Professor de Grego

Professor de Grego

Mais sobre a profissão

Modalidades:

Presencial

Ordenado Médio Mensal:

1500€ - 2000€

Empregabilidade:

Baixa

Disciplinas do secundario:

Filosofia História História da Cultura e das Artes Línguas Literatura

Idiomas:

Grego, Latim, Português

O Professor de Grego ensina esta Língua a alunos do ensino secundário (ensino médio, no Brasil) que tenham escolhido esta disciplina. Todos os alunos do secundário, independentemente da área em que estudam, podem escolher esta disciplina, embora esteja sempre limitado à oferta da escola e ao número mínimo de alunos para “abrir” turma.

O ensino do Grego em Portugal é opcional e só está disponível a partir do secundário. Se o estudo do Latim já é raro, a escolha do Grego é ainda mais. Por isso, são poucas as turmas no país inteiro.

A maior parte das pessoas que quer ser Professor de Grego fazem-no na faculdade ou em cursos de Grego para pessoas que desejam estudar esta Língua clássica. O mesmo acontece no Brasil.

Portanto, se queres seguir esta profissão, ou estás a pensar segui-la, sabe, desde já, que não vai ser uma caminho nada fácil.

Apesar da dificuldade, se esse é o teu sonho, deves lutar por ele. A boa notícia é que não existe muita concorrência, pois são poucas as pessoas que escolhem seguir as línguas clássicas.

Portanto, se gostas de Línguas clássicas, em particular o Grego, este artigo foi feito especialmente para ti!

Aqui vamos contar-te tudo o que precisas saber para seguir a profissão de Professor de Grego. Estás curioso para saber mais?

Então vem connosco!

O que faz um Professor de Grego?

Em Portugal, o Professor de Grego dá aulas desta Língua clássica a alunos do ensino secundário que optem por estudar esta disciplina. Sendo esta uma disciplina opcional, as turmas são poucas e com um número de alunos baixo.

Esta é uma realidade em Portugal e no Brasil, infelizmente. Existe a ideia (muito errada, por sinal) que o estudo das Línguas clássicas não traz vantagem nenhuma.

Esta é uma ideia tão enraizada que estudantes de cursos superiores em Letras diz que não lhes serviu de nada as aulas de Grego ou de Latim (tão errados que eles estão!).

É impossível conhecermos a nossa língua se não conhecemos a sua origem. É impossível entendermos de Literatura Clássica se não soubermos Grego e Latim. Afinal, como é que conseguimos conhecer essa literatura se nem conseguimos ler os livros e escritos originais?!

Pois é! Poderíamos estar aqui uma eternidade a falar sobre a importância do Grego e Latim para todos.

Mas nem tudo é mau. Se um número de alunos por turma pequeno nos “aperta” o coração, a verdade é que os alunos que temos em sala de aula ficam melhor preparados. Conseguimos dar-lhe muito mais atenção e o ensino é quase individualizado.

Tratando-se de uma iniciação ao idioma, o Professor de Grego ensina apenas as bases da Língua. O aluno vai poder aprender a ler e escrever em Grego, mas também vai aprender a história e cultura grega.

O programa inclui, por exemplo:

  • Cultura e civilização (aspetos da vida pública, assim como da vida privada; cidade, família, educação, religião, mitologia, literatura)
  • Língua (bases morfossintáticas, fonética e prosódia, léxico)
  • Textos construídos e simplificados de autores clássicos gregos (Luciano, Esopo e Xenofonte)
  • Textos autênticos de Esopo

Quais as suas funções

O Professor de Grego no ensino secundário tem como principal função apresentar o idioma da Grécia Antiga aos seus alunos, mas também os seus costumes e cultura.

Deverá existir um esforço grande na preparação das aulas, pois precisamos estimular os alunos a estudarem esta Língua clássica (tarefa nada fácil, acredita!).

Desenvolver materiais didáticos interessantes é essencial nesse sentido. Mostrar que o Grego clássico não morreu e que se encontra no nosso dia a dia é o primeiro passo para estimular os mais novos a estudarem Grego.

O dia a dia do Professor de Grego também inclui outras tarefas, como, por exemplo:

  • Fazer e corrigir testes de avaliação
  • Fazer a avaliação final dos alunos
  • Participar de reuniões de professores e pais
  • Preparar visitas de estudo

Saídas no Mercado de Trabalho

O Professor de Grego poderá atuar em escolas secundárias (públicas e privadas), desde que estas ofereçam esta disciplina na sua grade curricular. Embora sejam poucas as escolas que ofereçam esta opção em Portugal, como a tua formação é em Línguas Clássicas, poderás sempre encontrar uma vaga como Professor de Latim ou Professor de Português.

Sendo assim, não tens nada a perder em seguir esta profissão. Existe sempre uma alternativa, mesmo que isso te “afaste” do Grego.

Dar aulas na faculdade é também uma opção. Poderás fazer um doutoramento com foco em Grego e, assim, conseguirás formar os alunos universitários.

No Brasil, o cenário é muito parecido. Escolas públicas e privadas do ensino médio não oferecem esta disciplina como opção. Portanto, dar aulas na universidade é a melhor opção.

As aulas particulares e em cursos de grego (online ou presenciais) são, sem dúvida, uma opção para conseguires realizar o teu sonho. Poderás dar aulas de outra disciplina e, nos teus tempos livres, dar aulas de Grego. Ou, quem sabe, talvez consigas seguir uma carreira como Professor de Grego com um curso teu ou com aulas individuais.

Como entrar na carreira de Professor de Grego?

Se queres ser Professor de Grego no secundário, então tens de concluir o Mestrado em Estudos Clássicos. Se quiseres dar aulas na faculdade, terás de fazer o doutoramento com especialização em Grego.

No Brasil, aqueles que querem ser Professores de Grego precisam seguir um curso de Letras com habilitação em letras clássicas (Grego e Latim).

Onde estudar para ser Professor de Grego?

Portugal:

Brasil:

O teu sonho é ser Professor de Grego? Então não desistas e investe muito na tua formação. A equipa do Guia das Profissões deseja-te muito sucesso!

Partilhar Post

Deixa o teu testemunho

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top