Guia de Enoturismo

Técnico de Enoturismo

Mais sobre a profissão

Modalidades:

Presencial, Ar Livre

Ordenado Médio Mensal:

Mínimo - 1000€

Empregabilidade:

Média

Disciplinas do secundario:

História Línguas

Idiomas:

Inglês, Português

O Guia de Enoturismo é o profissional que organiza e dinamiza visitas guiadas no âmbito do turismo de vinhos. A atividade pode envolver, por exemplo, provas de vinhos, harmonização de comida e vinhos e/ou visitas a adegas. Mas venha saber tudo sobre esta profissão…

O Enoturismo é uma das grandes tendências turísticas mundiais. Muitas pessoas procuram aliar o prazer de viajar à degustação de vinhos. Portanto, um país como Portugal que tem uma forte tradição vinícola tem muito potencial nesta área.

A região do Douro atrai, todos os anos, milhares de enoturistas que ficam encantados com as caves do vinho do Porto e com a riqueza histórica da cultura vinícola.

Mas também no Brasil, apesar do seu clima tropical, o Enoturismo tem crescido muito nos últimos anos, especialmente no Rio Grande do Sul que produz 90% da produção de vinhos e espumantes de todo o país.

Assim, na Serra Gaúcha existem várias vinícolas que, durante todo o ano, recebem milhares de turistas para visitação e degustação de vinhos.

Atualmente, uma boa parte do faturamento de muitas empresas de vinhos está ligada ao Enoturismo. Portanto, é uma excelente área para quem se interessa por esta bebida e pela cultura da uva em geral.

Mas vem daí entender mais sobre este universo tão interessante…

O que é o Enoturismo

O Enoturismo está diretamente relacionado ao vinho e a tudo o que lhe diga respeito. Deste modo, é um tipo de turismo que envolve visitações às vinícolas e às vinhas, mas também a festivais e a espetáculos sobre vinho.

Os enoturistas interessam-se em conhecer os modos de produção locais, bem como os diferentes tipos de vinhos de uma certa região. Além disso, também querem provar a gastronomia local e ficar por dentro dos costumes regionais.

Assim, a visitação enoturística tem a ver com toda a cultura do vinho que marca as regiões onde está implantada. Portanto, vamos constatando que é uma atividade turística, como outras, que permite valorizar o património e a história locais.

Fica connosco para saberes tudo sobre este tema…

Quanto ganha um Guia de Enoturismo

O valor salarial médio de um Guia de Enoturismo depende de vários fatores, como, por exemplo, a experiência e o grau de formação.

Mas o tipo de empresa onde trabalha também tem influência, tal como as suas funções. Em certas adegas, o Guia de Enoturismo pode acumular várias funções, tal como o produtor é, muitas vezes, também Enólogo.

A cultura do vinho tem uma forte tradição familiar e, muitas vezes, as vinícolas passam de pais para filhos. Assim, os colaboradores precisam de ter diversas valências e de revelar skills variadas.

O salário no final do mês vai dependendo muito de todos esses fatores. Mas, no final das contas, o que importa é a paixão pelo mundo dos vinhos.

Continua a ler para entenderes mais sobre este trabalho…

O que faz um Guia de Enoturismo

O Enoturismo vai muito para lá apenas da visita a adegas e da compra de vinhos. Assim, os profissionais desta área precisam de ter excelentes conhecimentos da cultura do vinho, bem como da região onde está inserida a vinícola para que trabalham.

Além disso, é essencial ter um conhecimento muito completo do mercado, por exemplo para entender os vários tipos de Enoturismo, o que os outros andam fazendo e para perceber o que é que os Enoturistas procuram.

Portanto, o trabalho de um bom Guia de Enoturismo vai para lá de organizar e de acompanhar visitações guiadas, provas de vinho e harmonizações comida-vinhos.

Ele também precisa de ter capacidade inventiva, para criar novos produtos turísticos e, assim, criar valor a partir das mais-valias da região onde se insere.

O seu foco deve estar sempre na qualidade da experiência, pois esse é o grande diferencial em relação aos concorrentes.

Também é preciso que conheça o vocabulário técnico usado na produção de vinho e nas provas.

Mas não se pode esquecer a importância de dominar algumas estratégias de marketing, pois precisa de saber “vender” o que tem para oferecer.

Vem agora descobrir como é o trabalho diário de um Técnico de Enoturismo…

Quais as suas funções

Como já vimos, o Guia de Enoturismo deve combinar várias qualidades, pois o seu trabalho implica uma série de competência diferentes.

Mas agora vamos falar um pouco de como funciona o seu dia-a-dia de trabalho.

Assim, as principais funções desse profissional são as seguintes:

  • Organizar, coordenar e realizar visitas guiadas em várias Línguas
  • Preparar e liderar provas de vinhos
  • Realizar atividades de harmonização com comida e vinhos
  • Promover a venda de vinhos e produtos associados
  • Fomentar a criação de novos produtos turísticos
  • Gerir bases de dados de clientes
  • Planear eventos dedicados à temática dos vinhos
  • Divulgar o projeto enoturístico.

Portanto, fica evidente que um Guia de Enoturismo deve acumular saberes de várias áreas.

Vê agora onde é que podes trabalhar com esta profissão…

Saídas no Mercado de Trabalho

O mercado dos vinhos continua em expansão a nível mundial, sobretudo na componente do Enoturismo.

Há um charme muito próprio associado ao vinho e, portanto, há milhões de pessoas que, todos os anos, viajam com o propósito de saber mais sobre esta área e de provar novos sabores.

Assim, há boas perspetivas de emprego nesta área. Em Portugal, há várias regiões com alto potencial de exploração, desde o Alto Douro Vinhateiro, passando pelo Alentejo e até ao vinho da Madeira.

Mas no Brasil a cultura vinícola também está implantada com sucesso apesar do clima tropical que não favorece a produção de vinho. Todavia, a maior parte da produção do país está na parte sul, no Rio Grande do Sul, ou seja, próximo da fronteira com o Uruguai e a Argentina.

Portanto, se queres trabalhar nesta área, tens boas chances. Mas espreita algumas das saídas profissionais que podes encontrar como Guia de Enoturismo:

  • Empreendimentos turísticos, como por exemplo hotéis, resorts, cruzeiros
  • Rotas de Vinhos
  • Adegas, caves e vinícolas
  • Lojas especializadas em vinho
  • Associações, cooperativas e empresas de consultoria da área da Viticultura
  • Institutos públicos ligados ao turismo
  • Entidades locais de desenvolvimento regional
  • Instituições de ensino.

Continua a ler para perceber como podes dar os primeiros passos nesta área…

Como entrar na carreira de Enoturismo

Um Guia de Enoturismo não precisa de formação específica para trabalhar nesta área. Porém, é sempre desejável frequentar cursos, pois o saber nunca é demais.

Essa via da formação é sempre uma boa aposta para entrar nesta área, por exemplo através de estágios profissionais. Contudo, também há quem chegue ao Enoturismo depois de ter feito outros trabalhos na área vinícola ou também no Ecoturismo.

Estamos a falar de uma profissão que passa por vários saberes, exigindo, pois, diversas competências, por exemplo em termos de Línguas estrangeiras. Assim, são muitas as possibilidades para aqui chegar.

Mas para quem quer ter sucesso no Enoturismo, deixamos aqui algumas dicas essenciais:

  • Não oferte mais do mesmo: seja original
  • Crie vivências originais e únicas
  • Aproveite a história familiar da vinícola como mais-valia para o projeto
  • Firme parcerias com outras empresas e negócios locais
  • Garanta que o projeto enoturístico está online.

Além destes aspetos importantes, não te esqueças de provocar emoções e o desejo de repetir a experiências nas pessoas que acolhes.

Onde estudar Enoturismo

A formação em Enoturismo é importante para ajudar à profissionalização da área. Portanto, é também uma forma de garantir um trabalho de melhor qualidade.

Assim, é importante escolher um curso que aborde temas como por exemplo a História do vinho, a promoção do Enoturismo e provas de vinhos, entre outros.

Deves também pensar na importância da formação em contexto de trabalho que te permitirá aplicar os conceitos do aprendizado feito.

Mas para te decidires, deixamos-te de seguida algumas formações na área do Enoturismo e da viticultura…

Portugal:

Brasil:

Agora que já sabes o que é e o que faz um Técnico de Enoturismo, entendes como é uma profissão que requer muitas qualidades e saberes. Além disso, exige muita paixão pelo mundo dos vinhos. Achas que tens o fogo necessário? Portanto, pensa bem e decide em consciência. Desejamos-te muito sucesso.

Partilhar Post

Deixa o teu testemunho

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top