Cirurgião Cardiovascular

Cirurgião Cardiovascular

O Cirurgião Cardiovascular, ou Cirurgião Cardíaco, é um médico especialista em Cirurgia Cardíaca, ou Cirurgia Cardiovascular. Como o próprio nome indica, este especialista faz cirurgias ao coração e aos vasos cardíacos, como, por exemplo, artérias coronárias, aorta, ou válvulas cardíacas. Estas cirurgias têm como objetivo tratar doenças cardíacas, deformações do coração e dos vasos e corrigir anomalias cardíacas congénitas.

Outros nomes para esta profissão: Cirurgião Cardíaco

  • Modalidades: Presencial
  • Ordenado Médio Mensal: 2000€ - Máximo
  • Empregabilidade: Alta
  • Empregabilidade: Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Biologia, Física, Matemática, Química
  • Idiomas: Inglês, Português

Embora sejam especialidades distintas, a Cirurgia Cardíaca e a Cardiologia estão intimamente associadas e, por isso, é comum que cirurgiões cardiovasculares e cardiologistas trabalhem juntos.

Atualmente, as cirurgias cardíacas têm um risco diminuído, muito por causa dos grandes avanços que se fizeram nesta especialidade. Sem dúvida, muito do orçamento em medicina foi voltado para a especialidade cardíaca e, por isso, foi das áreas que mais se desenvolveram nas últimas décadas.

Além disso, a tecnologia veio trazer novas técnicas cirúrgicas que permitiram o tratamento de patologias de forma mais eficiente e eficaz e com riscos mais reduzidos. Além disso, estas técnicas permitem intervenções menos invasivas, reduzindo riscos durante a cirurgia, assim como no período pós-cirúrgico.

Nos dias atuais, os doentes submetidos a cirurgias cardíacas ficam internados por pouco tempo, geralmente menos de uma semana e podem retomar a sua rotina diária em pouco tempo.

Para que estas cirurgias sejam bem-sucedidas, é fundamental que haja um apoio interdisciplinar, não só com cardiologistas, mas com os profissionais dos cuidados intensivos e da medicina da reabilitação.

Tem um gosto particular pela área da medicina mas ainda está indeciso sobre a especialidade que quer seguir? Então continue a ler este artigo e descubra o que faz um cirurgião cardiovascular, quais as funções que ele desempenha, quais as saídas no mercado de trabalho e o que precisa fazer para entrar nesta carreira. Confira!

O que faz um Cirurgião Cardiovascular?

O cirurgião cardiovascular é responsável por tratar doenças e deformações cardíacas por meio de cirurgia. Embora a Cirurgia Cardíaca faça parte da cirurgia cardiotorácica, a primeira é mais limitada, pois foca-se em cirurgias ao coração e aos vasos cardíacos. Já o cirurgião cardiotorácico é responsável pelo tratamento cirúrgico de doenças não só do coração, mas também dos pulmões, diafragma, tecidos e vasos sanguíneos da cavidade torácica.

A cirurgia cardíaca, ou cirurgia cardiovascular, tem vindo a transformar-se muito nos últimos tempos, muito pelas tecnologias de ponta que são usadas durante os procedimentos cirúrgicos nos dias de hoje.

Estas novas tecnologias vieram permitir intervenções cirúrgicas minimamente invasivas, as quais são feitas com videoendoscopia torácica, robôs com sistemas de inteligência integrados, entre outros, permitindo uma cirurgia pouco invasiva e, assim:

  • Reduzir o tempo de internação,
  • Ter menores taxas de infeção no pós-cirúrgico
  • Reduzir significativamente as taxas de morbi-mortalidade
  • Retornar à vida ativa e à rotina normal em menor tempo

De entre variadíssimas cirurgias realizadas pelo cirurgião cardiovascular, destacamos, por exemplo:

  • Cirurgias da carótida
  • Implante de pacemaker (marca-passo)
  • Revascularização miocárdica
  • Colocação de desfibrilhadores cardíacos
  • Bypass coronário (pontagem coronária)
  • Cirurgia de retirada de tumores cardíacos
  • Cirurgia das válvulas cardíacas

Quais as suas funções

O cirurgião cardiovascular tem como principal função tratar cirurgicamente doenças e disfunções cardíacas. No entanto, ele pode atuar em diferentes áreas e, por isso, realizar tipos de cirurgias específicas.

Os cirurgiões costumam especializar-se em determinadas técnicas e intervenções cirúrgicas, e essa especialização faz-se com a experiência profissional, assim como com a formação contínua.

Então, podemos dividir a cirurgia cardiovascular, ou cirurgia cardíaca, em duas grandes áreas de atuação: patologias congénitas e patologias adquiridas. Vejamos em detalhe!

Cirurgia cardíaca congénita

Embora se designe correntemente por cirurgia cardíaca pediátrica, esta é uma designação errada, até porque existem adultos com patologias cardíacas congénitas e que não se identificaram quando crianças.

Dentro desta área, o cirurgião trata diversas patologias, como, por exemplo:

  • TGA
  • Tetralogia de Fallot
  • Estenosa da Artéria Pulmonar
  • Truncus Arteriosus
  • Anomalia de Ebstein
  • Comunicação interarterial e interventricular

Dependendo da patologia, a cirurgia pode corrigir por completo o defeito, ou então pode criar uma compensação temporária, tendo em conta que não se consegue corrigir esse defeito ou anomalia.

Patologias adquiridas

Ao longo da vida podem surgir várias doenças e patologias, incluindo no coração. O cirurgião cardiovascular que atua na área das patologias adquiridas trata cirurgicamente doenças como, por exemplo:

  • Cardiopatia
  • Aortopatia
  • Valvulopatia
  • Doença isquémica cardíaca
  • Aneurisma
  • Tumor
  • Distúrbio da condução elétrica

Dentro desta subespecialidade também se encontram o transplante cardíaco e as dissecções da aorta.

Saídas no Mercado de Trabalho

O mercado de trabalho para o cirurgião cardiovascular é muito bom, até porque existem muito poucos especialistas em cirurgia cardíaca, tanto em Portugal, como no Brasil. Sendo assim, os estudantes no internato da especialidade (residência médica) já têm a sua vaga garantida, depois da sua aprovação final.

É normal que no início da carreira, logo após a conclusão da especialidade, o cirurgião integre uma equipa previamente formada. Também é normal começar como assistente. São muito raros os casos em que um cirurgião lidere a equipa assim que termina o curso.

No entanto, a progressão na carreira dá-se de forma natural, à medida que vai ganhando mais experiência.

O salário é bastante bom e, também ele, vai aumentando com o tempo e com a experiência demonstrada.

Como entrar na carreira de Cirurgião Cardiovascular

Para entrar na carreira de cirurgião cardiovascular, ou cirurgião cardíaco, em Portugal, primeiro precisa de concluir o mestrado integrado em Medicina (6 anos). No final do mestrado conclui um ano de internato médico comum, designado de Ano Comum. Só depois entra no internato médico de especialidade em Cirurgia Cardíaca (60 meses).

No final da especialidade é submetido a uma prova de avaliação final, de componente teórica, prática e curricular.

Para atuar como médico especialista em cirurgia cardíaca, é obrigatório estar inscrito na Ordem dos Médicos.

No Brasil, assim como em Portugal, tem de concluir a faculdade de Medicina, com duração de 6 anos, e depois fazer a residência médica na especialidade de cirurgia cardiovascular, de acesso direto, com duração de 5 anos. Esta residência é feita em centros credenciados à Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular (SBCCV).

Após a conclusão da especialização, precisa registrar-se no Conselho Federal de Medicina (CFM) para poder ser considerado especialista. É obrigatório, sempre, o registro dos certificados nos Conselhos de Medicina no estado em que atua para conseguir o Registro de Qualificação de Especialista (RQE).

Onde estudar Medicina

Portugal:

Brasil:

Ser cirurgião cardiovascular é o sonho de muitos dos alunos do curso de medicina. É um caminho árduo, que envolve um alto grau de sacrifício e dedicação. No entanto, no final do percurso, vai valer a pena cada dia que ficamos em casa a estudar em vez de sairmos com os amigos. O que o futuro reserva é uma carreira profissional bem sucedida e muito compensadora a todos os níveis.

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima