Horticultor

horticultor

Mais sobre a profissão

Modalidades:

Presencial, Ar Livre

Ordenado Médio Mensal:

1500€ - 2000€

Empregabilidade:

Média

Disciplinas do secundario:

Biologia Educação Física Física Geografia

Idiomas:

Inglês, Português

O horticultor é a pessoa que se dedica à horticultura profissional, ou seja, cultiva legumes, verduras, frutas, flores e plantas decorativas para vender. Atualmente, a horticultura orgânica é uma das áreas que mais se tem desenvolvido, até porque existe uma tendência mundial para a procura de produtos orgânicos.

Quando falamos de horticultura orgânica, estamos a falar de uma ciência (também considerada arte) de cultivar vegetais, frutas, flores e plantas ornamentais de acordo com os princípios da agricultura orgânica, a qual inclui o uso de produtos não tóxicos, por exemplo, no controlo de pragas.

Se gostas de agricultura e horticultura, esta pode ser uma área bastante interessante para seguires como carreira ou investimento. Neste artigo vamos contar-te tudo o que precisas saber para seguires esta profissão e começares esta carreira com o pé direito.

Vais descobrir o que faz um horticultor, quais as funções que tem no seu dia a dia, as saídas no mercado de trabalho e tudo o que precisas fazer para seguir esta carreira.

Vens connosco?

O que faz um Horticultor?

O horticultor trabalha com horticultura profissional, ou seja, cultiva frutas, legumes, verduras e plantas decorativas para vender a terceiros (podem vender a intermediários ou diretamente ao consumidor). Este é um setor que tem vindo a crescer sucessivamente, especialmente no que diz respeito à horticultura orgânica.

Sem dúvida, a agricultura, como um todo, é o motor da economia portuguesa, mas também brasileira. Independentemente das crises económicas e financeiras, o setor agrícola é o que mais cresce.

Trabalhar em horticultura pode parecer simples, mas temos de estar preparados para uma rotina diária bastante agitada e com muitas preocupações.

As plantas hortícolas são tenras, com um crescimento muito rápido e um ciclo curto. Como tal, precisamos ter muita atenção com o solo, clima, assim como com os tratamentos usados.

Sendo assim, é precisamos ter um trabalho diário no que diz respeito a:

  • Adubos
  • Irrigação
  • Controlo de pragas e doenças
  • Controlo de plantas invasoras
  • Colheita

Quais as suas funções

Como dissemos, o horticultor pode trabalhar no cultivo de frutas (fruticultor), verduras, legumes, flores (floricultura) e plantas ornamentais para vender a intermediários ou aos consumidores finais diretamente.

Esta é uma área de trabalho extensa e, por isso, é importante que tenhamos aqui atenção que cada um dos cultivos tem as suas necessidades próprias. Mesmo dentro de uma área, como a fruticultura, por exemplo, as necessidades diárias variam de acordo com a fruta que estamos a produzir.

Sendo assim, o desafio desta profissão passa por conhecer a especificidade de cada variedade de produções.

Outro desafio diz respeito ao clima. Quando este se mostra favorável à produção, conseguimos ter bons resultados e uma ótima colheita. No entanto, quando o clima se mostra desfavorável às produções, podemos ter perdas avultadas.

Antes de investirmos neste setor, é sempre bom termos um planeamento financeiro que preveja intempéries e perdas de colheitas, assim como baixas de preços, para que não corramos nenhum risco.

Saídas no Mercado de Trabalho

A horticultura é um setor que abrange uma grande variedade de atividades, como vimos ao longo do artigo. Por isso, as oportunidades de trabalho são muitas.

Poderás atuar como um agricultor independente (com um terreno pequeno onde podes fazer todo o trabalho sozinho, ou com ajuda de familiares e contratações de profissionais esporádicas), ou podes investir num negócio maior, com trabalhadores a teu cargo a tempo inteiro.

Esta é uma decisão que deve ser tomada com muito cuidado, até porque o investimento é muito maior se quiseres ter trabalhadores a trabalhar a tempo inteiro contigo. Os encargos e obrigações com funcionários é muito grande e deves ponderar se vale a pena investir logo no início, ou se é melhor começares com um negócio mais pequeno e depois investes em algo maior.

Tudo depende dos teus objetivos, mas também do dinheiro que tens disponível para investir. Portanto, o melhor é fazeres um estudo de mercado para teres informações e dados sólidos para tomares uma decisão fundamentada.

Se os teus conhecimentos de economia e finanças não é bom, aconselhamos a que procures um profissional da área para fazer esse estudo de mercado.

Como entrar na carreira de Horticultor?

Embora não seja preciso ter nenhuma formação na área, se quiseres investir em horticultura e ter um bom retorno, o ideal é que tenhas, pelo menos, conhecimentos básicos. No entanto, o conselho da equipa do Guia das Profissões é que procures uma formação superior em Horticultura.

No caso de quereres investir em horticultura orgânica, é importante que procures uma formação específica que te dê conhecimentos sobre:

  • Preparação da terra
  • Adubo orgânico
  • Nutrientes e a sua importância
  • Sistema de micro-irrigação
  • Praças e doenças
  • Controlo orgânico de pragas e doenças
  • Compostagem, biodigestor e minhocário

Onde estudar Horticultura?

Portugal:

Brasil:

Depois de leres este artigo ficaste a saber mais sobre horticultura e como é o trabalho no dia a dia. Não é um trabalho fácil e implica muita dedicação. No entanto, pode ser uma excelente oportunidade de investimento, principalmente se esta é uma área que gostas.

Como qualquer área de investimento, tem os seus riscos. Por isso, deves calculá-los antes de investires. No entanto, pode ser uma área muito lucrativa também. Então, se queres mesmo isso para a tua vida, não olhes para trás. Não há nada melhor e mais valioso que seguirmos os nossos sonhos. Um dia, quando olhares para trás, vais sentir-te a pessoa mais afortunada do mundo. Acredita!

Se o teu sonho é tornares-te horticultor, aconselhamos-te a que invistas na tua formação. Vai valer a pena e pode ser a diferença entre o lucro e o prejuízo. Considera também uma formação em finanças e gestão, pois é essencial para os negócios. Nunca desistas de lutar por aquilo que queres. Nós, do Guia das Profissões, desejamos-te muito sucesso.

Partilhar Post

Deixa o teu testemunho

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top