Carpinteiro

Carpinteiro

O carpinteiro é o profissional que trabalha com a madeira, seja no âmbito da construção, seja da indústria. As suas funções podem passar por cortar, aparar e moldar peças em madeira para serem utilizadas em coberturas e soalhos, entre outras. Pode trabalhar num canteiro de obras ou serviços.

Outros nomes para esta profissão:

  • Modalidades: Presencial, Ar Livre
  • Ordenado Médio Mensal: 1000€ - 1500€
  • Empregabilidade: Alta
  • Empregabilidade: Trabalho Solitário, Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Desenho, Geometria Descritiva, Matemática, Materiais e Tecnologias, Oficina de Artes
  • Idiomas: Francês, Português

A madeira é uma das matérias-primas mais importantes no setor da construção e, por isso, o trabalho do carpinteiro é fundamental neste setor.

Os carpinteiros são responsáveis pela de estruturas em madeira como, por exemplo, vigas, esteios, escadas e assoalhos. Além disso, são também eles os responsáveis pela preparação do canteiro de obras.

Trata-se de uma profissão que requer bastante experiência e competência técnica, mas que pode dar acesso a emprego nas áreas da construção civil e da indústria.

Estes profissionais podem prestar os seus serviços em grandes ou pequenas empresas, mas também podem exercer as suas funções por conta própria, como freelancers.

Quanto ganha um carpinteiro

É uma profissão que exige competências e conhecimentos técnicos e há falta de mão de obra qualificada no mercado. Assim, para quem experiência ou boas qualificações pode ser fácil encontrar um bom emprego.

Em termos de salários, tudo depende do tipo de empresa onde se trabalha, bem como da experiência e das competências e formação técnicas.

Mas a média salarial de um carpinteiro em Portugal é de 1.200 euros por mês. No Norte, nomeadamente em cidades como Braga, os salários podem ser superiores, rondando os 2 mil euros por mês, fruto da falta de mão de obra especializada na zona.

Países como a França, Bélgica e Suíça, por exemplo, precisam, habitualmente, de carpinteiros experientes e qualificados. E nestes países, os ordenados podem ser muito mais interessantes.

No Brasil, um carpinteiro ganha em média 1.700 reais, mas tudo depende do seu grau de especialização e do tipo de empresa onde trabalha.

Veja no vídeo que se segue como pode ser o dia-a-dia de um carpinteiro no Brasil…

Além dos conhecimentos técnicos e da formação adequada que é sempre uma mais-valia, um carpinteiro deve ainda ter certas qualidades como o espírito de iniciativa, a capacidade de resolução de problemas, bem como a flexibilidade e a facilidade no contacto humano.

Continue a ler para saber mais sobre a profissão de carpinteiro….

O que faz um carpinteiro

Um carpinteiro pode trabalhar nas áreas da marcenaria, da montagem e colocação de móveis e no acabamento de mobiliário. Além disso, pode igualmente fazer trabalhos de montagem de portas e janelas.

Ainda desempenham funções em serrações de madeira, bem como no setor da construção civil no âmbito de trabalhos de cofragem.

A cofragem é, basicamente, o molde para a construção de elementos em betão armado ou em concreto.

O carpinteiro é responsável por construir as estruturas de cofragem, sejam elas em madeira ou metálicas, para esses moldes.

Qual a diferença entre um carpinteiro e um marceneiro

O marceneiro efetua, quase exclusivamente, trabalhos no fabrico de móveis e na conservação e restauro de objetos em madeira.

Já o carpinteiro é mais responsável pelo corte e molde de pelas em madeira para utilizar no âmbito da construção em coberturas, soalhos e forros, entre outros.

Assim, o marceneiro é mais um artesão que executa um trabalho essencialmente delicado, enquanto o carpinteiro desempenha um trabalho que exige menos atenção ao detalhe.

Agora que distinguimos as duas profissões, fique a saber mais sobre as funções inerentes à atividade de um carpinteiro.

Quais as suas funções

O carpinteiro desempenha funções essenciais em áreas como a construção civil e a construção naval, bem como em algumas indústrias.

As suas funções passam por trabalhar com madeira maciça no seu estado mais natural. Assim, passam por construir portas, telhados, escadas, soalhos, janelas, até estruturas mais específicas de navios.

Um bom carpinteiro precisa de ter conhecimentos de geometria, bem como de materiais e técnicas específicas para exercer o seu trabalho. A precisão técnica e a atenção aos pormenores são também fundamentais.

Estes profissionais devem ter experiência na execução de cofragens metálicas e de madeira, bem como na construção e reparação de peças em madeira.

Também executam a montagem de malhas de aço moldado para estruturas de betão armado ou concreto e fazem acabamentos e restauro de madeira.

A montagem de móveis, desde portas a armários, são outras funções inerentes à profissão, especialmente para os profissionais que trabalham em fábricas de mobiliário.

Executar desenhos e esboços rigorosos, bem como interpretar projetos de construção e esquemas de montagem são outras competências fundamentais.

Saídas no Mercado de Trabalho

Atualmente, muitas empresas do setor da construção civil, por exemplo, têm dificuldades em encontrar mão de obra qualificada. Assim, as saídas para profissões mais técnicas como é o caso da carpintaria são interessantes.

Na hora de procurar emprego, as empresas tendem a procurar pessoas com a escolaridade mínima obrigatória e com experiência mínima de 5 anos.

Mas também pretendem profissionais com qualificações que sejam polivalentes e dinâmicos, bem como pontuais e assíduos.

Ter disponibilidade para deslocações e carta de condução de ligeiros podem ser mais-valias para encontrar emprego.

Especializações para carpinteiro

A entrada no mercado de trabalho pode ficar facilitada quando o carpinteiro tem determinadas especializações.

Confira de seguida algumas dessas especializações mais relevantes:

  • Carpinteiro de cofragem – estes profissionais têm que ter conhecimentos e experiência em cofragens metálicas e em madeira, sendo responsável pela sua execução. Também montam malhas de aço moldado para estruturas de betão armado e reparam peças em madeira.
  • Carpinteiro de limpos – neste caso, os carpinteiros são responsáveis pela montagem de móveis, de portas de madeira, de armários de cozinha, entre outros. Podem desempenhar o trabalho num ambiente de fábrica ou na casa de clientes.

Como entrar na carreira de carpinteiro

Não há propriamente uma carteira profissional de carpinteiro e nem é exigida uma formação específica para entrar no mercado de trabalho nesta área.

Há empresas que só exigem a escolaridade mínima obrigatória. Mas quanto mais qualificações possuir na área da carpintaria melhor será para si.

A experiência é um requisito muito valorizado pelas empresas que procuram carpinteiros, pois debatem-se com alguns problemas em encontrar mão de obra qualificada.

Deste modo, deve focar-se em tirar uma formação específica na área, nomeadamente frequentando cursos profissionais ou técnicos de carpintaria.

Algumas entidades que promovem estes cursos têm parcerias com empresas, o que possibilita a realização de estágios em contexto de trabalho. Essa é uma excelente porta de entrada no mercado de trabalho.

O ideal é saber aproveitar as oportunidades, depois de investir tempo a chegar até elas!

Onde estudar para carpinteiro

Há cursos profissionais para carpinteiro que são programados e pensados com base nas necessidades do mercado. Deste modo, garante-se quase um emprego no fim dos mesmos a quem os frequenta.

Aquilo que tem que ter presente é que é importante procurar um curso com uma boa componente prática para valorizar a aprendizagem.

Também tem que estar atento a cursos oficiais, que sejam reconhecidos, sob pena de a sua formação ser pouco considerada pelas entidades empregadoras.

Conheça já de seguida algumas hipóteses para estudar como carpinteiro…

Portugal:

Brasil:

Se já tem a certeza de que o seu futuro é ser carpinteiro, lembre-se de tudo o que escrevemos acima para se preparar o melhor possível para a profissão. Com foco e alguma persistência, tem o futuro garantido!

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima