Acompanhante de idosos

Acompanhante de idosos

O acompanhante de idosos, assim como o próprio nome indica, é uma pessoa que acompanha e faz companhia para pessoas de idade. Embora ele desempenhe funções muito semelhantes ao cuidador de idosos, no caso do acompanhante, ele só faz companhia ao idoso em determinados momentos do dia.

Outros nomes para esta profissão:

  • Modalidades: Presencial, Ar Livre
  • Ordenado Médio Mensal: 1000€ - 1500€
  • Empregabilidade: Baixa
  • Empregabilidade: Trabalho Solitário
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Biologia, Educação Física, Literatura, Materiais e Tecnologias, Oficina de Artes, Psicologia, Sociologia
  • Idiomas: Português

O principal objetivo deste profissional é ajudar as pessoas de idade a terem melhor qualidade de vida, para que os últimos anos sejam passados com mais levez, tranquilidade e felicidade.

Enquanto os cuidadores de idosos se preocupam mais com o bem-estar físico dos utentes, o acompanhante dá prioridade à saúde psicológica dos mais velhos. Por isso, ele acompanha os idosos em passeios higiénicos, a encontros com amigos e familiares, e pode mesmo levá-lo a fazer atividades de lazer, como exercício físico, assistir a peças de teatro, ir ao cinema, entre outras.

Se quiseres seguir esta profissão, tens de ser uma pessoa alegre, de bem com a vida, que transmita boa energia. É importante que os idosos sintam essa energia positiva para que eles próprios se contagiem com essa alegria de viver.

Queres saber mais? Achas que te enquadras neste perfil? Então continua connosco e descobre tudo o que precisas saber para entrares nesta carreira!

O que faz um Acompanhante de Idosos?

O acompanhante de idosos, assim como o próprio nome já nos mostra, acompanha as pessoas de idade nas suas atividades diárias. Ele não é um enfermeiro, nem um cuidador, nem um auxiliar de geriatria.

Ele é uma pessoa empática, que gosta de ajudar os mais vulneráveis e frágeis, e que tem como objetivo trazer alegria para a vida destas pessoas.

Por isso é tão importante que os acompanhantes de idosos sejam pessoas alegres e de bem com a vida. Além disso, precisam ter boa comunicação, para transmitir as mensagens certas aos idosos.

Eles cuidam da saúde mental e psicológica dos mais velhos, incentivando para a manutenção de uma vida social ativa, sem menosprezar as atividades de lazer, que podem, sim, fazer toda a diferença na vida destas pessoas.

Não nos podemos esquecer que, nos dias de hoje, os idosos vivem uma situação de isolamento e solidão, principalmente os viúvos. Os filhos trabalham o dia todos, os netos estão na escola, e na maioria das vezes vivem noutra casa.

Por isso, a maior necessidade destas pessoas é ter alguém com quem conversar, com quem sair para fazer alguma coisa, com quem partilhar as suas angústias, medos, desejos e sonhos! Sim! Porque as pessoas de idade continuam a sonhar, e é o sonho que alimenta a alma!

Para compreenderes melhor as tuas funções, vamos ver qual é a diferença entre o acompanhante de idosos e o cuidador.

Acompanhante de Idosos vs Cuidador de Idosos

Embora muitas pessoas confundam o papel de acompanhante de idosos e do cuidador de idosos, a verdade é que eles são profissionais com objetivos diferentes, embora sejam complementares.

Os acompanhantes fazem companhia aos idosos em determinados momentos do dia, podendo não estar presente sempre, só sendo chamado quando existem atividades fora de casa, por exemplo.

Já os cuidadores ajudam os idosos diariamente a fazer as suas atividades diárias, como comer, tomar banho, arrumar a casa, dar a medicação, trocar fraldas, entre outras.

É certo que os cuidadores também desempenham as funções de um acompanhante de idosos, mas como existem outras coisas para fazer, acabam por deixar um bocado de lado o seu papel social, focando mais no apoio das atividades diárias básicas de alimentação, higiene, e conforto do utente.

Agora que já entendemos a diferença entre estes dois profissionais, vamos ver as funções do acompanhante de idosos!

Quais as suas funções

O acompanhante de idosos tem como objetivo principal manter a saúde mental e emocional dos idosos. Sendo assim, ele estimula para que as pessoas de idade mantenham uma vida ativa, dentro do possível, e que tenham contacto com outras pessoas, como amigos e familiares.

Nesse sentido, o acompanhante ajuda em todas as atividades feitas no exterior, mas também faz com que os idosos queiram fazer outras coisas, até porque têm a sua companhia para o fazerem!

De entre as várias funções do acompanhante, podemos falar aqui de, por exemplo:

  • Comprar medicação na farmácia
  • Fazer compras no supermercado
  • Acompanhar os idosos a consultas médicas e exames
  • Levar os idosos ao ginásio, aulas de ginástica
  • Acompanhar os idosos à fisioterapia e massagens terapêuticas
  • Levar a passear a pé para dar uma caminhada ou distrair
  • Levá-los a visitar amigos e familiares
  • Fazer viagens que o idoso queira
  • Acompanhar em atividades de lazer, como teatro, cinema, exposições, por exemplo
  • Fazer jogos e atividades que estimulem a cognição, para que o risco de demência seja diminuído

É muito importante que o acompanhante de idosos seja uma pessoa de confiança e que tenha muita responsabilidade, até porque vai acompanhar as pessoas de idade em atividades fora de casa, onde os riscos aumentam.

Saídas no Mercado de Trabalho

A procura dos serviços de um acompanhante de idosos não é alta. Sem dúvida, a maioria dos idosos e das famílias não tem dinheiro para contratar estes serviços, preferindo contratar só o auxiliar de geriatria, ou o cuidador de idosos, por exemplo.

No entanto, famílias de classe média / alta já perceberam a importância destes profissionais para a qualidade de vida dos mais idosos, e já se começa a perceber uma maior procura destes profissionais.

Ainda assim, em Portugal, a empregabilidade é baixa.

Como entrar na carreira de Acompanhante de Idosos

Para seguires a profissão de acompanhante de idosos não precisas de nenhuma formação especial. Sem dúvida, o mais importante é ter caráter, responsabilidade, e vontade de ajudar os mais velhos a encontrarem ânimo e alegria de viver.

No entanto, ter formação na área da geriatria é uma mais-valia. Vai ser mais fácil encontrares trabalho se tiveres esta formação.

É raro encontrares anúncios de emprego para esta vaga. No entanto, podes ser proativo e anunciar tu os teus serviços. É a forma mais fácil e rápida de conseguir trabalho numa fase inicial.

Onde estudar para Acompanhante de Idosos

Portugal:

Brasil:

Se queres ser acompanhante de idosos, então não desistas e segue o teu caminho. Faz uma formação e vai à luta! Tenho a certeza que vais sentir-te feliz e realizado com esta escolha!

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima