Ajudante Familiar

Ajudante Familiar

O ajudante familiar é a pessoa que presta serviços de apoio domiciliar a famílias que tenham um, ou mais, membros com necessidades especiais, e que isso os impeça de ter uma vida normal e tranquila. Este profissional atua em articulação com instituições sociais de suporte, de forma a garantir que as famílias que mais precisam têm o apoio que procuram.

Outros nomes para esta profissão:

  • Modalidades: Presencial, Ar Livre
  • Ordenado Médio Mensal: Mínimo - 1000€
  • Empregabilidade: Alta
  • Empregabilidade: Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Biologia, Educação Física, Materiais e Tecnologias, Psicologia
  • Idiomas: Inglês, Português

Os ajudantes familiares têm um papel essencial na vida familiar, especialmente na vida das pessoas que precisam de cuidados.

Muitas vezes, não há possibilidade de alguém ficar em casa o tempo todo para tomar conta dessas pessoas (sejam idosos não autónomos, adultos doentes e incapacitados, ou crianças com necessidades especiais).

Quando isso acontece, é preciso que alguém ajude nas tarefas do dia a dia, como tratar da higiene e alimentação, enquanto os familiares não estão em casa.

É aí que o ajudante familiar pode ajudar, e muito!

Não é uma profissão fácil. É preciso muita energia, boa condição física, força, e muita paciência também. Por isso, esta é uma profissão de grande valor social, e é realmente para aqueles que têm essa vocação de cuidar dos outros.

Vão haver dias que vais ouvir insultos e te vão mandar embora, outros dias vais ser recebido de braços abertos. Mas a verdade é que és necessário todos os dias, porque, de outra forma, as pessoas não iam conseguir comer, tomar banho, levantar, entre outras tarefas do quotidiano.

Se sentes esta vontade de ajudar quem mais precisa, então continua a ler este artigo porque vamos contar-te tudo o que precisas saber sobre esta profissão!

Vem connosco!

O que faz um Ajudante Familiar?

O ajudante familiar presta apoio domiciliário às famílias que não conseguem dar apoio aos familiares que não consigam satisfazer as suas necessidades básicas, quer seja uma fase temporária, ou permanente.

Sendo assim, idosos que não conseguem ser autónomos, adultos que tenham incapacidades, ou crianças com necessidades especiais e incapacidades, podem usufruir dos serviços dos ajudantes familiares, que vão até sua casa para ajudá-los nas atividades básicas do dia a dia.

Este apoio é sempre dado em articulação com as instituições sociais de suporte. Sendo assim, podemos dizer que se trata de uma profissão de caráter social, colaborando com as famílias no cuidado a idosos, pessoas com deficiências e inválidos.

Este apoio é fundamental para que a vida familiar seja levada com o máximo de normalidade. Não só permite que os outros membros possam continuar a sua vida ativa, como garante que os membros incapacitados têm as suas necessidades asseguradas.

Tendo em conta o seu papel, é importante que sejam pessoas responsáveis e conscientes, mas também é muito importante terem estabilidade emocional.

Quais as suas funções

O ajudante familiar tem como função prestar apoio às famílias que têm um, ou mais, membros em casa incapacitados, com deficiências ou inválidos.

Sendo assim, ele ajuda a:

  • Preparar refeições
  • Tratar da roupa
  • Dar banho
  • Garantir o conforto dos utentes
  • Dar medicação
  • Acompanhar os utentes nas deslocações a centros de saúde, hospitais, entre outros
  • Combater situações de solidão

Saídas no Mercado de trabalho

O envelhecimento da população, assim como o seu isolamento, é uma realidade. Enquanto antes, a família ficava unida, a viver na mesma casa, agora, os filhos saem da casa dos pais, criam a sua própria família, deixando os mais idosos “isolados”.

O trabalho e a vida doméstica ocupam grande parte do tempo das pessoas ativas, e isso impede um acompanhamento dos mais velhos. Nos dias de hoje, é quase impensável largar o emprego para vir para casa tomar conta de um pai, mãe, avó, avô, ou irmãos.

A verdade é que os salários são baixos, e só um salário não chega para pagar as despesas de uma família. Por isso mesmo, o casal tem de continuar a trabalhar, até porque disso depende o sustento de todos, inclusive dos mais idosos.

Nesse sentido, as instituições sociais de suporte garantem uma ajuda a estas famílias, que não têm alternativas senão continuar a trabalhar. O ajudante familiar presta apoio domiciliário a estas pessoas que precisam de alguém para ajudá-los nas tarefas básicas.

Como vivemos num Estado Social, as vagas de emprego para os ajudantes familiares são já muitas, muito pela necessidade cada vez maior destes serviços.

Por isso, se queres uma profissão de futuro, e tendo em conta que a tendência é que a população fique mais envelhecida a cada ano, graças ao aumento da esperança média de vida (e, felizmente, graças ao desenvolvimento da assistência de saúde a todos), esta é, sem dúvida, uma boa escolha.

A maioria das vagas encontras na segurança social, que depois encaminha os profissionais para as diferentes instituições sociais de suporte. No entanto, também podes trabalhar em lares, centros de dia, ou podes trabalhar em full-time para uma família.

Como entrar na carreira de Ajudante Familiar

Para entrares na carreira de ajudante familiar, tens de te candidatar na segurança social. Depois de te inscreveres, passas por uma seleção, onde são avaliadas as tuas aptidões pessoais para o cargo, a formação e a experiência em trabalho social.

Antes de exerceres funções, vais fazer uma formação inicial, na qual aprendes, por exemplo:

  • Higiene alimentar
  • Noções de gerontologia
  • Noções sobre a problemática da deficiência
  • Higiene de pessoas acamadas
  • Técnicas de mobilização
  • Interação e relações humanas

Se já tiveres formação adequada para exerceres estas atividades, as instituições sociais de suporte podem dispensar-te de ações de formação.

Já existem vários cursos para ajudante familiar. Para teres um caminho mais fácil no futuro, é bom inscreveres-te no curso primeiro, e só depois candidatar-te a uma vaga de trabalho, porque assim já vais ter a tua formação na fase da seleção.

Onde estudar para Ajudante Familiar

Portugal:

Brasil:

Se queres ser ajudante familiar, procura o melhor curso para ti e investe na tua carreira, porque vais ter um futuro brilhante pela frente! Acredita, porque tudo aquilo que sonhaste, pode tornar-se realidade!

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima