Flautista

Flautista

Resumo da profissão

Modalidades:

Teletrabalho, Presencial, Ar Livre

Matérias relacionadas:

História da Cultura e das Artes Matemática Oficina de Artes

Idiomas:

Francês, Inglês, Latim, Português

O flautista é um músico profissional que toca flauta (podendo ela ser de bisel, transversal, vertical, de pã, de bambu, entre tantas outras). Sendo um dos primeiros instrumentos musicais criados pelo ser humano, então podemos dizer que a flauta é um dos instrumentos mais “queridos” e um dos primeiros com que temos contacto.

Embora associemos a flauta a música clássica, a verdade é que ela é transversal a todos os estilos e géneros musicais. Se assistirmos a concertos de música pop, por exemplo, encontramos vários artistas que incluem este instrumento musical em várias das suas composições.

Se és um apaixonado por música e adoras tocar flauta, então este artigo foi feito para ti. Aqui, vais descobrir como podes transformar esse talento e esse hobby numa profissão (porque é possível, sim, apesar de muitos acreditarem que a música não é uma carreira).

Vens connosco?

Flauta

A flauta foi um dos primeiros instrumentos musicais criados pelo ser humano, com o objetivo de imitar o som dos pássaros. Inicialmente criadas em madeira, barro ou cana, hoje encontramos flautas de vários materiais, até mesmo de ouro e prata.

As flautas têm um formato de tubo oco, com vários orifícios, os quais são tapados com os dedos para atingir diferentes notas musicais (dependendo dos orifícios abertos e tapados com os dedos). O som é imitido a partir do ar que é soprado para o interior do tubo.

Como dissemos, a flauta é um dos instrumentos mais versáteis, principalmente dentro dos instrumentos de sopro. Encontramo-la em vários estilos e géneros musicais, desde a música medieval, ao pop, jazz, folclore, samba, rock progressivo, entre tantos outros.

Tipos de Flautas

Existem diferentes e diversos tipos de flautas. Embora todos eles sigam a mesma lógica de funcionamento, quando estudamos, escolhemos apenas um tipo de flauta e aperfeiçoamo-nos nesse tipo.

Cada um tem a sua sonoridade e, por isso, deves escolher aquele tipo que mais te sentes atraído. Vejamos quais são eles!

  • Flauta de bisel – Também conhecida como flauta doce. Este é o tipo de falta mais conhecido, aprendido até na escola quando somos crianças. É uma flauta de madeira e bisel, vertical, e está afinada em Dó e Fá. Dentro das flautas de bisel, encontramos as soprano (que é a mais conhecida e de som agudo), sopranino (sons muito agudos), alto/contralto (sons médios e agudos), tenor (sons graves e médios), baixo (sons grandes e muito graves) e contrabaixo (sons muito graves).
  • Transversal – Este é um dos tipos de flauta mais usados em orquestras. Toca-se na horizontal, soprando na lateral. Existem flautas transversais de metal e de madeira.
  • Vertical – Esta flauta, tal como a de bisel, é tocada na vertical, soprando-se na extremidade superior do instrumento musical.
  • Basca ou Provençal – Esta flauta é também vertical, mas só tem três orifícios.
  • Flautim, ou Piccolo – trata-se de uma flauta mais pequena e é afinada uma oitava acima das flautas de bisel.
  • Flauta de Pã, ou Flauta de Pan – Esta é uma flauta mitológica, literalmente, pois tem a sua origem na mitologia grega. É formada por vários tubos com comprimentos decrescentes.
  • Pífaro, Pífano ou Pife – Este tipo de flauta é muito usado em bandas militares.

Existem muitos outros tipos de flautas, como, por exemplo:

  • Xun
  • Ocarina
  • Gaita colombiana
  • Ney
  • Shakuhachi
  • Quena
  • Tin whistle, ou pennywhistle
  • Suling
  • Venu
  • Cangoeira
  • Bansuri
  • Flauta Mizmar
  • Diaulo

O que faz um Flautista?

O flautista é um músico profissional que toca flauta (independentemente do tipo de flauta que toca) num projeto musical (a solo, em orquestra ou então em grupo). Sendo um instrumento musical muito versátil, é possível integrar projetos de diferentes estilos e géneros musicais.

É verdade que associamos muito a flauta a orquestras sinfónicas. Sem dúvida, este é um instrumento sempre presente em orquestras. No entanto, este instrumento também é muito usado noutros estilos musicais, como músicas árabes, andinas, rock, jazz, pop, flamenco, MPB, entre tantos outros.

Este profissional, além de fazer apresentações em palco, pode realizar concertos em outros eventos, como casamentos, receções, entre outros.

Além de espetáculos ao vivo, este profissional também pode trabalhar como professor de música, ou então professor de flauta. No caso de quereres dar aulas na escola, conservatório ou escolas de música, é obrigatório teres uma formação em música via ensino.

No entanto, podes dar aulas em casa, ou online, de flauta, não sendo necessário uma formação superior.

Deixamos-te, agora, um vídeo de concerto em que a flauta é o instrumento “rei”. Ora vê como a flauta é determinante para toda a peça.

François Devienne (1759-1803) Flute Concerto n.2 in D Major. Teatre-Auditori Sant Cugat, Barcelona, Spain April 23th 2007 Orquestra Simfònica de Sant Cugat del Vallès

Quais as suas funções

O flautista tem como principal função tocar flauta em apresentações ao vivo, seguindo as orientações do maestro (quando toca em orquestras, por exemplo) e de acordo com as partituras e com o que foi delineado durante os ensaios com os restantes músicos.

O estudo musical e o treino fazem parte da rotina de qualquer músico. Por isso, se quiseres seguir esta profissão, tens de ter em mente que terás de passar várias horas a treinar e estudar música, principalmente flauta e teoria musical. Falamos, aqui, de um trabalho individual, o qual tem como objetivo melhorar e evoluir a cada dia.

Além deste trabalho de casa, terás também vários ensaios com os restantes músicos, momentos esses em que se determina o reportório, se fazem arranjos, assim como outros ajustes nas músicas que serão tocadas nas apresentações ao vivo.

A manutenção do instrumento é também da responsabilidade do músico. Por isso, terás de ter sempre cuidado com a limpeza da tua flauta, garantindo que ela está em perfeitas condições para os espetáculos.

Nos dias em que tens atuação, terás de chegar ao local do concerto algumas horas mais cedo para fazer o teste de som. É aí que o técnico de som faz ajustes na mesa de som para que o resultado seja o esperado (ou seja, para que haja um equilíbrio entre todos os instrumentos musicais e vozes).

Saídas no Mercado de Trabalho

O flautista profissional pode integrar orquestras sinfónicas, filarmónicas e de câmara, bandas de música, trios, duos, ou pode atuar como artista a solo, ou acompanhar artistas. Como dissemos, é um instrumento muito versátil, o que permite trabalhar em diferentes projetos.

Além do mundo dos palcos, também podes trabalhar “atrás dos panos”. Esta é uma forma de assegurares um rendimento extra, ou um rendimento fixo, tendo em conta que os espetáculos não rendem assim tanto dinheiro (principalmente quando não estamos num projeto muito conhecido).

Sendo assim, podes também atuar como:

  • Professor de música em escolas
  • Professor de flauta em conservatórios, assim como em academias e escolas de música
  • Dar aulas de flauta em casa ou pela internet
  • Músico substituto
  • Músico de sessão (irás gravar as partes de flauta para os álbuns de outros artistas)
  • Compositor (caso tenhas estudos de composição e talento para isso, podes criar músicas para outras pessoas)

Como entrar na carreira de Flautista?

Se queres tornar-te um flautista de referência e de sucesso, então é muito importante que domines o teu instrumento. Para tal, os estudos em música são muito importantes.

É verdade que não precisas seguir um curso universitário em música para seres um músico de excelência, mas, se a tua ideia é entrares numa orquestra ou dar aulas em escolas e conservatórios, deves sempre optar por tirar o curso superior de música.

Além dos conhecimentos em teoria musical, composição, entre outros na área da música, esta é uma oportunidade única para conheceres pessoas do meio musical. Como os contactos são essenciais para alavancares a tua carreira, então a frequência de um curso superior pode ser um belo ponto de partida.

Onde estudar para ser Flautista?

Como dissemos, os estudos superiores em música são indispensáveis para tocares em orquestras ou para dares aulas de música. Além disso, vais conhecer pessoas do meio (aspeto essencial para entrares numa carreira musical).

É por isso que reunimos aqui algumas instituições que te oferecem este curso. Ora vê!

Portugal:

Brasil:

Se queres tornar-te um flautista de referência e sucesso, então investe na tua formação, mas não deixes de estudar sempre ao longo da tua carreira. Sem dúvida, é um caminho longo e difícil, cheio de sacrifícios. Mas acredita que todo esse esforço vai valer a pena. Sucesso!

Partilhar Post

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top