complexo, que envolve muitas outras questões, como controlo de stock, pagamento de impostos, ou salários, por exemplo. 

O objetivo de consultor financeiro é, assim, colocar a empresa num padrão financeiro saudável, reduzindo os custos, maximizando os resultados, e organizando os rendimentos. 

Quais as suas funções

O consultor financeiro tem várias funções, dependendo, é claro, de qual o cargo que ocupa e a área em que atua. No entanto, em linhas gerais, podemos dizer que ele é responsável por:

  • Aconselhar os seus clientes no desenvolvimento de planos financeiros
  • Aconselhar a compra e venda de bens, mercadorias e títulos
  • Determinar o grau de tolerância ao risco dos seus clientes no que diz respeito a investimentos 
  • Monitorizar os investimentos
  • Construir bases de clientes
  • Gerir os fundos dos clientes
  • Aconselhar seguros

Saídas no Mercado de Trabalho

Em Portugal, o consultor financeiro encontra um bom mercado de trabalho, especialmente em empresas de médio e grande porte. 

No que diz respeito aos clientes particulares, ainda existe um certo estigma que os impede de procurar ajuda para a gestão do seu património. Mas este panorama tem vindo a alterar-se aos poucos, o que nos leva a crer que vai haver, com certeza, maiores oportunidades de emprego para particulares.

No Brasil, existe também esta ideia de que pedir ajuda de consultores financeiros é mal visto, pois expõe as suas fragilidades. As oportunidades de emprego não são muitas, mas a verdade é que também não existem muitos profissionais na área, o que equilibra esta procura/oferta.

Como entrar na carreira de Consultor Financeiro

Portugal:

Normalmente, para atuar como consultor financeiro, é preferível ter uma formação superior na área da economia e finanças, mas não é um requisito obrigatório em Portugal. 

Existem muitos cursos de Coach e Finanças Pessoais / Empresariais avançados que são bons para quem quer seguir esta profissão. Sem dúvida, os conhecimentos adquiridos neste tipo de cursos permite que consiga ajudar outros na gestão das suas finanças. 

Claro que, para crescer como profissional, um curso superior em Administração, Economia, ou Contabilidade, vai, com toda a certeza, trazer muitas vantagens na hora de conseguir emprego na área. 

Além disso, é obrigatório ter uma certificação profissional, a qual confirma as suas habilitações profissionais para atuar como consultor financeiro. Sendo assim, precisa ter um diploma de uma entidade certificadora internacionalmente reconhecido – European Federation of Financial Analysts Societies (EFFAS) e Association of Certified International Investment Analysts (ACIIA)

Diplomas:

Existem em Portugal três tipos de diplomas que lhe permitem atuar como consultor financeiro:

  • CEFA (Certified European Financial Analyst) – Este certificado é atribuído aos que concluem os programas de pós-graduação em Análise Financeira. Trata-se de uma certificação europeia e, por isso, tem um grau de exigência elevado. 
  • CIIA (Certified International Investment Analyst) – Este certificado é quase que uma extensão do CEFA. Para obtê-lo, precisa fazer vários exames depois do CEFA, sobre conhecimentos económicos, financeiros, com foco nos investimentos.
  • CFA (Certified Financial Analyst) – Este certificado é o mais exigente de todos, e o mais difícil de ter. No entanto, é o mais valorizado a nível internacional, não só na Europa. 

Brasil:

Para atuar como consultor financeiro precisa ter, antes de mais nada, um diploma de bacharel em finanças. A grande parte dos consultores tem um diploma em economia ou ciências contábeis, mas pode ter qualquer diploma de bacharel que seja relacionado com finanças, como por exemplo ciências atuariais, matemática, ou ciências da computação. 

Embora não seja obrigatório, é sempre bom ter um certificado profissional para atuar na área. Além de conseguir melhores vagas de emprego no Brasil, abre-lhe portas para o exterior, sendo que muitos países exigem os certificados para poder trabalhar na área. 

Certificados:

  • CFP (Certified Financial Planner) – Esta é uma das certificações mais flexíveis e muitos países, como o Canadá, por exemplo, exigem essa certificação para trabalhar como consultor financeiro. Para o CFP, precisa de ter já o diploma de graduação e três anos de experiência. 
  • CFA (Chartered Financial Analyst) – Esta certificação é importante para os profissionais que querem atuar com transações globais e com investimentos. Para poder ser elegível para esta certificação, é preciso ter um diploma de bacharelado e também 4 anos de experiência. 
  • RIA (Consultor de Investimentos Registrado) – Esta certificação é essencial para aqueles que querem atuar com conselhos de investimentos.

Onde estudar Finanças

Portugal:

Brasil:

Quer uma profissão que seja emocionante e sem rotina? Gosta de trabalhar com números e com o mercado de investimentos? Então, tornar-se consultor financeiro pode ser a escolha certa! Invista nos seus conhecimentos, na sua formação, e nunca desista de correr atrás dos seus sonhos!

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima