Obstetrícia

obstetrícia

A Obstetrícia é uma especialização da área da Medicina, a qual se dedica à reprodução humana. O Médico Obstetra é o profissional que faz o acompanhamento das mulheres grávidas, desde o momento que descobrem a sua gravidez, até ao pós-parto.

Outros nomes para esta profissão: Obstetra, Médico Obstetra

  • Modalidades: Presencial
  • Ordenado Médio Mensal: 2000€ - Máximo
  • Empregabilidade: Alta
  • Empregabilidade: Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Biologia, Física, Matemática, Química
  • Idiomas: Francês, Inglês, Português

Esta é uma especialização recente, vindo substituir o trabalho das antigas parteiras, ou parteiros. Sendo assim, hoje em dia, o acompanhamento das grávidas dá-se com maior segurança, pois contam com o conhecimento científico destes médicos.

Estes profissionais fazem todas as consultas pré-natal, realizam o parto normal, e cuidam de todos os cuidados no pós-parto (mãe e bebé).

Se quer seguir esta belíssima carreira, então continue a ler este artigo e descubra o que faz um obstetra, quais as suas funções, quais as saídas no mercado de trabalho, e o que precisa fazer para entrar nesta carreira! Confira!

O que faz um Obstetra?

A Obstetrícia é a área da medicina voltada para o cuidado e acompanhamento de mulheres grávidas e dos seus bebés. O profissional da área chama-se Obstetra, ou Médico Obstetra, tendo em conta que é uma especialização tirada no curso de Medicina. 

É o Obstetra que acompanha a gestação, e é ele que presta todos os cuidados à mãe e ao bebé, desde o pré-natal ao pós-parto. 

O acompanhamento da gravidez é feito para garantir a segurança e a saúde da futura mãe, assim como do bebé. 

Além de ter conhecimentos vastos para fazer o acompanhamento da gravidez, o médico obstetra está apto para fazer o parto. 

Depois que o bebé nasce, é o especialista em Obstetrícia que acompanha o pós-parto, fazendo o acompanhamento da recuperação da mãe, assim como do bebé, e dá todas as orientações à mãe sobre os cuidados maternos.

Quais as suas funções

Tendo em conta que a obstetrícia é o ramo da medicina que se ocupa da reprodução da mulher, ele é o profissional que fica responsável pelo acompanhamento da gestação, parto e puerpério (pós-parto) em todos os aspectos, fisiológicos e patológicos. 

Além disso, ele garante a segurança da mulher ao longo de toda a gravidez, assim como garante o bom desenvolvimento do feto.

No entanto, as suas funções não se ficam por aqui. Ele também faz o diagnóstico e tratamento de doenças da mama e aparelho genital feminino, pois a especialização também é em ginecologia.

Saídas no Mercado de Trabalho

O especialista em obstetrícia trabalha em hospitais, maternidades, centros de saúde e clínicas privadas.

Em Portugal, assim como acontece com outros cargos no âmbito da medicina, existe uma grande tendência para a concentração dos profissionais nos centros urbanos. Por isso, as vagas nos hospitais urbanos são insuficientes para todos os profissionais formados. Sendo assim, as áreas rurais são uma alternativa segura para o emprego em obstetrícia.

No Brasil, até há pouco tempo, o graduado em obstetrícia tinha dificuldades em encontrar saídas no mercado de trabalho, pois não tinham registro profissional.

No entanto, desde 2013, o Conselho Federal de Enfermagem regulamentou esta profissão, o que permitiu que estes profissionais obtivessem o registro e pudessem exercer a sua profissão em todos os âmbitos.

Sem dúvida, existe um aumento gradual da demanda por estes profissionais, muito pela criação de programas de cuidados de mulheres e recém-nascidos, assim como incentivos ao parto normal por parte do Ministério da Saúde. 

Como entrar na carreira de Obstetrícia

Para entrar na carreira de obstetrícia, tanto em Portugal como no Brasil, é necessária a formação universitária. Além disso, esta profissão exige que seja compreensivo, paciente, e que tenha uma capacidade de comunicação e empatia muito grande.

Portugal:

Em Portugal, é necessário concluir o curso em medicina, optando pela especialidade de obstetrícia e ginecologia.

Ao longo do curso, terá formação em medicina geral durante 5 anos, optando pela especialidade, no quinto ano, em ginecologia e obstetrícia, e no sexto ano deverá optar por obstetrícia prática clínica, assistência ao parto, planeamento familiar e menopausa.

O curso de enfermagem também permite uma especialização em saúde materna e obstetrícia. Sendo assim, deverá tirar a licenciatura em enfermagem e depois seguir para a especialização. Neste caso, o enfermeiro obstetra é aquele que presta cuidados de enfermagem às mulheres durante os ciclos reprodutivos, assim como ao recém-nascido e à família.

Brasil:

Tendo em conta que a obstetrícia é uma especialidade médica, é necessário que o profissional seja graduado em medicina, a qual tem duração de 6 anos. Deve também passar pelo processo de residência médica por 2 a 4 anos. Esta fase é caracterizada pelo contato direto com a especialidade. 

É possível também tirar a especialidade em cursos específicos, os quais têm uma prova da Associação Médica da especialidade.

Atualmente, o profissional de enfermagem também tem a possibilidade de se especializar em obstetrícia.

Existe apenas uma graduação específica em obstetrícia no país, a qual é oferecida pela Universidade de São Paulo (USP Leste), tendo duração de 4 anos e meio.

Note, no entanto, que os profissionais formados em obstetrícia por enfermagem e pelo curso específico têm atribuições mais limitadas que as do médico, assim como a remuneração é mais baixa.

Onde estudar Obstetrícia:

Portugal:

Brasil:

Se quer seguir a carreira de Obstetrícia, saiba, desde já, que é uma escolha de louvar. Cuidar dos futuros bebés do nosso país é sempre motivo de orgulho, assim como cuidar da saúde e segurança das mães! Ótima escolha!

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima