Jornalista de Economia

Jornalista de Economia

Mais sobre a profissão

Modalidades:

Teletrabalho, Presencial

Matérias relacionadas:

Economia Matemática Psicologia Sociologia

Idiomas:

Inglês, Português

O Jornalista de Economia ou Jornalista Económico é o profissional que dá as notícias desta área. Mas o seu trabalho vai para lá de apenas reportar os factos, pois tem de analisar os números para entender o que eles revelam de importante para a vida das pessoas.

É possível que estejas a pensar que o Jornalista sabe de tudo e de tudo fala. E, na verdade, existe essa polivalência na profissão. Mas, cada vez mais, há áreas que exigem uma especialização.

A Economia é uma dessas áreas, já que é preciso conhecer a fundo os assuntos e até o “economês”, ou seja, os termos mais técnicos. Sem isso, será difícil fazer um bom trabalho como Jornalista Económico.

Assim, nos últimos tempos, têm surgido várias publicações dedicadas a esta área. Além disso, também há cada vez mais espaços informativos nas Televisões e nas Rádios sobre esta temática.

Deste modo, o Jornalista de Economia tem assumido uma importância crescente.

Fica connosco para entender melhor esta profissão!

O que faz um Jornalista de Economia

O Jornalista Económico aborda temas que vão desde as Finanças à Tecnologia, passando pelo Emprego e até o Mercado Imobiliário.

Portanto, o seu leque de ação é mais amplo do que poderias pensar. Contudo, tem de dominar assuntos como taxas de juro, inflação, salários, impostos, défice público e PIB, entre outros.

O seu trabalho passa por fazer a cobertura de eventos como feiras ou conferências de imprensa para apresentação de medidas do governo.

Porém, também pode ter de analisar relatórios com dados oficiais sobre a Economia.

Além disso, pode ter de acompanhar negociações entre o Governo e sindicatos e/ou empresas.

Neste âmbito, o trabalho do Jornalista de Economia pode cruzar-se com o Jornalismo Político. Isso acontece com assuntos económicos que envolvem decisões políticas, por exemplo, através de medidas aprovadas pelos governos.

Para lá disso, o Jornalista Económico também pode ter espaços de opinião e de análise. Aliás, alguns Jornalistas desta área acabam por se tornar bem famosos!

Quais as suas funções

Numa redação de um Jornal Económico, há vários Jornalistas especialistas em diferentes temáticas. Repara que é uma área tão vasta e complexa que até os próprios Economistas se focam em certos temas, pois é impossível dominar todas.

Assim, por norma, há quatro grandes pilares ou divisões de Economia numa redação:

  • Macroeconomia – refere-se às políticas dos governos quanto a salários e emprego, mas também aborda as crises económicas
  • Finanças – foca-se nos mercados financeiros, incluindo, por exemplo, Bolsas de Valores, ações, juros bancários e câmbios
  • Infraestruturas – trata das obras públicas nos setores da Energia, dos Transportes e das Telecomunicações, entre outros.
  • Negócios – lida com o universo das empresas, públicas ou privadas, incluindo aquisições e estratégias de Marketing.

Mas o trabalho em qualquer destas áreas é sempre igual. A base da atividade de todo o Jornalista é o contacto com as fontes.

Estas fontes podem ser autoridades oficiais, como ministros, mas também empresários e especialistas.

Por outro lado, os Institutos de Pesquisa como o INE (Instituto Nacional de Estatística), Universidades e consultoras são também fontes de informação.

Além disso, há ainda os Sindicatos e as entidades patronais que podem dar dados interessantes para notícias.

Quanto ganha um Jornalista de Economia

O Jornalismo é uma profissão onde se trabalha muito, mas nem sempre os ordenados compensam esse esforço. Na área económica, acontece o mesmo.

Contudo, no caso de Jornalistas de Economia conhecidos do público, os salários podem ser mais elevados. Repara que alguns chegam a ter programas de televisão em nome próprio, ou espaços de análise nos Telejornais.

Assim, nesses casos, pode-se esperar ganhar um pouco acima da média. Mas para lá chegar, é preciso fazer um longo caminho pelas redações, para acumular experiência.

Saídas no Mercado de Trabalho

As saídas profissionais para Jornalistas de Economia são em jornais e revistas, mas também em canais de Televisão e Rádios. Além disso, há vários sites sobre negócios, Economia e Finanças.

Nos últimos anos, os media aumentaram a oferta de notícias sobre Economia. As crises recentes ajudaram nisso! Mas esta tendência também tem a ver com a importância desta área na vida das pessoas.

Assim, a procura por Jornalistas de Economia foi crescendo. Aliás, é uma área onde essa busca é mais ou menos contínua.

Vê que os números costumam ser um problema para quem segue o Jornalismo. Nesses casos, costuma haver um gosto maior por letras. Portanto, a Matemática pode ser um problema!

Deste modo, as redações podem sentir a falta de Jornalistas conhecedores de Economia, o que quer dizer que ainda há oportunidades nesta área.

Como entrar na carreira de Jornalista de Economia

Alguns dos Jornalistas de Economia mais conhecidos começaram por estudar Economia. Já tinham dentro de si o “bichinho” do Jornalismo! Por isso, acabaram a fazer estágios em jornais económicos ou nas suas secções de Economia.

Mas também há Jornalistas Económicos formados em Ciências da Comunicação que, ao longo do seu percurso, fizeram cursos de Gestão.

Portanto, há várias formas de entrar na profissão. Não existe um caminho único e seguro! Cada caso é um caso e deves seguir o percurso que melhor serve os teus interesses.

Não te esqueças de avaliar as tuas competências. Mas é importante que domines o tal de “economês”, ou seja, os termos técnicos da Economia.

Ah! E tens de gostar de números e de saber compreendê-los numa perspetiva económica.

Onde estudar Jornalismo Económico

Já começaram a aparecer alguns cursos de Jornalismo Económico. Contudo, a temática ainda surge, sobretudo, como disciplina em cursos de Comunicação e Jornalismo.

Assim, podes pensar em fazer formação em Jornalismo ou em Economia. Depois disso, deves completar a tua formação, para poderes abraçar o desafio com unhas e dentes!

Vamos ajudar-te com algumas sugestões…

Portugal:

Brasil:

Depois de teres percebido o que faz um Jornalista de Economia, já sabes se tens o que é preciso para abraçar a profissão? Se estás certo do que queres, segue em frente! Estamos a torcer por ti.

Mas se continuas com dúvidas, espreita o nosso Simulador de Profissões. Vais descobrir outras profissões ideais para o teu perfil.

Partilhar Post

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top