Educador de Infância (Educação Infantil)

Educador de Infância (Educação Infantil)

Resumo da profissão

Modalidades:

Presencial

Matérias relacionadas:

Línguas Literatura Matemática

Idiomas:

Inglês, Português

O Educador de Infância (Portugal), Professor de Educação Infantil (Brasil), é aquele profissional que se encarrega do acompanhamento de crianças em idade pré-escolar.

Estes profissionais desempenham, atualmente, um papel fundamental no crescimento e desenvolvimento das crianças, ainda mais com as mudanças das rotinas na modernidade. Se, há uns anos, o acompanhamento das crianças era feito pelos pais, hoje em dia, com a entrada forte da mulher no mercado de trabalho, as crianças passam muito mais tempo com os educadores do que com os seus pais.

Esse novo panorama veio trazer, sem dúvida, um enorme desafio para todos os profissionais da educação, que adotam, agora, novos papéis, e tão importantes para a sociedade!

Devemos notar, assim, que o papel dos educadores de infância não é o de educar as crianças. Esse continua a ser o papel dos pais. O seu maior papel é o de acompanhar os mais novos e estimular as suas competências motoras, psicológicas e emocionais. 

Se gosta de crianças, então esta pode ser uma excelente opção para a sua carreira. Além de conviver com crianças o dia todo, poderá ajudá-las no seu desenvolvimento, o que lhe trará uma enorme satisfação pessoal.

Se quer saber mais, então continue a ler este artigo e saiba o que estes profissionais fazem no seu dia a dia, quais as funções que desempenham, quais são as saídas no mercado de trabalho, e tudo o que precisam fazer para entrar nesta carreira.

O que faz um Educador de Infância (Professor de Educação Infantil)?

O Educador de Infância, ou Professor de Educação Infantil, trabalha em quatro dimensões distintas, mas complementares:

  • Profissional, social e ética
  • Participação na escola e na comunidade
  • Desenvolvimento da aprendizagem e ensino
  • Desenvolvimento profissional para o futuro

Para poderem desenvolver todas estas dimensões, o profissional fica responsável por organizar o ambiente em que trabalham com as crianças, planificar as atividades que farão ao longo de todo o ano, mas também avaliar, caso a caso, as competências das crianças, de forma a ajudá-las no seu desenvolvimento.

Eles são, na prática, responsáveis pelas crianças que têm nas suas classes, podendo incluir crianças dos 4 meses aos 5 anos. Ao longo do ano, este profissional fica encarregue de aplicar todas as estratégias e meios educativos para que os seus alunos tenham um bom desenvolvimento, tanto ao nível motor, como psíquico, afetivo, moral, social e intelectual.

Ele acompanha as crianças de forma individual, olhando para a sua evolução, e traçando estratégias para, assim, melhorar o seu desenvolvimento. Ele conhece as capacidades de cada criança, os seus interesses, assim como as suas dificuldades e, desta forma, traça as melhores estratégias para ajudá-los no seu desenvolvimento pessoal.

O educador de infância também estabelece uma relação próxima com os pais, para que o desenvolvimento da criança se dê da melhor forma e para que estes estejam envolvidos em todo o processo.

Quais as suas funções

A principal função do educador de infância (Professor de Educação Infantil) é, sem dúvida, garantir o pleno e integral desenvolvimento das crianças, tanto individualmente, como em grupo. Para tal, ele necessita conhecer os estádios de desenvolvimento para poder traçar o melhor caminho para o desenvolvimento. Além disso, deverá ter uma aptidão natural para lidar com os mais novos, tanto bebés, como crianças pequenas.

Durante o acompanhamento das crianças que tem a seu cargo, o educador deverá pensar as melhores estratégias a implementar no grupo, com tarefas criativas que estimulem todas as crianças.

Saídas no Mercado de Trabalho

Em Portugal, a maior parte dos educadores de infância atuam em escolas públicas (as que têm creches e jardins de infância). Outra parte é contratada por colégios privados, creches privadas e jardins de infância privados. 

É certo que esta é uma área que enfrenta, atualmente, um enorme desafio. Se, há uns anos, havia falta destes profissionais, agora temos um excesso destes. O problema agrava-se com a diminuição constante da natalidade, o que leva a menos crianças e, consequentemente, menos vagas de trabalho para estes profissionais. 

Apesar disso, temos assistido à contratação de educadores de infância por parte de algumas grandes empresas, para ficarem com as crianças enquanto os seus pais estão a trabalhar, como é o caso do Pingo Doce, ou da TAP, por exemplo. Esse cenário veio trazer alguma esperança para os profissionais, que veem as suas oportunidades de emprego aumentarem um pouco, embora ainda insuficiente.

No Brasil, o cenário é bastante diferente. A natalidade continua elevada e, ao mesmo tempo, começa-se a perceber uma maior participação da mulher no mercado de trabalho. Isso quer dizer que a demanda por professores de educação infantil é alta.

Além de atuarem em escolas (públicas e privadas), podem exercer as suas atividades em Organizações Não Governamentais, hospitais, órgãos públicos, entre outros.

Como entrar na carreira de Educador de Infância (Professor de Educação Infantil)

Para entrar na carreira de educador de infância em Portugal precisa concluir o curso superior específico. Com o processo de Bolonha, passou a ser obrigatória a conclusão da Licenciatura em Educação Básica, o qual tem a duração de 3 anos, assim como um mestrado em:

  • Educação Pré-escolar (com duração de um ano e meio)
  • Ensino do 1º CEB (com duração de um ano e meio)
  • Educação Pré-escolar e Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico (com duração de três anos)

A maioria das Escolas Superiores de Educação em Portugal têm este curso, assim como alguns Institutos.

No Brasil, embora ainda existam muitos profissionais não qualificados a atuarem na área da educação infantil, é fundamental ter a graduação em Pedagogia, até porque é obrigatório o diploma se quiser trabalhar em escolas, órgãos públicos, ONG’s, entre outros cargos de consultoria e assessoria, por exemplo.

Ter uma especialização em educação infantil é uma mais-valia, pois é ela que servirá como critério de desempate de candidatos para uma mesma vaga.

Onde estudar Educação Pré-Escolar / Pedagogia

Portugal:

Universidade Portucalense Infante D. Henrique

Brasil:

Se quer ser educador de infância (Professor de Educação Infantil), não desista! O seu sonho pode tornar-se realidade! Basta dedicar-se aos estudos e adquirir o máximo de competências para exercer a sua profissão de forma plena! Ao sucesso!

Partilhar Post

12 comentários em “Educador de Infância (Educação Infantil)”

  1. Avatar
    Alexandre Santos Varela Costa

    Boa tarde, como estão?

    Eu possuo uma licenciatura em Anatomia Patológica, Citológica e Tanatológica no entanto devido vários factores acabei por trabalhar na área de educação e dar AECs no ensino primário. Função que ainda faço.

    Queria perguntar, caso se aplique, como posso dar o pulo e dar aulas sem ser as AECs?

    É possível fazer algum tipo de pós-graduação e começar a dar aulas a sério?

    Caso seja possível, pode ajudar-me, por favor, e indicar-me onde posso fazer a pós graduação?

    Adoraria começar uma carreira nova a educar miúdos.

    Desde já agradeço a disponibilidade e atenção

    1. Guia das Profissões
      Guia das Profissões

      Olá Alexandre.

      Agradecemos o testemunho. Gostamos sempre de saber o que pensam os nossos visitantes e de conhecer as suas dúvidas.

      Quanto às perguntas que fazes, é perfeitamente possível dar esse “pulo” de que falas. É tudo uma questão de procurares capacitar-te da melhor forma. Para passares a Professor, precisas de ter formação superior em Ensino, com exceção de algumas áreas onde há falta de docentes como é o caso de TIC (Tecnologias de Informação e Comunicação). Nestes casos, as escolas podem procurar pessoas com experiência profissional ou com formação na área sem ser na vertente de Ensino. Mas são casos muito raros.

      Para saberes como entrar na carreira de Professor, aproveita para ler este artigo onde está tudo explicado.

      Esperamos ter ajudado a esclarecer a dúvida. E estamos certos de que serás um ótimo Professor!

      Obrigado e felicidades!

        1. Guia das Profissões
          Guia das Profissões

          Olá Vanessa.

          O primeiro passo é procurar a formação certa. Como diz no conteúdo acima, para ser Educador de Infância em Portugal precisa concluir o curso superior específico e no Brasil, tem de ter a graduação em Pedagogia.

          Portanto, começa já hoje a cuidar da tua formação! Ficamos a torcer pelo teu sucesso.

  2. Avatar
    Amandine Ferreira

    Bom dia,

    Tenho uma licenciatura em Língua, literatura e civilização Portuguesa em França.
    Queria perguntar, caso se aplique, como posso dar aulas?
    É possível fazer algum tipo de pós-graduação e começar a dar aulas a sério?

    1. Guia das Profissões
      Guia das Profissões

      Olá Amandine.

      Em Portugal, para seres Professor de Literatura Portuguesa no ensino secundário tens de fazer o mestrado em Literatura Portuguesa Moderna e Contemporânea.

      Se quiseres dar aulas na Universidade, tens de fazer um doutoramento.

      Mas podes encontrar aqui mais informações sobre como ser Professor de Literatura Portuguesa.

      Esperamos ter ajudado e desejamos-te muito sucesso!

  3. Avatar
    Hirossema Venceslau Machava

    Olá, sou moçambicana, estudante de Desenvolvimento e Educação de Infância na Universidade Eduardo Mondlane.
    Gostaria de saber se nas instituições de ensino superior acima mensionada oferecem mestrado em Psicologia das Necessidades Educativas Especias?
    Se sim, como faço para obter uma bolsa de estudos completa?

    1. Guia das Profissões
      Guia das Profissões

      Olá Hirossema.

      Não estamos em condições de responder a essa questão, pois não trabalhamos diretamente com as instituições de ensino referidas. Assim, só podemos sugerir que contactes essas instituições que podem responder-te às tuas dúvidas. Os respetivos contactos devem surgir nos seus sites.

      Esperamos ter ajudado e desejamos-te muito sucesso!

  4. Avatar

    Olá, sou licenciada em Turismo e tenho experiência a trabalhar com crianças! Há alguma hipótese de ser chamada por um Jardim de infância ou escolas de 1° ciclo?
    Artigos muito esclarecedores, parabéns!

    1. Guia das Profissões
      Guia das Profissões

      Olá Joana Santos.
      Desde já, agradecemos o teu feedback e ficamos felizes por termos ajudado com informação útil.
      Quanto à tua questão, em Portugal, para trabalhares como educadora de infância tens de fazer a licenciatura em Educação Básica e optar pelo mestrado em Educação Pré-Escolar. Também podes optar pelo mestrado em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico, caso queiras dar aulas no 1º ciclo também. Uma licenciatura em Turismo não te habilita a seguir esta carreira, mesmo com experiência no trabalho com crianças.
      Esperamos ter ajudado e desejamos que conquistes todos os teus sonhos. Sucesso!

  5. Avatar

    Boa noite!
    Obrigada por este artigo! Ajudou-me a perceber o que realmente quero e a esclarecer várias dúvidas. Mas ainda tenho algumas questões.
    Eu gostava muito de ser educadora de infância pelo motivo de ter uma paixão pelas crianças e ver a sua evolução. Das universidades mencionadas, qual seria a mais adequada para educadora de infância no Porto? Envolve matemática? Consideram um curso difícil de tirar?
    Obrigada <3

    1. Guia das Profissões
      Guia das Profissões

      Olá Mariana.

      Não estamos em condições de dar indicações/referências quanto às universidades mais adequadas para qualquer que seja o curso. Não é essa a nossa área de atuação. Apenas procuramos informar os nossos utilizadores sobre as opções existentes no mercado.

      Quanto às outras dúvidas, a dificuldade do curso depende da própria capacidade de cada aluno. Mas, pelo que sabemos, esta área não exige conhecimentos de Matemática complexa.

      Em todo o caso, deves avaliar os programas de cada curso em universidades diferentes, comparando as temáticas analisadas em cada um para fazeres a melhor escolha em função das tuas competências.

      Aproveita para ler: “Como saber que curso escolher? 10 passos que ajudam

      Esperamos ter ajudado e desejamos-te muito sucesso!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *