Clarinetista

clarinetista

Resumo da profissão

Modalidades:

Presencial, Ar Livre

Matérias relacionadas:

História da Cultura e das Artes Matemática Oficina de Artes

Idiomas:

Francês, Inglês, Português

O clarinetista é um músico que toca clarinete em diferentes projetos musicais, como orquestras sinfónicas e filarmónicas.

Viver da música pode parecer um sonho, mas a verdade é que se pode tornar realidade. Infelizmente, ainda existe a ideia errada de que ser músico não é uma profissão ou carreira, e que a atividade de músico deve ser olhada como um extra.

No entanto, o mundo da música oferece muitas possibilidades a quem seguir esta carreira com seriedade.

Se adoras música, se sonhas em ser um músico profissional, e se gostas de instrumentos de sopro, então estás no sítio certo.

Neste artigo vamos mostrar-te tudo o que precisas saber sobre a profissão de clarinetista. Vais descobrir, por exemplo, o que faz este músico, quais as suas funções no dia a dia de trabalho, as saídas profissionais, entre outras informações úteis.

Vamos?

Clarinete

O clarinete, também chamado de clarineta, é um instrumento de sopro (geralmente feito de madeira – ébano – embora existam modelos feitos de plástico, metal, entre outros materiais), de palheta simples, pertencente à família das madeiras, e possui quatro registos distintos (grave, médio, agudo e muito agudo).

Desde a segunda metade do século XVIII que este instrumento se faz presente nas orquestras e hoje é usado nas grandes orquestras de todo o mundo.

Embora costumemos associar o clarinete a orquestras, ele também está presente em projetos musicais para além da música clássica, como o jazz, por exemplo.

Este instrumento de sopro tem várias semelhanças com o oboé. No entanto, enquanto o oboé tem uma forma cónica, o clarinete tem uma forma cilíndrica. O oboé também apresenta uma extensão de notas bem mais pequena.

O clarinete é, sem dúvida, um dos instrumentos de destaque em qualquer orquestra. Além de ser um instrumento ágil e com grandes possibilidades dinâmicas, também permite ter-se um grande controlo das dinâmicas, ao mesmo tempo que alcança uma grande extensão de notas.

Uma das características mais marcantes do clarinete é a sua expressividade (daí ser muitas vezes chamado de violino das madeiras). Não é à toa que ele é muito usado no samba, choro e MPB!

Tipos de Clarinete

Os clarinetistas têm uma grande variedade de clarinetes à sua disposição e a escolha de um, ou de outro, depende muito do seu gosto pessoal e do estilo de música que pretendem tocar.

Assim, dentro da família dos clarinetes, encontramos o clarinete:

  • Sopranino – Existe o sopranino em Lá (também chamado de sextino ou requinta em Lá♭), em Mi♭ (também chamado de quartinho ou requinta) e em Ré.
  • Soprano – Este é o tipo de clarinete mais comum e usado pelos profissionais. Também chamado de clarino, este tipo de clarinete pode ser afinado em Dó, Si♭ ou Lá.
  • Alto – Existe o clarinete alto em Mi♭, Fá (também chamado de corno di basseto ou cor de basset) e em Si♭.
  • Baixo – Este clarinete é uma oitava mais grave que o soprano e não é muito usado pelos profissionais.
  • Contralto – O clarinete contralto é afinado em Mi♭.
  • Contrabaixo – Este é o segundo tipo de clarinete mais grave e é afinado em Si♭.
  • Octo Contrabaixo – O mais grave da família dos clarinetes, o octo contrabaixo é afinado em Si♭ e é três oitavas mais graves que o soprano.

O que faz um Clarinetista?

O clarinetista é o profissional que toca clarinete. Ele pode fazer parte de uma orquestra, fazer apresentações a solo, ou então fazer parte de um projeto musical à parte da orquestra, como uma banda de samba ou jazz, por exemplo.

Como a maior parte dos músicos, os clarinetistas pretendem fazer atuações ao vivo. No entanto, nem todos se dedicam aos espetáculos. Existem muitos músicos que optam por seguir uma carreira na área do ensino (artístico ou superior), ensinando os mais novos a arte de tocar clarinete.

Independentemente do caminho que seguires como clarinetista, tens de saber que o dia a dia de um músico envolve muito treino e estudo diário.

Vais ter de estudar, também, teoria musical (obrigatório se quiseres seguir uma carreira como professor de música ou pertencer a uma orquestra), até porque a maior parte dos projetos musicais envolvem a leitura de partituras.

Quais as suas funções

O clarinetista tem como principal função tocar clarinete em ensaios, atuações ao vivo ou gravações de álbuns. Para que desempenhe esta função, tem de saber ler partituras e saber seguir as orientações do maestro (principalmente quando se toca em orquestras).

O treino diário é imprescindível se quisermos ter bons resultados. Como qualquer instrumento, para se dominar as técnicas do clarinete, o músico tem de ensaiar diariamente.

Enquanto músico, és sempre responsável pelo teu instrumento. Por isso, também tens obrigação de tratar da limpeza e manutenção do teu clarinete. Desta forma, além de assegurares que ele está sempre em perfeito estado para as apresentações, vais garantir que ele dura mais tempo.

No caso de seguires uma carreira como professor de música, ou professor de clarinete, a tua principal função é ensinar os mais novos a tocar clarinete. Neste caso, tens de saber tudo sobre a técnica do clarinete, mas também terás de ensinar a teoria musical.

Saídas no Mercado de Trabalho

Como clarinetista, podes atuar como músico profissional, fazendo parte de uma orquestra ou de um projeto musical na área do jazz, MPB, entre outros géneros musicais.

Se quiseres seguir um rumo além do palco, podes também trabalhar como músico de sessão. Este músico não faz espetáculos ao vivo. Portanto, se seguires este caminho, vais trabalhar diretamente com as editoras e a tua função será incluir nas gravações de músicas de álbuns de outros artistas a parte do clarinete.

Além destas saídas profissionais, podes ainda seguir uma carreira na área do ensino. Além de poderes dar aulas de música na escola (tanto no ensino básico, como secundário – correspondente ao ensino fundamental e médio no Brasil), podes ainda dar aulas em conservatórios, academias e escolas de música.

Tens ainda a possibilidade de dar aulas em casa, ou a partir da internet, tanto individuais como em grupo.

Como entrar na carreira de Clarinetista?

Se queres tornar-te um clarinetista de referência, fazer parte de uma grande orquestra, ou seguir uma carreira na área do ensino, então a melhor opção para entrares nesta carreira é com um curso superior na área da música.

O estudo da música é longo e complexo, mas é fundamental se queremos, de facto, ensinar futuros músicos, ou se queremos fazer parte de um grande projeto musical.

Além de aprenderes muito sobre música, um curso superior é excelente para conheceres outras pessoas do meio artístico, as quais podem ser uma porta de entrada para o mercado de trabalho.

O mundo artístico funciona muito à base das recomendações e indicações de pessoas. Por isso, quanto mais pessoas do meio conheceres, mais chances terás de conseguir uma oportunidade.

Onde estudar para Clarinetista?

Como dissemos, o curso superior de música é muito importante para te tornares um clarinetista de sucesso. Por isso, reunimos aqui algumas instituições de ensino que oferecem esta formação. Ora vê!

Portugal:

Brasil:

Se o teu sonho é seres um clarinetista, então não desistas. Por muito que te digam que essa escolha não é a melhor para ti, ou que tens potencial para muito mais, lembra-te que estamos a falar do teu futuro e da tua felicidade. Por isso, luta sempre por aqui que queres. Sucesso!

Partilhar Post

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Scroll to Top