Designer de Iluminação

Designer de Iluminação

O designer de iluminação, também conhecido como iluminador, é o profissional que trabalha nos projetos de luz em artes cénicas. Não vamos confundir aqui com o arquiteto de iluminação (light designer), o qual trabalha com projetos de luz em projetos de iluminação residencial (design de interiores), embora também seja, muitas vezes, denominado de iluminador.

Outros nomes para esta profissão: Iluminador, lighting designer

  • Modalidades: Presencial, Ar Livre
  • Ordenado Médio Mensal: 1000€ - 1500€
  • Empregabilidade: Média
  • Tipo de trabalho: Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Desenho, História da Cultura e das Artes, Materiais e Tecnologias, Oficina de Artes
  • Idiomas: Inglês, Português

As profissões ligadas à cultura e espetáculos sempre causam grande curiosidade. Mesmo pessoas que não têm uma “veia artística” ficam curiosas para saber o que está por “trás dos panos”.

A verdade é que este é um mundo cheio de mistério e magia. Por isso é que são muitas as pessoas que, mesmo sem nenhum talento à primeira vista, procuram entrar neste mundo artístico.

Uma das profissões dentro das artes cénicas é precisamente a de designer de iluminação. Embora faça parte dos “bastidores”, é um dos profissionais mais importantes no mundo do espetáculo.

Ficaste com vontade de saber mais sobre ela, certo? Então estás no sítio certo! Aqui vamos mostrar-te o que faz um designer de iluminação, quais as funções que tem no seu dia a dia, quais são as saídas no mercado de trabalho e o que precisas fazer para entrar nesta carreira.

Vamos?

O que faz um Designer de Iluminação?

O iluminador, ou designer de iluminação, é a pessoa que desenvolve os projetos de iluminação para espetáculos (teatro, música, circo, entre outros). Mais do que operar a mesa de luzes, ele desenvolve todo o projeto de iluminação do espetáculo, pensado ao detalhe, para cada momento do show.

A área da iluminação cénica tem crescido muito nos últimos anos, muito pelos maiores conhecimentos que temos na área, mas também pela importância crescente dos efeitos visuais em espetáculos ao vivo.

O teatro, espetáculos musicais e de circo são, sem dúvida, os mais associados ao trabalho do iluminador. No entanto, também é possível desenvolver projetos de iluminação para espetáculos de dança, bailados, eventos corporativos e exposições de arte.

Em alguns desses casos, é possível trabalhar com arquitetos e engenheiros para que, juntos, consigam obter um melhor resultado.

Resumindo, o designer de iluminação elabora e desenvolve projetos luminotécnicos, sem ter uma área de atuação específica.

Quais as suas funções

O designer de iluminação tem como principal função tratar do desenho de luzes dentro das artes cénicas. Isto implica conhecimentos técnicos sobre os equipamentos, tanto ao nível de hardware como de software.

Além disso, é preciso ter uma noção estética muito elevada, para adaptar os desenhos de luzes aos diferentes projetos artísticos. Como sabemos, espetáculos diferentes pedem efeitos visuais distintos. Não temos o mesmo desenho de luzes para um bailado e para um espetáculo de música ao vivo de rock.

Para que o projeto final seja perfeito, os designers de iluminação trabalham com o técnico de iluminação, assim como com os roadies.

Saídas no Mercado de Trabalho

O designer de iluminação pode desenvolver projetos luminotécnicos para diferentes tipos de espetáculo, artes cénicas e arte em geral, como, por exemplo:

  • Espetáculos de música ao vivo
  • Espetáculos de dança
  • Bailados
  • Musicais
  • Óperas
  • Teatro
  • Espetáculos de circo

Embora esta profissão esteja associada à cultura (e como sabemos esta é sempre uma área que carece de investimento e apoios), a verdade é que existe um bom mercado de trabalho para os iluminadores.

No Brasil, existem ainda poucos iluminadores qualificados e formados na área. Como tal, as oportunidades para aqueles que conseguem uma formação são muito maiores.

É importante deixarmos aqui a informação de que a maioria dos designers de iluminação trabalham como autónomos (freelancers). Tratando-se de um trabalho temporário e, muitas vezes, para entidades diferentes, não faria sentido fazer um contrato de trabalho.

Como entrar na carreira de Designer de Iluminação?

Para entrar na carreira de designer de iluminação não é exigida uma formação superior na área. Mas, como todos sabem, um bom currículo faz a diferença na hora de conseguir um trabalho. Um curso na área do Som e Iluminação é, por isso, uma forma de conseguir boas vantagens.

Como este é um trabalho muito visual, o ideal é teres já um portfólio para anexar ao teu currículo ou para mostrares nas entrevistas. Durante a formação vais poder já trabalhar nesse sentido, reunindo todos os projetos luminotécnicos que fores fazendo.

Os estágios são também uma oportunidade de entrares no mercado de trabalho com o pé direito. Como se trata de um trabalho artístico, o “boca a boca” e as indicações são muito importantes. Por isso, dá sempre o melhor de ti em cada projeto.

Onde estudar para Designer de Iluminação?

Portugal:

Brasil:

O teu sonho sempre foi trabalhar no meio das artes? Ficaste interessado em seguir a profissão de designer de iluminação? Então estuda bastante porque pode ser um bom futuro profissional para ti. Com toda a certeza vais ter grande sucesso!

Partilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top