Profiler (Criminal Profiling)

profiler criminal profiling

Resumo da profissão

Modalidades:

Presencial

Matérias relacionadas:

Antropologia Direito Geografia Psicologia Sociologia

Idiomas:

Inglês, Português

O profiler, também chamado de perfilador criminal, é o profissional que domina a técnica de criminal profiling, ou simplesmente profiling, a qual tem como objetivo traçar o perfil de um criminoso através de uma análise comportamental.

A técnica do profiling foi já aceite no domínio da psicologia ou psiquiatria forense e pode, de facto, ser uma grande aliada na investigação criminal, na medida em que conseguimos traçar o perfil de um criminoso.

Esta é uma área já desenvolvida em muitos países, a qual envolve pluridisciplinaridade, envolvendo várias áreas de estudo, como a criminologia, psicologia, sociologia, criminalística, psiquiatria, antropologia, assim como outras ciências humanas que se verifiquem úteis para o caso, como a geografia, por exemplo.

Para os amantes de psicologia e investigação criminal, esta pode ser uma profissão fantástica e muito empolgante. Se esse é o teu caso, então estás no sítio certo!

Aqui vamos mostrar-te o que faz um profiler, quais as funções que tem no dia a dia de trabalho, as saídas no mercado de trabalho, assim como dicas úteis para seguires esta profissão.

Vens connosco?

O que faz um Profiler (Criminal Profiling)?

O profiler faz uma análise comportamental ao criminoso, traçando o seu perfil, usando a técnico de criminal profiling, ou profiling. Esta técnica permite que os investigadores da polícia tenham uma descrição clara do criminoso, a qual é baseada em comportamentos que este teve durante o crime.

Para tal, o profissional especialista avalia e interpreta os comportamentos do criminoso durante o crime, os quais dão sólidas bases para compor as suas características, ou seja, compor o seu perfil.

Com o perfil montado, os investigadores da polícia conseguem mais identificar mais facilmente o criminoso e, consequentemente, a sua detenção é mais rápida.

Quais as suas funções

O profiler tem como principais funções prestar consultoria e assessoria à polícia civil, ajudando nas investigações ao traçar o perfil criminal. Este é um trabalho ainda mais relevante em casos de crimes violentos que não tenham muitos vestígios e, por isso, de difícil conclusão.

Além disso, este profissional pode ajudar em outros casos, sempre detetando padrões de comportamentos, como acontece com a vitimologia (estudo da vítima), por exemplo.

Atuando, também, como assistente técnico no âmbito judicial, o profiler tem como função principal elaborar pareceres (para a defesa e para a acusação) em casos civis e criminais.

O profiler também pode atuar como profissional autónomo, fazendo investigações particulares, ou prestando auxílio a investigadores (detetives) particulares. Neste caso, ele traça o perfil da pessoa a investigar, mesmo que não seja um criminoso.

Saídas no Mercado de Trabalho

Apesar de esta ser uma profissão relativamente recente, mostra-se de grande utilidade e tem vindo a ter cada vez mais relevância no mercado de trabalho, principalmente pela grande ajuda que dá no campo da investigação criminal.

Embora termos dado o nome de profiler (perfilador, numa tradução livre para o português), esta profissão em particular ainda não existe em Portugal ou no Brasil. Na verdade, atualmente é mais uma função realizada por psicólogos forenses ou criminalistas, por exemplo.

No entanto, com uma especialização em criminal profiling, consegues entrar na carreira da criminologia e atuar, lado a lado, com investigadores criminais, apoiando na conclusão dos casos policiais.

Embora não seja a primeira escolha da maior parte destes profissionais, eles também podem prestar consultoria e assessoria no mercado do entretenimento. Assim, eles podem ajudar roteiristas e escritores no desenvolvimento das suas obras, não só no que toca aos meios de investigação, mas também na criação de personagens.

O profissional especializado em profiling pode, igualmente, seguir uma carreira académica, dando aulas em instituições de ensino, mas também em ambientes investigativos e em empresas. Dando aulas na universidade, por exemplo, é comum que este profissional também desenvolva pesquisas académicas.

Podes, ainda, encontrar trabalho junto de seguradoras e empresas de segurança, com o intuito de evitar fraudes e ocorrências de crimes.

Como entrar na carreira de Profiler (Criminal Profiling)?

Se queres seguir a profissão de profiler, deves especializar-te na técnica de profiling. Tratando-se de uma especialização, deves primeiro tirar um curso superior nas áreas da Psicologia, Criminologia, Psiquiatria (ou similares), ou então seguir uma carreira na área da investigação ou perícia criminal.

Como esta é uma profissão ainda inexistente em Portugal e no Brasil, uma das melhores opções é seguir uma carreira de investigação criminal. Podes candidatar-te a vagas como a de perito criminal, ou investigador, por exemplo. Desta forma, vais conseguir colocar todos os teus conhecimentos em prática e destacar-te enquanto profissional.

Apesar de esta profissão estar ainda a dar os primeiros passos, a sua importância está a ser cada vez mais reconhecida. Portanto, uma especialização em criminal profiling pode, sim, ser muito útil para a tua carreira, principalmente no futuro (embora já seja muito vantajosa atualmente no exercício de várias profissões).

Onde estudar para Profiler (Criminal Profiling)?

Como vimos, não existe um curso superior voltado para o Profiling Criminal. No entanto, existem alguns cursos de especialização que te podem preparar para traçar o perfil de criminosos e analisar comportamentos individuais.

Esta especialização é voltada para profissionais das áreas do Direito, Psicologia, Psiquiatria, polícias, militares, assim como outros profissionais das áreas das Ciências Sociais e Humanas e da carreira jurídica.

Vê aqui algumas opções de cursos de especialização que te podem interessar!

Portugal:

  • Curso de Formação Profiling Criminal – Cognos
  • Curso Intensivo em Criminal Profiling – CRIAP

Brasil:

  • Criminal Profiling – Psicologia Investigativa (Pós-graduação) – FVM

Se gostavas de seguir uma carreira como profiler, ou que envolvesse a técnica de criminal profiling, então investe num curso de formação ou numa pós-graduação na área. Com toda a certeza, vai ser-te muito útil para o teu futuro profissional. Sucesso!

Partilhar Post

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Scroll to Top

A tua opinião conta para nós!

Participa no Inquérito de Satisfação do Guia das Profissões e ajuda-nos a melhorar. Responde agora e ganha o e-book “Como organizar o Seu Tempo?”

mulher apontando