Jóquei (Corridas de Cavalos)

Jóquei - Cavalos de corrida

O Jóquei é um atleta que participa em corridas de cavalos. Portanto, ele é o profissional que monta os cavalos no turfe, o desporto que envolve a competição e as apostas. Mas vem saber mais sobre este mundo apaixonante…

Outros nomes para esta profissão: Driver, Jockey

  • Modalidades: Presencial, Ar Livre
  • Ordenado Médio Mensal: 1000€ - 1500€
  • Empregabilidade: Baixa
  • Tipo de trabalho: Trabalho Solitário, Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Educação Física
  • Idiomas: Inglês, Português

A palavra Jóquei tem origem no inglês e, na linguagem mais comum, de rua, é um diminutivo de jock, ou seja, de “homem atlético”. A ideia faz todo o sentido, pois estes atletas precisam de ter uma ótima condição física.

Além disso, têm de ter muita disciplina e uma alimentação controlada com rigor, pois é obrigatório manter o peso ideal.

O seu trabalho está sempre focado em vencer. Por isso, procuram sempre conseguir o máximo desempenho.

Assim, fica evidente que é uma profissão muito exigente e com grande dose de pressão. Deste modo, também requer uma boa preparação psicológica e um grande arcaboiço emocional.

Para lá de tudo isso, a adrenalina de um atleta de corridas de cavalos está sempre em alta – não dá para esperar momentos de tédio!

Fica connosco para entenderes mais sobre a profissão…

Quanto ganha um Jóquei 

O mercado das corridas de cavalos movimenta milhões de dólares todos os anos. Contudo, a realidade é muito diferente de país para país, pelo que há diferentes níveis de rendimentos.

Os Jóqueis mais conhecidos e mais vitoriosos conseguem ter bons ganhos, pois recebem prémios monetários pelas corridas onde ficam em primeiro lugar.

Porém, em países como Portugal, os prémios são menores. Os hipódromos portugueses são muito pequenos e, por isso, não cumprem os critérios legais para que haja apostas.

Repara que as apostas nas corridas de cavalos são a vertente milionária do negócio. Assim, sem as apostas, os Jóqueis que trabalham em Portugal recebem menos.

Por outro lado, no Brasil, as corridas de cavalos têm maior potencial económico. O país de grandes talentos no futebol também forma craques no mundo dos Jockeys.

Muitos jovens brasileiros acabam por ir trabalhar para outros países, como EUA, Reino Unido e Dubai, onde estão os verdadeiros milhões do setor.

Em Inglaterra, no hipódromo de Aintree, em Liverpool, realiza-se aquela que é considerada a mais famosa corrida de cavalos do mundo.

A Grand National, como é conhecida, tem o maior prémio monetário das corridas de cavalos na Europa. Assim, o vencedor recebe um milhão de libras (algo como 1,25 milhões de euros).

É claro que o dinheiro não vai para o Jóquei, mas este terá direito a um prémio beme generoso depois de se sagrar campeão.

O que faz um Jóquei Profissional

OO trabalho de um Jóquei passa, basicamente, por treinar muito para estar na melhor forma nas grandes corridas de cavalos.

No Brasil, os maiores eventos são o Grande Prémio do Brasil e o Grande Prémio de São Paulo.

Em Portugal, o Campeonato Nacional de Corridas de Cavalos a Galope, que se realiza todos os anos, é a prova mais conhecida.

Os Jóqueis participam em corridas de cavalos a galope, em pista plana, ou em provas de obstáculos. Mas também podem fazer competições de trote atrelado, onde o profissional conduz um sulki, ou seja, um atrelado puxado por um cavalo.

Contudo, para entender um pouco melhor a profissão, é preciso saber um pouco mais do turfe, o nome que é dado a todas as vertentes das corridas de cavalos…

O que é o turfe

O turfe é o desporto que envolve todos os aspetos relacionados com as corridas de cavalos, desde o treinamento dos animais até à competição, além das apostas.

O nome vem da palavra inglesa “turf” que, ainda hoje, designa as corridas de cavalos em linguagem do dia-a-dia.

Portanto, o turfe envolve todo o processo de preparação dos animais, desde a sua criação até ao momento em que correm na pista.

Assim, estamos falando do envolvimento de vários profissionais em todo o processo, como, por exemplo, dos que se dedicam à Equinocultura.

O processo de criação dos cavalos é essencial e passa por saber escolher os melhores reprodutores, bem como por fazer os cruzamentos genéticos mais adequados. As haras onde se criam os potros são, assim, quase “laboratórios” científicos.

Além disso, é preciso saber escolher cavalos com aptidão para as corridas. O cavalo puro sangue inglês é o mais consagrado na atividade turfística.

Na modalidade, existem os chamados cavalos sprinters (os mais rápidos), os milheiros (mais adequados para longas distâncias) e os fundistas (os mais resistentes). Os animais mais rápidos podem atingir velocidades acima de 60 km/hora.

Após o adestramento dos potros, eles fazem o seu treinamento nos hipódromos, onde trabalham em conjunto com os Jóqueis para afinar duplas de sucesso para as corridas.

Como são as corridas de cavalos

No turfe, cada corrida de cavalos chama-se páreo. Portanto, em cada reunião turfística há vários páreos.

As provas principais são os chamados Grandes Prémios, onde falamos em páreos clássicos.

O momento da largada é um dos mais importantes da corrida, pois exige muita técnica e preparação para evitar o menor dos erros.

Nos filmes, vê-se, por vezes, um tiro de pistola como gatilho da largada. Mas, na realidade, a largada começa com cada cavalo na sua “Box” ou “Starting Gate”, e com as portas a abrirem-se.

Sabia que os cavalos fazem exames anti-doping?

Os cavalos são sempre vistos por um veterinário antes das provas. Assim, são pesados e faz-se a avaliação dos seus batimentos cardíacos e da temperatura corporal.

Mas depois das corridas, também fazem um exame anti-doping. Geralmente, os primeiro e segundo classificados são sempre analisados. Contudo, pode haver um sorteio para avaliar um terceiro animal.

No caso de se detetar a presença de alguma substância proibida, a dupla cavalo/Jockey é penalizada.

Quais as suas funções

AA vida de um Jóquei é o treinamento físico e mental para as corridas. Portanto, ele tem de trabalhar aspetos como o equilíbrio e a postura, bem como fazer musculação e exercícios específicos.

Além disso, precisa de manter um rigoroso controle do seu peso, pois este é um fator importante na hora da corrida. Os Jóqueis devem ser o mais leve possíveis.

Deste modo, a nutrição é controlada com rigor, quer em termos de doses, quer quanto ao tipo de alimentos consumidos.

O Jóquei ideal tem, em média, entre 49 e 54 quilos e 1,47 e 1,68 metros de altura.

Para lá das questões físicas e mentais do próprio Jockey, ele precisa de trabalhar com o cavalo. Pois é preciso entender que estamos falando de uma verdadeira dupla e quanto maior for a harmonia entre ambos, melhores serão os resultados.

Corridas de cavalos implicam riscos

Uma questão muito importante no trabalho de um Jóquei é a segurança, uma vez que as corridas de cavalo têm alguns riscos associados.

As quedas podem implicar lesões sérias tanto para os Jóqueis como para os cavalos. Portanto, é essencial reduzir ao mínimo possível esse risco através de técnicas e da experiência de corrida.

Após acidentes, os cavalos podem ficar com problemas respiratórios e digestivos ou pernas partidas e, em último caso, acabando por morrer.

Repara que num Jóquei uma perna partida é um mal menor, mas num cavalo é uma sentença de morte.

A grande competitividade das corridas de cavalos exige dos Jóqueis e demais responsáveis apertados critérios de segurança, pois é preciso proteger a saúde de animais e pessoas.

Portanto, essa deve ser também uma das principais preocupações dos Jockeys na pista de corrida e nos treinamentos

Mas continua connosco para entender como entrar nesse setor apaixonante…

Saídas no Mercado de Trabalho

O Brasil é um “exportador” de Jóqueis para todos os cantos do mundo. O país tem forte tradição no turfe e, sobretudo, na formação de profissionais vencedores.

Há vários Jockeys brasileiros a fazerem sucesso noutros países. Alguns começaram por brilhar no turfe no Brasil, sendo depois recrutados por grandes donos de cavalos de corridas europeus, do Médio Oriente ou até da Ásia.

Entretanto, no país florescem as escolas preparatórias de Jóqueis, aumentando, portanto, o número de profissionais prontos para conquistarem o mundo.

Em sentido inverso, em Portugal, o mercado é mais parado neste setor. Mas também vão surgindo algumas oportunidades.

Porém, para vingar nesta área, é preciso trabalhar com paixão e seguir com o sonho. Afinal, como diz aquele poeta, “o sonho comanda a vida”…

Como entrar na carreira de Jóquei

A melhor forma de entrar na profissão é procurando uma formação específica, pois só esse passo pode abrir as portas do mercado de trabalho.

No Brasil, a Escola de Aprendizes em São Paulo é procurada por alunos de vários estados que seguem o sonho de ser Jóquei profissional. Assim, largam tudo, a família, os amigos, para ficarem numa escola interna com muitas regras e disciplina.

Desta forma, acabam por abdicar da juventude, tendo que levantar-se cedo e cumprir um rigoroso treinamento para poderem ir longe na atividade.

Mas vale a pena para os mais talentosos, pois a escola também oferece bolsa e assessoria nas carreiras.

Os Jóqueis começam por fazer corridas de cavalos ainda como aprendizes e, assim, podem já ir chamando a atenção dos “olheiros” do turfe.

Para lá de tudo isso, é preciso muita força de vontade, empenho e dedicação.

O que é preciso para ser um Jóquei profissional

Onde estudar para Jóquei

As formações para Jóqueis não abundam, mas em contrapartida, as escolas que existem tendem a ter boa qualidade. Porém, o ideal é procurar informação em associações e entidades do setor, pois assim será possível entender quais serão as melhores opções.

Portanto, vamos ajudar nessa escolha. Para isso consulta alguns dos links que te deixamos de seguida…

Portugal:

Brasil:

Agora que já viste como ser um Jóquei profissional, já sabes que é uma profissão exigente para o corpo e para mente. Mas, ao mesmo tempo, é muito desafiante e ideal para quem gosta de sentir a adrenalina da competição e do risco. Portanto, segue o sonho e tem muito sucesso!

Partilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top