Engenheiro Nuclear

engenheiro nuclear

O engenheiro nuclear, ou engenheiro de energia nuclear, dedica-se ao desenvolvimento de novas tecnologias no que diz respeito à energia nuclear, tanto na sua produção, como na sua aplicação. É um profissional formado em engenharia nuclear, podendo trabalhar, por exemplo, na produção de eletricidade, tendo como fonte elementos nucleares (radioativos), como é o caso do urânio.

Outros nomes para esta profissão: Engenheiro de Energia Nuclear

  • Modalidades: Presencial
  • Ordenado Médio Mensal: 1500€ - 2000€
  • Empregabilidade: Alta
  • Empregabilidade: Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Física, Matemática, Materiais e Tecnologias, Química
  • Idiomas: Inglês, Português

Tendo em conta que as fontes de energia não renováveis, como é o caso do petróleo, são cada vez mais escassas, estes profissionais mostram-se fundamentais para garantir a sustentabilidade dos recursos naturais do planeta.

Atualmente, encontramo-nos numa época em que o debate sobre a sustentabilidade do planeta terra, assim como a preocupação com o meio ambiente, é cada vez mais forte. Desta forma, os profissionais que podem fazer a diferença neste sentido estão a ser cada vez mais procurados, não só para encontrar soluções para a sustentabilidade do planeta, mas também para atuar na mudança.

Se quer uma profissão que esteja na vanguarda, então continue a ler este artigo e descubra o que faz um engenheiro nuclear no seu dia a dia, quais as funções que desempenha nas diferentes áreas de atuação, as saídas no mercado de trabalho e o que tem de fazer para poder entrar nesta carreira.

O que faz um Engenheiro Nuclear?

O engenheiro nuclear é o profissional que faz a projeção dos reatores nucleares, mas também é o responsável por construí-los e manuseá-los.

É ele também que desenvolve os equipamentos de proteção radiológica, assim como faz a sua manutenção, equipamentos esses que se usam na medicina. É sua função fazer a gestão do funcionamento desses equipamentos, e fazer a supervisão dos mesmos, de forma a garantir que se usam em segurança, tanto por profissionais, como por pacientes.

Os engenheiros nucleares podem também atuar na área alimentar, aplicando a radiação nuclear para conservar alimentos. A energia nuclear também se usa em obras de arte, atuando na sua preservação e conservação.

Tendo em conta que este trabalho envolve várias áreas, o engenheiro nuclear trabalha geralmente com uma equipa multidisciplinar, a qual inclui, por exemplo, físicos, matemáticos, químicos, entre outros.

A principal área de atuação dos engenheiros nucleares é a da produção de energia. Neste caso, ele utiliza elementos radioativos para produzir energia.

Como é de conhecimento geral, a energia que se gera por estes elementos é bem mais alta do que aquela energia que se gera dos recursos fósseis, como é o caso do petróleo, o recurso que mais se usa na produção energética atualmente.

Além de garantir a eficiência económica, é uma garantia também para o meio ambiente, o qual se prejudica pelo uso constante dos recursos fósseis para a produção energética.

Quais as suas funções

O engenheiro nuclear pode exercer diferentes funções. Sendo assim, destacamos aqui as principais funções desempenhadas por ele.

  • Investiga problemas tecnológicos e tenta encontrar uma solução para eles
  • Estuda fenómenos nucleares e físicos
  • Desenvolve células solares e espelhos
  • Desenvolve novas técnicas para a transmissão de informação
  • Trabalha no desenvolvimento de equipamentos usados em física nuclear
  • Cria e desenvolve formas de utilização de laser na medicina, tecnologia e ciência

Saídas no Mercado de Trabalho

O mercado de trabalho para o engenheiro nuclear é muito bom, pois existem muito poucos profissionais formados atualmente. Sem dúvida, poucos profissionais se formam anualmente nesta área. Sabendo que se trata de uma profissão cada vez mais procurada, é fácil perceber que estes profissionais conseguem emprego facilmente assim que se formam.

Atualmente, a maior procura de profissionais da área da engenharia nuclear vem por parte de órgãos governamentais, ou órgãos que tenham ligações ao governo. No entanto, assistimos também a uma maior procura destes profissionais por parte de empresas privadas, que veem na energia nuclear, e nas suas potencialidades, uma grande vantagem.

As indústrias são também palco de atuação destes engenheiros, os quais ficam responsáveis pela análise de projetos de reatores, e encabeçam o seu desenvolvimento.

A Indústria alimentar é uma das que mais contrata estes engenheiros, os quais aplicam a radiação para a conservação de alimentos. Também a medicina, como já tivemos oportunidade de ver, é uma das áreas de atuação deste profissional.

As universidades também são grandes contratadores destas engenheiros. Não só são responsáveis por dar aulas aos alunos universitários da área, como também desenvolvem pesquisas de engenharia nuclear.

As fábricas da indústria nuclear são os locais de trabalho mais desejados por parte dos formados em engenharia nuclear. Ao atuar nesses locais, ficará responsável por fazer o desenvolvimento de reatores, mas também fazer a análise constante de segurança dos mesmos.

Como entrar na carreira de Engenheiro Nuclear

Para entrar na carreira de engenheiro nuclear, é necessário concluir o curso de engenharia nuclear, ou engenharia de energia nuclear. 

Em Portugal, a única instituição que oferece a licenciatura na área é a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. No Brasil, a única instituição que tem disponível o bacharelado nesta Engenharia é a Universidade Federal do Rio de Janeiro. No entanto, a Universidade de São Paulo já anunciou a abertura deste curso para 2021.

Ao longo do curso, irá estudar disciplinas envolvidas nas ciências exatas, especialmente no que diz respeito à matemática, cálculo e física.

Obviamente, irá adquirir conhecimentos vastos em energia nuclear, física nuclear, reatores nucleares, termodinâmica, mecânica de fluídos, modelagem e controlo(e) de sistemas, assim como conhecimentos de máquinas térmicas.

No final do curso deverá fazer um estágio e apresentar um projeto de conclusão de curso (monografia).

Onde estudar Engenharia Nuclear

Portugal:

Brasil:

Já pensou em tornar-se um engenheiro nuclear, ou engenheiro de energia nuclear? Apesar das ofertas ao nível superior não serem muitas, elas existem! Então, estude bastante para garantir a sua vaga no curso, pois o sucesso é certo!

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima