Engenharia Mecatrónica

engenharia mecatrónica

Engenharia Mecatrónica é uma ramificação da Engenharia Mecânica, a qual é multidisciplinar e orientada para projetos automatizados eletromecânicos controlados por computador. Sem dúvida, esta é uma área promissora, sendo olhada como o verdadeiro futuro industrial.

Outros nomes para esta profissão:

  • Modalidades: Presencial
  • Ordenado Médio Mensal: 1500€ - 2000€
  • Empregabilidade: Alta
  • Empregabilidade: Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Física, Matemática, Química
  • Idiomas: Inglês, Português

Os Engenheiros desta área abrangem áreas multidisciplinares de estudo, como por exemplo: mecânica, eletrónica, automação, física, química, entre outros.

Em rápida ascensão, é a engenharia do futuro. Sem dúvida, ela é considerada por muitos o futuro de todas as engenharias.

Se quer saber mais sobre esta profissão, continue neste artigo e descubra como é a rotina de um Engenheiro Mecatrónico, quais as funções que tem, como é o mercado de trabalho, e quais as saídas, assim como a melhor forma de entrar nesta carreira fascinante!

O que faz um Engenheiro Mecatrónico?

Os Engenheiros Mecatrónicos apresentam uma ampla formação que lhes permite um grau de competências multidisciplinares, as quais lhes dão acesso a um número elevado de funções numa larga gama em toda a indústria.

De entre as variadíssimas funções que ele desempenha, podemos destacar, por exemplo:

  • Desenvolver sistemas baseados em microcontroladores
  • Trabalhar com todo o tipo de robótica
  • Trabalhar a nível da mecânica e eletrónica em todo o tipo de veículos terrestres e aéreos
  • Especialistas em eletrónica automóvel
  • Manutenção de todo o tipo de equipamento industrial
  • Programação de máquinas PLC e CNC
  • Processos industriais

Quais as suas funções

Um profissional especialista em Engenharia Mecatrónica (Mecatrônica), pode desenvolver inúmeras funções, as quais variam, obviamente, de acordo com a área de atuação em que está inserido. Então, vejamos!

  • Produção – Supervisionar o fabrico e a montagem, assim como fazer testes dos produtos
  • Projetos – Elaborar, acompanhar, supervisionar, assim como executar os projetos
  • Planeamento técnico – Elaboração e seguimento de projetos; Logística; Análise de investimentos; Avaliação de custos
  • Controlo da qualidade – Acompanhar o processo de produção, de forma a garantir e verificar as especificações do produto, assim como realizar melhorias
  • Manutenção – Gestão de forma eficaz dos equipamentos produtivos, assegurando a sua manutenção, mas também otimizando as suas performances
  • Assistência técnica – Assistência (Acessoria) dos equipamentos técnicos industriais aos clientes
  • Consultadoria – Certificar e inspecionar sistemas ou então equipamentos produtivos industriais
  • Comércio de equipamentos industriais – Estudar a melhor solução para o cliente, mediante as suas necessidades

Saídas no Mercado de Trabalho

Existe um sem número de saídas para o curso de Engenharia Mecatrónica, especialmente por ser uma das engenharias que mais tem crescido nos últimos tempos, não só no número de interessados, mas também pela importância que tem na sociedade atual.

Sendo assim, estes profissionais podem trabalhar em:

  • Indústria Eletrónica Automóvel
  • Empresas de Desenvolvimento de projetos Robóticos
  • Programação de equipamentos industriais
  • Empresas de tecnologias de informação (TI)
  • Empresas de energias renováveis
  • Indústrias de Transformação e Química
  • Empresas de veículos – Aéreos; Subaquáticos (Submarinos); Terrestres
  • Ensino e Investigação

Sem dúvida, a união de vários conceitos indispensáveis oriundos de outros ramos da engenharia possibilitam uma nova geração de sistemas de produção mais económicos, mais simplificados e fiáveis.

Devido à alta competição do mundo industrial, grande parte do mercado de trabalho desta Engenharia passa pelo setor privado onde, fruto da evolução, as oportunidades de emprego são acima da média.

Sendo uma engenharia transversal a todo o mundo, surgem, nos mercados internacionais, oportunidades de emprego apelativas, criando assim a verdadeira globalização laboral.

Em Portugal, no sistema público, tem sempre a oferta do Ministério da Educação para docência no ensino secundário, mas principalmente universitário.

No Brasil, de fato, existe uma lacuna enorme de profissionais desta área. Estudos anteriores reportavam que entre 2020 e 2025 existiriam muito menos profissionais qualificados em Engenharia Mecatrônica do que as necessidades do mercado de trabalho.

Como entrar na carreira de Engenharia Mecatrónica

Sem dúvida, grande parte das oportunidades de primeiro emprego obtém-se no próprio estágio.

De qualquer forma, o envio de currículos para as empresas alarga sempre as chances, pois existe um grande número de organizações onde esta engenharia tem aplicabilidade.

  • O curso em Portugal tem uma duração mínima de 3 anos para licenciatura, mas se quiser tirar o mestrado tem de estudar mais 2 anos
  • O curso no Brasil tem uma duração média de 5 anos

Ao longo do curso, irá adquirir conhecimentos sólidos em várias áreas, como por exemplo:

  • Automatismos industriais,
  • Mecânica de: materiais, fluídos
  • Mecânica aplicada
  • Programação
  • Química e física
  • Álgebra
  • Eletrónica
  • Sistemas aeronáuticos
  • Robótica
  • Sistemas mecatrónicos

Conseguimos, através do plano de estudos, verificar a diversidade e abrangência desta engenharia, incluindo nele conhecimentos das diversas engenharias, mecânica, eletrónica.

Onde estudar Engenharia Mecatrónica

Portugal:

Brasil:

A evolução tecnológica precisa de sistemas integrados, interligados, para otimizar a eficácia de toda a produção. Por isso, a mecatrónica tem um papel crucial nesta evolução. E é por isso que a sociedade atual, para se desenvolver, precisa dela!

Não é à toa que foi apelidada como o futuro de todas as Engenharias! Sem dúvida, para que as indústrias consigam ser mais lucrativas e inovadoras, os engenheiros mecatrónicos são parte fundamental desse processo!

Se quer seguir a carreira de Engenheiro Mecatrónico tem de ter um espírito inovador, perspicácia, e tem, acima de qualquer outra coisa, ser apaixonado pelas inovações! Também tem de ter aptidão para a informática, eletrónica e mecânica.

O mundo está constantemente em evolução! Então, faça parte deste desenvolvimento e siga a carreira de Engenharia Mecatrónica! Com toda a certeza, vai valer a pena!

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima