Estomatologista

Estomatologista

O Estomatologista é o médico especialista na prevenção, diagnóstico e no tratamento de doenças da boca e todas as estruturas anexas a ela. Este especialista não trata somente de dentes, mas de todas as estruturas que estão associadas à boca, como o cancro (câncer) da boca.

Outros nomes para esta profissão: Médico Estomatologista, Médico Orofacial, Médico Bucofacial, Cirurgião Dentista

  • Modalidades: Presencial
  • Ordenado Médio Mensal: 2000€ - Máximo
  • Empregabilidade: Alta
  • Empregabilidade: Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Biologia, Física, Matemática, Química
  • Idiomas: Inglês, Português

O médico especialista em estomatologia tem conhecimentos vastos para diagnosticar uma série de doenças na boca, sejam elas de origem bacteriana, imunológica, ou fúngica. Também diagnostica e trata doenças dermatológicas e sexualmente transmissíveis que se manifestem na boca.

Embora muitas pessoas confundam este profissional com o dentista, eles atuam de forma diferente. O estomatologista em Portugal tem formação em Medicina, especializando-se, posteriormente, em estomatologia. Pelo contrário, o dentista, forma-se em Medicina Dentária, e não em Medicina.

Sendo assim, os estomatologistas são médicos especialistas, com formação vasta que permitem que ele diagnostique e trate uma série de doenças da boca e suas estruturas anexas.

Se está a pensar seguir a carreira de Medicina mas ainda não sabe bem qual a especialidade a seguir, então continue neste artigo e descubra o que faz um médico estomatologista, quais as funções que desempenha, as saídas no mercado de trabalho, e todo o percurso que tem de fazer para entrar nesta carreira.

O que faz um Estomatologista?

Embora a maioria das pessoas procure um dentista sempre que têm um problema na boca, a verdade é que o estomatologista é o profissional mais indicado para problemas que não estejam relacionados diretamente com problemas unicamente dentários.

Quando existem lesões na boca, por exemplo, devem ser avaliadas por médicos estomatologistas, e não por um médico dentista. São os estomatologistas que fazem biópsias a essas lesões e a ossos do maxilar, de forma a identificar qual o problema e detetar possíveis tumores, benignos ou malignos.

Pacientes oncológicos visitam com certa regularidade a especialidade de estomatologia, especialmente quando fazem radioterapia na zona da cabeça e do pescoço.

No entanto, pacientes que façam quimioterapia e iodoterapia que sofram de problemas na boca precisam visitar este especialista, especialmente para prevenir possíveis infeções dentárias durante o tratamento, que podem ser fatais para estes pacientes.

Este tipo de tratamento também pode levar ao surgimento de algumas doenças na boca, como por exemplo:

  • Osteorradionecrose – Geralmente surge na mandíbula. Trata-se de uma necrose óssea, necessitando de intervenção do especialista de estomatologia o quanto antes. Esta necrose é causada pelo tratamento de radioterapia.
  • Osteonecrose medicamentosa – Trata-se de uma necrose óssea maxilar causada pela toma de medicamentos.
  • Mucosite – Uma inflamação na zona interna da boca, podendo surgir feridas.
  • Xerostomia – Diz respeito à sensação de boca seca, muitas vezes sentida por estes pacientes.

É muito comum que o estomatologista faça uma avaliação prévia, de forma criteriosa, aos pacientes que se submeterão a quimio e radioterapia, como foi dito, para evitar problemas durante os tratamentos.

Este especialista também faz a reabilitação bucal dos pacientes, com o tratamento odontológico completo, desde o tratamento de gengivas à colocação de implantes ou próteses.

Quais as suas funções

O estomatologista, também designado de cirurgião-dentista (Brasil), trata a cavidade oral, assim como as suas estruturas anexas. Uma das suas principais funções é diagnosticar e tratar lesões que se encontram na boca e suas estruturas. Algumas dessas lesões podem envolver outras especialidades, como dermatologia, oncologia, cirurgia plástica, entre outras.

Sendo assim, ele faz o diagnóstico e trata doenças de todo o complexo bucal, incluindo:

  • Lábios
  • Dentes
  • Língua
  • Gengivas
  • Palato
  • Glândulas salivares
  • Orofaringe
  • Palatinas (amígdalas) e faríngeas (adenoide)
  • Mucosa oral

O diagnóstico precoce de lesões é fundamental para o sucesso do tratamento, especialmente quando falamos de condições que podem agravar-se, como hiperplasias, herpes, cistos, leucoplasias, papilomas, carcinomas, entre outras.

Quando é diagnosticado um tumor no paciente, o estomatologista trabalha junto de cirurgiões maxilo-faciais (bucomaxilofaciais), para que seja feita a retirada do tumor, sempre que possível.

Saídas no Mercado de Trabalho

Os médicos estomatologistas, assim como todas as especialidades médicas, encontram um mercado de trabalho muito favorável, pois existe escassez de profissionais de saúde qualificados na área. Sendo assim, é muito comum que os estudantes já tenham garantida a sua vaga de emprego ainda durante o seu internato de especialidade (residência médica).

Poderá especializar-se também dentro da estomatologia, atuando em áreas médicas específicas ao longo da sua carreira, como estomatologia pediátrica, cirurgia oral, cirurgia ortognática, medicina oral, entre outras.

Poderá atuar em hospitais públicos e privados, ou em clínicas privadas.

Como entrar na carreira de Estomatologista

Os médicos estomatologistas em Portugal são formados em Medicina. Sendo assim, deverá concluir primeira a licenciatura em medicina, a qual tem duração de 6 anos.

Depois, segue-se o Ano Comum (internato médico que é comum a todas as especialidades, com duração de um ano), seguido do Internato médico de especialidade em Estomatologia. No final do internato, tem de fazer uma avaliação final, que compreende uma prova teórica, prática e curricular.

Para atuar como médico especialista em estomatologia, é obrigatório estar inscrito na Ordem dos Médicos.

Para entrar na carreira de estomatologista no Brasil, precisa graduar-se em Odontologia e fazer a especialização em Estomatologia. Ao contrário de Portugal, esta graduação não é comum à medicina, sendo uma faculdade totalmente distinta, muito embora existam muitas disciplinas comuns entre as duas.

Onde estudar Medicina

Portugal:

Brasil:

Então? Ficou com vontade de seguir a profissão de estomatologista? Não deixe de investir na sua formação e dedique-se ao longo da graduação universitária, pois valerá a pena todos os seus esforços. O seu futuro será, com toda a certeza, fenomenal!

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima