Carteiro

Carteiro

O Carteiro é responsável por fazer a entrega e a distribuição de correspondências e encomendas. Ele é o profissional que garante que todas as pessoas recebem as suas correspondências importantes e encomendas em tempo útil, de forma segura, e sem danos.

Outros nomes para esta profissão: Courrier

  • Modalidades: Teletrabalho, Ar Livre
  • Ordenado Médio Mensal: Mínimo - 1000€
  • Empregabilidade: Média
  • Empregabilidade: Trabalho Solitário
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Educação Física, Línguas, Literatura
  • Idiomas: Português

Geralmente, o carteiro tem uma área de trabalho, na qual fica durante um período alargado, e fica responsável por entregar as correspondências e encomendas a todas as residências dessa mesma área.

Sempre que se fizer necessário, ele recolhe assinaturas do recebedor, presta contas das encomendas recebidas e entregues, assim como faz a triagem das entregas, ordena-as e confere-as.

É este profissional que garante que todas as correspondências chegam ao local correto, na data exata, sejam elas cartas, pacotes, contas, caixas, entre outros.

Se quer seguir a carreira de carteiro, então continue a ler este artigo e saiba como é o dia-a-dia deste profissional, quais as funções que desempenha, quais as saídas no mercado de trabalho e como poderá entrar para esta Carreira e evoluir nela.

O que faz um Carteiro?

Os carteiros entregam encomendas e correspondências nas datas determinadas, em todas as residências da sua área de trabalho.

Como já dissemos, ele é também responsável por fazer a entrega de encomendas, pacotes, caixas, entre outros. Quando se trata de uma carta ou encomenda registada, ele recolhe a assinatura do recebedor.

É ele, também, que faz toda a organização das entregas, desde a ordenação à triagem.

Sendo assim, o carteiro pega em todas as correspondências da sua área da entrega, faz a separação e a triagem desta mesma correspondência, tendo em conta a metodologia do trajeto a fazer, e depois faz a distribuição da correspondência.

Quando a correspondência for entregue no endereço errado, é o carteiro que fica responsável por devolver a correspondência à central. Posteriormente é enviada ao destinatário correto.

É certo que este não é um trabalho fácil. Exige que o profissional tenha uma boa condição física, pois tem de andar grandes distâncias a pé todos os dias, mas também é imprescindível ter boa disposição.

Este trabalho implica, muitas vezes, a comunicação com os outros. Nesse sentido, é preciso mostrar boa disposição, boa vontade, empatia, e disponibilidade de ajudar.

Quais as suas funções

Como já vimos, o carteiro é o responsável por fazer a entrega de todas as correspondências e encomendas na sua área de trabalho.

Sendo assim, ele desempenha uma série de funções específicas para garantir que essa correspondência chega ao local correto em tempo útil.

  • Separa e faz a triagem da correspondência consoante o trajeto
  • Distribui a correspondência
  • Recolhe assinaturas sempre que necessário
  • Devolve a correspondência entrega no endereço errado
  • Presta contas das correspondências e encomendas entregues e recebidas

Agora que já sabemos quais as funções que os carteiros desempenham, vejamos quais as saídas no mercado de trabalho, e como poderá iniciar a sua carreira.

Saídas no Mercado de Trabalho

A maioria dos carteiros trabalham para a função pública (funcionário público Federal).

No Brasil, os carteiros trabalham para a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), mais conhecida como, simplesmente, Correios. A empresa ECT emprega, atualmente, mais de 55 mil carteiros.

Em Portugal, estes profissionais trabalham para os Correios de Portugal (CTT).

Em ambos os casos, estes profissionais ficam responsáveis por fazer a entrega de toda a correspondência da zona, ou área, que lhe compete.

No entanto, estes profissionais também podem exercer as suas funções para empresas particulares de encomendas expresso, sendo designados, neste caso, de courrier’s.

Tendo em conta que a troca de informação é cada vez maior, muito pelo processo de globalização, o qual fez com que mercadorias e dados fossem trocados em grande quantidade, o mercado de trabalho para o carteiro é muito vasto.

Esta demanda fez também com que os serviços de entrega, públicos e privados, se modernizassem, de forma a cumprir as suas obrigações de uma forma eficaz mais rápida.

Como entrar na carreira de Carteiro

Embora não seja exigida uma formação mínima para o desempenho desta função, é desejável que tenha o ensino secundário completo (ensino médio completo).

No caso do Brasil, para se tornar carteiro da ECT normalmente pedem o ensino fundamental ou médio, assim como deverá estar capacitado de acordo com as exigências do edital do concurso. Mediante a aprovação no concurso, será feito, posteriormente, um treinamento.

Em Portugal, para trabalhar nos CTT, o profissional tem de ter mais de 18 anos, o 12º ano completo, e carta de condução de ligeiros e / ou motociclos.

Em ambos os países, para trabalhar em empresas privadas, é necessário que o profissional tenha o ensino secundário completo (ensino médio completo) e carta de condução (carteira de habilitação).

Além disso, é importante que os carteiros tenham uma boa condição física, pois andam diariamente vários quilómetros, independentemente das condições climáticas. Com calor, frio, ou chuva, a correspondência tem de chegar às mãos certas, em tempo ágil. Sendo assim, o profissional tem de estar apto a fazer longas distâncias, independentemente das condições climáticas, sem que isso o abale.

Além disso, o profissional deverá ter carisma, boa comunicação, um grande sentido de responsabilidade, raciocínio rápido, e deverá ser dinâmico e automotivado.

Onde estudar para ser Carteiro

Tanto em Portugal, como no Brasil, não existe um curso específico para os carteiros. No entanto, é obrigatório, em Portugal, ter o 12º ano, tanto para trabalhar nos CTT, como em empresas privadas, podendo completá-lo em diferentes escolas públicas ou privadas, seja no ensino regular ou profissional. No Brasil, embora não seja obrigatório o ensino médio, é desejável para trabalhar no ECT.

Agora que já sabe tudo sobre esta profissão, está na hora de procurar por uma vaga de carteiro! Boa sorte e que tenha uma belíssima carreira pela frente!

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima