Engenharia Ambiental

A Engenharia Ambiental é uma área que se dedica ao desenvolvimento sustentável. Uma das mais promissoras engenharias, muito pelo momento atual, em que a preocupação com o meio ambiente é cada vez maior. Além disso, ao mesmo tempo que esta engenharia se preocupa com a ecologia, não deixa de parte a dimensão social, económica e tecnológica.

Outros nomes para esta profissão: Engenheiro Ambiental

  • Modalidades: Presencial, Ar Livre
  • Ordenado Médio Mensal: 1500€ - 2000€
  • Empregabilidade: Média
  • Empregabilidade: Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Biologia, Física, Química
  • Idiomas: Inglês, Português

Os engenheiros ambientais desenvolvem uma série de técnicas com o intuito de preservar o meio ambiente em todos os meios (ar, solo e água). Outra das prioridades destes profissionais à estudar os problemas ambientais de forma a tentarem resolvê-lo ou, pelo menos, minimizá-los.

Se quer saber mais sobre esta profissão, então continue a ler este artigo e descubra tudo o que faz um engenheiro ambiental no seu dia a dia, quais as funções que desempenha, quais são as saídas no mercado de trabalho, e como poderá entrar nesta carreira. Confira!

O que faz um Engenheiro Ambiental?

Os engenheiros ambientais têm, como principal objetivo, desenvolver estratégias e técnicas que possam minimizar os impactos das ações humanas no meio ambiente, melhorar e garantir a sustentabilidade.

Os profissionais de Engenharia Ambiental também podem dedicar-se ao estudo de problemas do meio ambiente, projetando sistemas de água e esgoto que respeitem as normas e que minimizem os impactos ambientais, assim como podem ajudar a minimizar esses impactos na exploração animal.

Sendo assim, estes profissionais podem trabalhar em diferentes áreas, desde que elas estejam relacionadas com o meio ambiente.

Hoje em dia, são muitas essas áreas, muito pela grande preocupação com o ambiente e com os desafios que temos de enfrentar, com as alterações climáticas e a poluição, por exemplo.

Estes profissionais, além de protegerem o ambiente, protegem a saúde das pessoas. Mas, para que consigam ser bons profissionais, é fundamental que ele reúna algumas características pessoais de personalidade e valores morais e éticos.

Antes de mais nada, é importante que eles se preocupem, de verdade, com o ambiente e lutem pela causa ambiental. Afinal de contas, é para proteger o meio ambiente que existe essa profissão.

Além disso, ele também tem de ser uma pessoa comunicativa e que goste de trabalhar em equipa, pois terá de lidar com muitas pessoas no seu dia a dia, comandar e liderar a equipa de trabalho, e comunicar com órgãos que estejam ligados ao meio ambiente.

Quais as suas funções

O profissional de Engenharia Ambiental tem como principal função o desenvolvimento de técnicas que permitam preservar o meio ambiente, e garantir a sua sustentabilidade.

Para isso, o engenheiro desenvolve estações de tratamento de esgoto, reciclagem de lixo (ou descarte), e redes de distribuição de água, de forma a que o impacto humano não seja tão prejudicial à natureza.

Os avanços da tecnologia são, sem dúvida, uma grande ajuda neste sentido, pois elas permitem o desenvolvimento de técnicas mais avançadas e, consequentemente, poluindo menos. Sendo assim, o engenheiro faz uso dessa tecnologia de forma a otimizar os seus resultados.

Além disso, os engenheiros ambientais também têm como função avaliar o impacto de certas obras na natureza, de forma a prevenirem contaminações de solo, ar e água.

Áreas de Atuação

Para poder perceber a profissão de forma aprofundada, é importante saber quais as áreas de atuação da Engenharia Ambiental. Vejamos!

  • Análise de ciclo de vida – O engenheiro avalia todos os impactos no meio ambiente de um determinado processo ou produto.
  • Controlo da poluição – Fiscaliza indústrias, assim como outros setores poluentes.
  • Energia – Desenvolve pesquisas e estudos para minimizar impactos ambientais causados pela geração de energia.
  • Gestão ambiental – Faz a gestão entre as ações humanas e o meio ambiente, de forma a preservar todo o ecossistema mas, ao mesmo tempo, garantindo o bem-estar das pessoas.
  • Geoprocessamento – Levanta informações e mapeia regiões com uso de tecnologia.
  • Pesquisa – Desenvolve pesquisas na área, teses e artigos. Poderá seguir também a carreira de docente universitário.
  • Recursos Hídricos – Atua nos recursos hídricos, como poços, rios, entre outros, de forma sustentável.
  • Recuperação – O engenheiro ambiental pode atuar na recuperação de áreas contaminadas.
  • Resíduos Sólidos – Faz planos de gestão de resíduos sólidos para estabelecimentos que geram uma grande quantidade de lixo.
  • Saneamento – Desenvolve obras de saneamento, sempre com o intuito de torná-lo o menos poluente possível. Pode, ainda, atuar em sistemas de drenagem e redes de captação de água.

Saídas no Mercado de Trabalho

A Engenharia Ambiental, assim como qualquer outra engenharia, tem falta de profissionais qualificados que possam desempenhar este trabalho. Por isso, o desemprego é um problema que estes profissionais não têm com que se preocupar.

É claro que, quando a economia se encontra em crescimento, existe uma maior procura, o que leva a oportunidades de trabalho com melhores salários e melhores condições.

No entanto, mesmo em momentos em que a economia se encontra mais fraca, estes profissionais continuam a ser procurados, especialmente por causa dos problemas ambientais que enfrentamos e que têm de ser resolvidos rapidamente.

A verdade é que nós não temos tempos para pensar em adiar estas questões. O aquecimento global está aí, a extinção de várias espécies também, o empobrecimento dos nutrientes do solo também. Não temos opção a não ser agir agora, ou ultrapassaremos um limite de não retorno.

Sendo assim, o momento é agora, e qualquer profissão que trabalhe para a preservação ambiental é, atualmente, essencial para o mundo.

Como tal, os engenheiros ambientais são procurados por diversos setores do mercado, público e privados, especialmente:

  • Saneamento
  • Gestão de águas
  • Saúde pública
  • Gestão ambiental

Como entrar na carreira de Engenharia Ambiental

Para ser Engenheiro Ambiental, é preciso, antes de mais nada, ter o curso de Engenharia Ambiental. O curso é multidisciplinar, muito pela abrangência da sua atividade, a qual engloba várias áreas de conhecimento, como Biologia, Física, Química, e até Ciências Sociais.

Durante os primeiros anos do curso, adquire conhecimentos que são transversais a todas as engenharias. Só depois vai adquirindo conhecimentos mais técnicos e específicos da área ambiental, como Hidráulica ambiental, Impactos Ambientais, entre outros.

Em Portugal, tem de concluir o Mestrado integrado (3 anos de licenciatura, mais 2 anos de mestrado). No Brasil, o curso tem duração média de 5 anos (bacharelado), mas tem de procurar por faculdades reconhecidas pelo Ministério da Educação, pois só estas têm diplomas com validade.

Onde estudar Engenharia Ambiental

Portugal:

Brasil:

Se quer seguir Engenharia Ambiental, então saiba que esta é uma missão nobre e de grande utilidade para toda a sociedade, principalmente nos dias de hoje, em que a questão ambiental é tão importante! Sem dúvida, é uma escolha que se pode orgulhar!

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima