Barbeiro / a

Barbeiro

Mais sobre a profissão

Modalidades:

Presencial

Ordenado Médio Mensal:

Mínimo - 1000€

Empregabilidade:

Alta

Disciplinas do secundario:

História da Cultura e das Artes Materiais e Tecnologias Oficina de Artes

Idiomas:

Inglês, Português

A profissão de Barbeiro está outra vez na moda. Os homens preocupam-se, cada vez mais, com a sua imagem e há uma nova geração de Barbeiros, com estilos diferentes, que ditam tendências. Vem descobrir tudo sobre a profissão…

O ofício de Barbeiro é uma arte. Mas outrora, a profissão era associada a senhores velhotes que cortavam o cabelo a outros velhotes em barbearias antigas.

Porém, há agora uma nova geração de profissionais que estão a inovar, com cortes de cabelo que ditam tendências de moda.

Estes Barbeiros jovens apresentam um estilo muito próprio que ajuda a atrair uma nova clientela.

Alguns são responsáveis por barbearias inovadoras, mas com um toque vintage na decoração que as torna irresistíveis.

Por outro lado, os homens também se preocupam, cada vez mais, com as questões da beleza e da estética. Por isso, procuram o trabalho de Barbeiros reconhecidos e com mestria na arte do corte de cabelo e do estilismo da barba.

Quanto ganha um Barbeiro

Os valores dos rendimentos de um Barbeiro podem variar muito, conforme ele seja um profissional independente ou por conta de outrém.

Quando se trabalha por contrato na barbearia ou salão de cabeleireiro de outra pessoa, os valores podem ser pouco acima do salário mínimo nacional. Mas se se começar como aprendiz, os pagamentos podem até ser inferiores.

Mas tudo depende da experiência da pessoa. Os profissionais mais reconhecidos podem chegar a ganhar cerca de 850 euros em Portugal. No Brasil, o salário para os mais experientes pode rondar os 2 mil reais.

Porém, no caso de Barbeiros com um local próprio de trabalho, os rendimentos podem ser mais interessantes. Tudo depende do sucesso que fizer junto da clientela.

O que faz um Barbeiro

O trabalho de um Barbeiro exige muita habilidade com as mãos e um gosto especial por mexer em cabelos e barbas.

Mas também precisa de praticar muito e de saber mexer com as ferramentas do ofício de olhos fechados. Tesouras, navalhas e máquinas de barbear devem ser as suas melhores amigas.

De resto, o papel de um Barbeiro, como o nome indica, passa por cuidar da barba e do cabelo dos homens.

Mas a missão pode também por passar por aconselhar os clientes, por exemplo, quando têm dúvidas quanto a um corte de cabelo.

No fundo, a sua principal tarefa é fazer os seus clientes sentirem-se bem – e não só com a sua aparência.

Quais as suas funções

As funções de um Barbeiro estão centradas no cuidado da barba, mas passam também por muitas das tarefas que um cabeleireiro faz, como, por exemplo, lavar e cortar cabelo, pentear, fazer madeixas e nuances, descolorar, frisar e desfrisar.

Pode ainda cortar, aparar e estilizar a barba e o bigode. O serviço só ficará completo com a aplicação de cremes e loções para deixar uma sensação de bem-estar.

Mas o seu papel pode igualmente passar por massajar o couro cabeludo, o rosto e pescoço do cliente, dando-lhe um serviço extra e um conforto adicional.

Entre as suas tarefas estão também limpar e esterilizar o material utilizado, usando os produtos e procedimentos adequados, bem como limpar o vestuário e o local de trabalho.

Sabia que os Barbeiros eram também cirurgiões?

Acredita-se que a arte da barbearia remonta ao Antigo Egipto quando se descobriram as primeiras navalhas. Isto significa que já nessa altura havia preocupações com o grooming masculino, ou seja, os homens já eram vaidosos.

Na Antiga Grécia e durante o império romano, o Barbeiro fazia mais do que só cortar o cabelo. Também era responsável pela saúde geral do corpo e do espírito.

Já na Idade Média, havia o Barbeiro-cirurgião que cuidavam de soldados feridos após as batalhas, mas também faziam pequenas cirurgias, por exemplo em camponeses.

Alguns trabalhavam para os nobres da época, fazendo tratamentos de saúde e curas, como, por exemplo, as sangrias e extrações dentárias.

Entretanto, a profissão foi perdendo importância e as barbearias tornaram-se locais considerados sujos e frequentados apenas pelas pessoas mais pobres.

A importância das perucas

Quando apareceram as primeiras navalhas, foi um grande avanço para a profissão. Em 1840, foi mesmo inventada o sistema de barbear em T que, ainda hoje, é a base das lâminas de barbear.

Mas foram as perucas, sobretudo durante o século XVIII, que deram novo impulso à profissão. Pois, os Barbeiros eram responsáveis por desenhar, fabricar e manter as perucas na perfeição.

Lembra-te que, na época, as perucas eram um sinal da elegância e nobreza masculinas.

Muitos anos depois, vieram as barbershops. Contudo, volvidos mais uns anos, algumas acabaram por ser substituídas por salões unissexo.

Neste novo Século, regressou o carisma das barbearias, não só à boleia da maior preocupação dos homens com a beleza, mas também graças a uma certa nostalgia.

Saídas no Mercado de Trabalho

O mercado de beleza masculina está em alta. A procura dos homens por serviços de estética tem crescido nos últimos anos e, portanto, os Barbeiros têm sido beneficiados com isso.

Para quem pretende começar uma barbearia, este é, sem dúvida, um bom momento. Pois, os cuidados de beleza deixaram de ser exclusivos das mulheres.

Assim, os Barbeiros devem ser criativos para conseguirem atrair clientes, uma vez que também há forte concorrência. Para isso, devem procurar diferenciar-se, oferecendo serviços únicos e originais.

Para quem quer trabalhar por conta de outrém, é preciso ter noção de que a maioria das entidades empregadoras quer candidatos com experiência e com autonomia na área.

Deste modo, é boa ideia tirar uma formação que permita estagiar ou ter uma experiência em contexto de trabalho.

Como entrar na carreira de Barbeiro

Não há como entrar na profissão de Barbeiro sem formação. Até podes tentar, tirando partido do jeitinho que tens para o ofício, mas é sempre fundamental adquirir as técnicas do métier.

Portanto, a melhor forma para iniciares esta carreira é tirando uma formação adequada.

Se quiseres começar por conta própria, depois de tirares um curso profissional, tens de ponderar se tens o dinheiro que é preciso para investir.

Podes ainda considerar fazer atendimentos no domicílio, pois é uma área que está em crescimento, sobretudo se tiveres como foco pessoas mais idosas, com dificuldades de deslocação.

Aproveita estas dicas para Barbeiros iniciantes

Onde estudar para Barbeiro

Há muitos cursos técnicos que ensinam as técnicas do ofício de Barbeiro. Para saberes como escolher, deves focar-te em formações que ensinem o chamado corte degradé (ou com graduação), bem como técnicas de barbas.

Também é importante saber como higienizar e regular as máquinas.

Mas para te facilitar a escolha, podes seguir algumas sugestões que se seguem…

Portugal:

Brasil:

Depois de veres o que faz um Barbeiro e quais são os principais desafios da profissão, deves ponderar se tens o que é preciso para este trabalho. Pensa bem, medindo prós e contras, e avança com confiança!

Partilhar Post

Deixa o teu testemunho

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top