Pneumologista

Pneumologista

O pneumologista, ou médico pneumologista, é especializado em pneumologia. Como o próprio nome indica, ele estuda, diagnostica e trata as doenças das vias respiratórias, nas quais se incluem órgãos como, por exemplo, a traqueia, os pulmões, e os brônquios.

Outros nomes para esta profissão: Médico Pneumologista

  • Modalidades: Presencial
  • Ordenado Médio Mensal: 2000€ - Máximo
  • Empregabilidade: Alta
  • Empregabilidade: Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Biologia, Física, Matemática, Química
  • Idiomas: Inglês, Português

Nos dias de hoje, com o aumento da população afetada por doenças respiratórias, ser pneumologista é, sem dúvida, quase como uma missão humanitária. Casos de asma, rinite, pneumonia, infeções pulmonares, são cada vez mais frequentes, e podem, de facto, afetar muito a qualidade de vida dos pacientes.

Este aumento de casos deve-se, em grande parte, ao aumento da poluição do ar, muito causado pelo processo de urbanização crescente que se assiste a nível nacional, mas também mundial.

Então, podemos dizer que os médicos que escolhem esta especialidade são verdadeiros heróis, fundamentais para que a população em geral tenha uma vida com qualidade, e com menos complicações de saúde.

Se gostas da área da medicina e ainda estás à procura da especialidade certa para ti, ou se já atuas na área e queres uma especialidade que realmente faça a diferença nos dias de hoje, então estás no sítio certo!

Vê aqui tudo o que faz um médico de Pneumologia, quais as funções que desempenha no seu dia a dia, as saídas no mercado de trabalho que tens disponíveis, assim como o percurso académico que tens de seguir para entrares nesta carreira fascinante e tão necessária.

Vem connosco!

O que faz um Pneumologista?

O pneumologista faz o diagnóstico de doenças que afetam o sistema respiratório, e procedem ao seu tratamento. Podem trabalhar em várias áreas, desde serviços de urgência, como em ambulatórios, dando consultas e fazendo o acompanhamento de pacientes.

O dia a dia do médico especialista em pneumologia é, em grande parte, passado dentro do consultório médico, dando consultas ao pacientes, não só para o diagnóstico, mas também para fazer o acompanhamento da evolução do tratamento que prescreveu.

São feitos vários exames clínicos, exames físicos do tórax, entre outros procedimentos, como, por exemplo:

  • Auscultação de tosse, sons respiratórios e voz
  • Observação anatómica
  • Palpação

É comum que este médico especialista tenha de solicitar exames complementares para chegar ao diagnóstico, mas também para determinar a evolução da doença, como hemogramas, broncoscopias, raios-X, Oximetrias, entre outros.

O cancro do pulmão é, sem dúvida, uma das patologias mais severas que o pneumologista pode encontrar. Sendo um dos cancros mais mortais, e cujos sintomas aparecem tarde, tem também um papel essencial na consciencialização para os perigos do tabagismo (pois é a causa número 1 do desenvolvimento deste tipo de cancro).

Quais as suas funções

Enquanto médico pneumologista, a tua principal função é fazer o diagnóstico de doenças das vias respiratórias e prescrever o melhor tratamento, caso a caso. Tratando-se de uma especialidade médica muito vasta, poderás optar por uma sub-especialização em uma das várias áreas de atuação em pneumologia, como, por exemplo:

  • Reabilitação pulmonar
  • Asma e rinite
  • Medicina do Sono
  • Doenças respiratórias ocupacionais
  • Tabagismo e Cancro Pulmonar
  • Insuficiência respiratória
  • Infeções pulmonares, Tuberculose e Infeções derivadas de HIV
  • Toxicidade Pulmonar por drogas
  • Fibrose Cística e Discinesia Ciliar
  • Pediatria

Saídas no Mercado de Trabalho

Tanto em Portugal, como no Brasil, a área da Medicina oferece excelentes oportunidades de emprego. Não só porque os salários são mais elevados do que a média dos profissionais graduados, mas também porque o desemprego é inexistente, pois existe falta destes profissionais, especialmente nas regiões fora dos grandes centros urbanos.

A emigração é também uma opção, pois a falta de médicos é uma situação comum à grande maioria dos países. Então, é possível encontrar excelentes vagas em outros países, como Estados Unidos, União Europeia, entre outros.

Como Pneumologista, poderás trabalhar em hospitais públicos e privados, assim como em clínicas privadas ou podes enveredar pela criação do teu próprio posto de trabalho, com um consultório próprio. Neste caso, é importante que tenhas bastante experiência prévia em ambiente hospitalar, para ganhares reputação como médico especialista.

O trabalho como docente universitário é também uma possibilidade, embora a maioria não atue em exclusivo como Professor Catedrático. O mais comum é que dê aulas ao mesmo tempo que dá consultas nos hospitais.

Podes, também, atuar na área da investigação, tanto para as universidades, assim como para institutos de pesquisa.

Como entrar na carreira de Pneumologista

Em Portugal, para entrares na carreira de Pneumologista, precisas, antes de mais nada, concluir o mestrado integrado em Medicina (6 anos). Depois concluis um ano de internato médico comum a todas as especialidades, e só depois entras no internato médico da especialidade de Pneumologia (60 meses).

Durante o internato médico de especialidade, vais fazer estágios em:

  • Medicina Interna
  • Medicina Intensiva
  • Pneumologia Clínica
  • Técnicas Invasivas Pneumológicas
  • Pneumologia Oncológica
  • Fisiologia Respiratória e Ventilação Não Invasiva
  • Reabilitação Respiratória
  • Patologia do Sono
  • Alergologia Respiratória
  • Patologia Pulmonar Difusa
  • Tuberculose em Ambulatório
  • Cirurgia Torácica
  • Imagiologia Torácica

No final de cada estágio, é feita uma avaliação e, no final do internato, é feita uma avaliação final, de componente curricular, prática e teórica.

Para atuar como médico especialista em pneumologia, é obrigatório estar inscrito na Ordem dos Médicos.

No Brasil, assim como em Portugal, tem de concluir a faculdade de Medicina, com duração de 6 anos, e depois fazer a residência médica em Clínica Médica (2 anos). Só depois entra no programa de residência médica em Pneumologia (2 anos).

Após a conclusão da especialização, precisa registrar-se no Conselho Federal de Medicina (CFM) para poder ser considerado especialista. É obrigatório, sempre, o registro dos certificados nos Conselhos de Medicina no estado em que atua para conseguir o Registro de Qualificação de Especialista (RQE).

Onde estudar Medicina

Portugal:

Brasil:

Se queres tornar-te um Pneumologista de sucesso, então dedica-te bastante ao longo do teu curso e internato médico, mas não deixes de investir na tua formação ao longo da tua carreira, ao participar de congressos e conferências médicas. Com toda a certeza, o teu futuro vai ser brilhante!

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima