Angiologista

Angiologista

O angiologista, ou médico angiologista, trabalha na prevenção e no diagnóstico precoce de doenças que acometem o sistema circulatório e linfático, as quais afetam de forma bastante significativa a vida dos pacientes. Este médico especialista é fundamental na diminuição dos riscos de pacientes com problemas vasculares e, por isso, é essencial para a sociedade como um todo.

Outros nomes para esta profissão: Médico Angiologista

  • Modalidades: Presencial
  • Ordenado Médio Mensal: 2000€ - Máximo
  • Empregabilidade: Alta
  • Empregabilidade: Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Biologia, Física, Matemática, Química
  • Idiomas: Inglês, Português

Problemas vasculares podem levar a várias complicações que afetam fortemente a vida dos pacientes, como o caso de ulcerações, amputações, danos em órgãos vitais, como o cérebro e o coração, por exemplo, entre tantas outras.

Além de ajudar os pacientes a evitarem estas complicações, este especialista pode, efetivamente, prevenir o aparecimento destas doenças e tratá-las o mais precocemente possível. Sendo assim, a qualidade de vida dos seus pacientes é muito melhor quando existe um acompanhamento por este especialista.

Se tem vontade de ajudar o próximo, se sente que o seu dom é melhorar a qualidade de vida das pessoas, e se tem especial interesse pela área da medicina, então descubra mais sobre esta especialidade neste artigo. Saiba o que faz um angiologista, quais as funções que desempenha, quais as saídas no mercado de trabalho disponível, assim como o que precisa fazer para entrar nesta carreira. Confira!

O que faz um Angiologista?

O Angiologista é o médico especialista responsável por diagnosticar doenças do sistema circulatório e linfático. No entanto, ele só trata as doenças que não necessitam de intervenção cirúrgica. Estas últimas são tratadas pelo Cirurgião Vascular, uma especialidade distinta, embora pertençam à mesma área.

No seu dia a dia, ele dá consultas para os pacientes, nas quais avalia a movimentação do sangue e a circulação, efetuando um diagnóstico e prescrevendo o melhor tratamento para cada um deles.

É muito comum trabalhar em conjunto com especialistas de cirurgia vascular, até porque muitas doenças diagnosticadas pelos angiologistas são encaminhadas, posteriormente, para o cirurgião vascular.

A maior parte do seu trabalho dedica-se ao tratamento de doenças e problemas nas veias e artérias. No entanto, as doenças venosas são, sem dúvida, as mais comuns, como a estenose de carótida (entupimento da artéria que irriga o cérebro), ou o aneurisma da aorta.

Durante as consultas, este profissional aconselha, sempre, a adoção de hábitos de vida saudáveis, como uma boa alimentação e prática de exercício físico. Estas medidas previnem complicações e evitam intervenções cirúrgicas.

Para fazer o correto diagnóstico das doenças circulatórias e linfáticas, este especialista poderá pedir uma série de exames, como por exemplo:

  • Eco doppler
  • Angiografia
  • Radiografia
  • Capilaroscopia
  • Tomografia
  • Ressonância Magnética
  • Cintilografia

O tratamento das condições tratadas pelo médico angiologista inclui a prescrição de medicamentos, a adoção de hábitos de vida saudáveis, e também pequenas intervenções clínicas, como por exemplo:

  • Laser transdérmico
  • Escleroterapia de varizes
  • Curativos de úlceras

Quais as suas funções

A principal função do médico angiologista é diagnosticar, assim como tratar clinicamente doenças do sistema circulatório e linfático. Existem doenças tratadas por este especialista muito comuns. Vejamos agora algumas delas!

Varizes

Sem dúvida, esta doença é a mais comum das doenças venosas. Ela ocorre nas veias que transportam o sangue dos órgãos para os pulmões e coração, as quais são responsáveis por garantir o retorno sanguíneo.

Quando essas veias dilatam, o retorno sanguíneo não é feito de forma eficiente, e, por isso, acumula-se sangue em determinados pontos. É esse acumular que forma as varizes, podendo ser bastante dolorosas e incapacitantes quando não são tratadas precocemente e de forma adequada.

Aneurisma

O aneurisma é uma dilatação das artérias, a qual pode ser causada por hipertensão arterial, por exemplo. O grande risco de um aneurisma é que este pode levar ao rompimento da artéria e causando a morte, especialmente se esse rompimento se dá na aorta ou no cérebro, por exemplo.

Vasculite

Esta doença é uma inflamação de veias e/ou artérias, perturbando o transporte do sangue. Quando a vasculite se desenvolve em órgãos vitais, poderá causar sérias consequências de saúde.

Aterosclerose

É causada pelo acumular de gordura nos vasos sanguíneos, podendo levar ao entupimento de artérias e veias (obstrução da passagem sanguínea) e, em estágio (estádio) avançado, pode provocar a morte do paciente.

Enfartes (infartos), por exemplo, são, na maioria das vezes, causados pela aterosclerose.

Acidente Vascular Cerebral (AVC)

O AVC, acidente vascular cerebral, é também uma das doenças causadas pela aterosclerose, quando esta ataca as artérias do encéfalo. A gordura entope as artérias do encéfalo, obstruindo a passagem do sangue para o cérebro, deixando-o sem oxigénio (oxigênio).

Pacientes que sofrem de AVC poderão ficar com sequelas leves, mas também podem ficar com sequelas graves para toda a vida. Entre elas estão, por exemplo:

  • Dificuldades em falar
  • Dificuldades em andar e mover os braços
  • Paralisia de uma parte, ou um lado completo, do corpo

Outras doenças:

O angiologista também se dedica ao diagnóstico e tratamento de outras doenças como, por exemplo:

  • Embolia pulmonar
  • Trombose venosa profunda
  • Síndrome de Raynaud
  • Linfagite
  • Pé de diabético
  • Neuropatia diabética
  • Fístulas arteriovenosas

Saídas no Mercado de Trabalho

O angiologista encontra um mercado de trabalho muito favorável e estável. Sem dúvida, as especialidades médicas são, sempre, bem remuneradas, e existem vagas para todos os profissionais, tanto em Portugal, como no Brasil.

Todos os hospitais públicos dispõe de angiologistas nos seus quadros, mas também é possível atuar em hospitais e clínicas privadas, e pode, ainda, atuar como profissional liberal (autônomo), com o seu consultório próprio.

Como entrar na carreira de Angiologista

Em Portugal, para entrar na carreira de angiologista, precisa, antes de mais nada, concluir a licenciatura em Medicina (6 anos). Segue-se um ano de internato médico comum a todas as especialidades, e depois 72 meses de internato médico na especialidade de angiologia.

Para atuar como médico especialista em angiologia, é obrigatório estar inscrito na Ordem dos Médicos.

No Brasil, assim como em Portugal, tem de concluir a faculdade de Medicina, com duração de 6 anos, e depois fazer a residência médica na especialidade de angiologia. Para ter o título de especialista em angiologia, precisa ser aprovado na Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular.

Após a conclusão da especialização, precisa registrar-se no Conselho Federal de Medicina (CFM) para poder ser considerado especialista. É obrigatório, sempre, o registro dos certificados nos Conselhos de Medicina no estado em que atua para conseguir o Registro de Qualificação de Especialista (RQE).

Onde estudar Medicina

Portugal:

Brasil:

Se quer ser um angiologista, então não deixe de estudar. Conclua a sua licenciatura e dedique-se com garra, foco e determinação durante o internato médico (residência médica), porque vai valer a pena. Não se esqueça de se manter sempre atualizado ao longo da sua carreira, pois sempre existem novas técnicas e tratamentos! Sucesso!

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima