Maquinista

Maquinista

Um maquinista é responsável por conduzir meios de transportes sobre trilhos, como por exemplo, trens, metros, bondes e teleféricos. É uma profissão de grande responsabilidade e, portanto, exige conhecimentos e preparação específicos.

Outros nomes para esta profissão:

  • Modalidades: Presencial
  • Ordenado Médio Mensal: 1000€ - 1500€
  • Empregabilidade: Baixa
  • Empregabilidade: Trabalho Solitário
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Física, Matemática, Materiais e Tecnologias
  • Idiomas: Inglês, Português

Estes profissionais podem tratar do transporte de passageiros ou de cargas e mercadorias. Portanto, o seu grau de conhecimentos vai para lá da mera condução.

Os maquinistas precisam de ter qualificações abrangentes. Assim, têm de ter noções sobre manobra e até mecânica, bem como a capacidade de deteção de falhas e avarias. Estes dados são fundamentais para garantir a segurança do serviço prestado.

Quanto ganha um maquinista

Os maquinistas podem ganhar acima da média enquanto comparamos com outras profissões. Mas o seu ordenado base não é muito elevado.

O que assegura a estes profissionais um salário mais interessante são os bónus que recebem, como por exemplo, subsídios de escala, de trabalho extraordinário ou de trabalho noturno.

Assim, um maquinista de comboio em Portugal pode ganhar entre mil a 5 mil euros mensais.

No Brasil, um maquinista de trem ganha em média 2 mil reais por mês numa jornada de trabalho de 41 horas semanais.

Porém, os valores variam muito, conforme os anos de carreira e as horas extras ou as escalas realizadas.

O que faz um maquinista

Os maquinistas trabalham para empresas de transportes, nomeadamente de metro e comboios ou trens. São setores que costumam estar sob gestão dos Estados. Portanto, quando conseguem entrar na profissão têm acesso a um cargo estável.

Todavia, os maquinistas também podem trabalhar no setor privado, como por exemplo, em companhias de mineração. Podem ainda exercer em empresas de transporte de cargas e/ou mercadorias.

Quais as suas funções

As funções de um motorista passam por tudo o que está associado à condução de transportes em trilhos, como por exemplo comboios e trens, metros, bondes e teleféricos. Portanto, não se trata apenas de conduzir um veículo de um ponto a outro em segurança.

Um maquinista deve vistoriar e cuidar dos equipamentos de bordo, bem como saber movimentar os veículos em modo manual, automático ou semiautomático.

Além disso, precisa de efetuar inspeções e vistorias para detetar eventuais falhas ou avarias. Pode ter que as corrigir ou então, deve sinalizá-las para correção por parte das pessoas competentes.

Como é o dia-a-dia de um maquinista

O maquinista também pode ter de reparar pequenas falhas nas vias, conforme as normas de segurança, bem como as regras técnicas recomendadas.

No fundo, o profissional tem de zelar pelo veículo que conduz, de modo a que esteja sempre em perfeitas condições!

Saídas no Mercado de Trabalho

As saídas profissionais para um maquinista são muito limitadas, pois é uma função muito específica numa área onde atuam poucas empresas.

Porém, pode trabalhar em transportes de passageiros por comboio ou trens, ou metro, entre outros veículos que se deslocam em carris.

Além disso, também pode trabalhar em empresas de mineração ou de transporte de cargas e/ou mercadorias.

As oportunidades de emprego dependem também muito das competências do candidato.

Espreite no vídeo que se segue a experiência de uma jovem maquinista com apenas 19 anos…

Como entrar na carreira de maquinista

Não espere entrar diretamente como maquinista numa empresa. Porém, isso pode acontecer para quem já trabalhou antes nesta área.

Todavia, sem experiência profissional, vai ter quer começar a desempenhar outras funções nas operações de transporte regulares.

Mas mesmo quem tem formação específica, deve começar por ser ajudante de maquinista. Só depois de ganhar experiência nesta função, pode sonhar em passar a ser maquinista.

Uma boa forma de tentar entrar no meio é procurando as bolsas de emprego das empresas. Por exemplo, a CP – Comboios de Portugal publica no seu site as vagas de emprego que tem.

Sete passos para ser maquinista de viagem

Como obter a Carta de Maquinista em Portugal?

Contudo, deve estar ciente de que há requisitos específicos para entrar nesta profissão. A obtenção da Carta de Maquinista é um dos critérios em Portugal.

Veja, já de seguida, como pode obter a Carta de Maquinista:

  • Ter no mínimo 20 anos.
  • Escolaridade obrigatória concluída ou formação profissional adequada.
  • Aptidão física em exames médicos.
  • Exame psicológico positivo após avaliação.
  • Aprovação em exame de avaliação.

Para mais informações sobre a Carta de Maquinista, deve consultar o site do IMT – Instituto da Mobilidade e dos Transportes.

No Brasil, também há pré-requisitos para entrar na profissão, como por exemplo, ter idade superior a 18 anos e ter o Ensino Médio completo.

Além disso, exige-se muita responsabilidade, bem como atenção aos detalhes e respeito pela segurança e normas técnicas.

Onde estudar para maquinista

Não há muitos cursos para maquinistas abertos ao público. Muitos deles realizam-se dentro das empresas ferroviárias e são só para os profissionais da casa. Contudo, não deve desistir de encontrar alternativas.

Por outro lado, deve apostar em cursos muito práticos. Mais ainda se permitirem que a prática aconteça num contexto de trabalho.

Mas invista também nos cursos com um estágio profissional. Essa é, desde logo, uma oportunidade que pode abrir as portas do mercado laboral.

Espreite, de seguida, algumas opções de onde estudar para maquinista…

+ Portugal:

+ Brasil:

Após esta leitura, ficou a perceber que ser maquinista é tão desafiante quanto é exigente. Portanto, não será para todos os espíritos. Mas se gostou do que leu e acredita ter o que é preciso para uma profissão de tanta responsabilidade, não perca tempo. Comece já a planear o futuro!

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima