Diretor de Monumentos Nacionais

Diretor de Monumentos Nacionais

Resumo da profissão

Modalidades:

Presencial

Matérias relacionadas:

Economia História História da Cultura e das Artes Matemática Materiais e Tecnologias Oficina de Artes

Idiomas:

Inglês, Português

O diretor de monumentos nacionais é o gerente administrativo de monumentos e património nacionais. Com toda a certeza, este profissional desempenha um papel muito importante para a nação, mantendo o seu património histórico e cultural intacto.

Esta é uma profissão desafiante para todos os amantes de história e de arte, mas também para aqueles que têm particular interesse por gestão e administração de empresas.

Sendo um cargo de grande responsabilidade, é fundamental que este diretor seja alguém comprometido e focado com os objetivos nacionais de preservação e manutenção do património.

Se esse é o teu caso, então estás no sítio certo. Neste artigo, vamos mostrar-te tudo o que precisas saber para conseguires uma vaga como diretor de monumentos nacionais.

Vens connosco?

O que faz um Diretor de Monumentos Nacionais?

O diretor de monumentos nacionais é o grande responsável pela manutenção e preservação de monumentos e património nacional (cultural ou histórico). É ele que administra e coordena todas as operações do monument, assim como é ele que faz a gestão do orçamento de forma a assegurar o bom funcionamento do espaço.

Além de supervisionar e dirigir os funcionários do monumento (principalmente os funcionários técnicos e administrativos), ele decide as diferentes atividades que se irão realizar no espaço.

Existem monumentos que apenas precisam de um serviço de manutenção e restauro, mas outros envolvem visitas ao seu interior. Neste último caso, é o diretor que define quais os tipos de visita que se vão realizar e quais os recursos que serão necessários para a sua realização.

Como estamos a falar de património nacional, o diretor é responsável por garantir que toda a sua estrutura e todas as peças do monumento são tratadas com cuidado e seguindo todas as normas e procedimentos corretos para a sua preservação.

Sendo o gestor e diretor do monumento, ele é o representante em reuniões, congressos e conferências de imprensa.

Quais as suas funções

A principal função do diretor de monumentos nacionais é gerir e administrar o património e os monumentos nacionais. Sem dúvida, ele ocupa um cargo de enorme responsabilidade e o seu dia a dia envolve uma série de atividades de gestão e administração, não só no que diz respeito aos recursos financeiros.

De entre as várias funções que tem na sua rotina de trabalho, podemos referir aqui, por exemplo:

  • Desenvolver e implementar políticas, procedimentos e normas a serem seguidos pelos funcionários do monumento
  • Dirigir as atividades realizadas pelos funcionários
  • Fazer a supervisão e avaliação dos funcionários
  • Gerir orçamentos
  • Desenvolver relatórios de despesas e ganhos (caso existam)
  • Controlar as despesas, reduzindo custos e garantindo a máxima eficiência dos recursos
  • Selecionar e contratar novos funcionários
  • Dar formação a novos trabalhadores, ou acompanhar essa formação
  • Acompanhar e avaliar o desempenho dos funcionários

Saídas no Mercado de Trabalho

O diretor de monumentos nacionais é um funcionário público, ou seja, trabalha para o Estado. Ele concorre a concursos públicos para trabalhar na administração de património e monumentos nacionais.

Embora os monumentos nacionais sejam parte importante de um país, não existe um grande investimento do Estado neste setor. Isso traduz-se em poucas vagas de trabalho para diretores de monumentos nacionais.

No entanto, os contratos de trabalho oferecem boa remuneração, assim como segurança profissional.

Como entrar na carreira de Diretor de Monumentos Nacionais?

Se queres seguir a carreira de diretor de monumentos nacionais, então deves ter conhecimentos amplos em História, Conservação e Restauro. Além disso, como vais atuar como o gerente do monumento, terás de ter conhecimentos em administração e gestão.

É importante, também, teres perfil de liderança. Afinal, todos os funcionários estarão sob tua supervisão e é importante que eles te reconheçam como um líder.

Sendo assim, é fundamental que tenhas muita experiência com gestão de recursos humanos, mas também que tenhas experiência na área da conservação e restauro.

É a tua vida profissional, assim como o teu currículo universitário, que fará de ti o candidato perfeito para ocupares uma vaga como diretor de um monumento nacional.

Onde estudar para Diretor de Monumentos Nacionais?

O cargo de diretor de monumentos nacionais envolve conhecimentos profundos em Conservação e Restauro, História e Administração. Tendo em conta que o teu currículo é fundamental para conseguires uma oportunidade, então não deixes de investir na tua formação.

Para te ajudarmos, deixamos aqui alguns cursos que podem ser interessantes para ti.

Portugal:

Brasil:

O teu sonho é estar à frente de um grande monumento nacional? Sentes que tens o dever de zelar pelo património histórico e cultural do nosso país? Então a profissão de diretor de monumentos nacionais é aquela que tanto procuravas. Luta pelo teu sonho e nunca desistas. Sucesso!

Partilhar Post

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Scroll to Top