Embalsamador

Embalsamador

Algumas profissões são estranhas, e quase ninguém quer seguir, mas algumas são muito bem pagas, como é o caso do embalsamador! A morte ainda é um tabu para muitos, e por isso as profissões que lhe estão associadas acabam por ser esquecidas.

Outros nomes para esta profissão: Tanatoprator

  • Modalidades: Presencial
  • Ordenado Médio Mensal: 1000€ - 1500€
  • Empregabilidade: Média
  • Empregabilidade: Trabalho Solitário, Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Biologia, Física, Materiais e Tecnologias, Química
  • Idiomas: Inglês, Português

Os nossos pais falam-nos de muitas profissões, mas as que estão relacionadas com mortos não são, de todo, faladas, a não ser que esse seja o negócio da família.

Esta é uma profissão desconhecida por muitos, mas que todos, em algum momento, precisamos. Sem dúvida, este profissional pode ajudar muito as famílias que estão a passar por um momento difícil, e isso é de louvar.

É este sentimento de apoio às famílias que estão a sofrer que motivam as pessoas a seguirem esta profissão. Não existe nada de mórbido, nem de repulsivo, mas antes uma motivação nobre, que pode fazer a diferença na vida das pessoas que estão a passar por um momento complicado e de dor.

Ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, esta não é uma profissão para pessoas duras e frias. É preciso ter empatia com os clientes e muita ternura para dar.

Se ficaste interessado por esta profissão, então continua a ler este artigo! Vamos contar-te como é o dia a dia deste profissional, quais as funções que tem no trabalho, as saídas no mercado de trabalho e o que precisas fazer para entrar nesta carreira.

Vem connosco!

O que faz um Embalsamador?

O embalsamador, ou tanatoprator, tal como o nome indica, trabalha com o embalsamamento de corpos. Este é um processo que permite conservar o corpo e mantê-lo com um aspeto natural.

Este trabalho exige muito conhecimento técnico, pois é preciso seguir uma série de procedimentos para que o embalsamamento seja feito de forma correta.

O procedimento visa retirar o sangue do cadáver e depois substituí-lo pelo líquido de embalsamamento. Isto faz com que a aparência da pessoa falecida fique mais natural e fiel à imagem da pessoa em vida.

O seu trabalho vai muito além de seguir os procedimentos. É preciso estar atento às vontades da família, saber ouvir o que ela pretende e tentar atender a todos os pedidos. Afinal, estamos a falar de um momento muito importante, de despedida, e não existe espaço para erros e deceções.

Para a família, é muito importante que a última imagem que têm de um ente querido seja o mais fiel às lembranças que tem dele em vida. Por isso o embalsamador tem um papel essencial para que essas memórias sejam mantidas.

Se quiseres seguir esta profissão, tens de ser uma pessoa discreta, boa ouvinte, e com tato para lidar com os outros em momentos difíceis.

Apesar de lidar com a morte todos os dias, esta profissão tem um lado humano muito grande e forte. A vontade de ajudar os outros é a grande motivação destes trabalhadores.

É claro que nem todas as pessoas conseguem seguir esta profissão, mas as que realmente se entregam ao seu papel, conseguem perceber a sua importância na vida das pessoas e sentem-se muito realizadas.

Quais as suas funções

A função do embalsamador é embalsamar os corpos para que estes tenham a aparência o mais natural possível. Atualmente a tanatopraxia é a técnica mais usada em todo o mundo.

A injeção de líquidos de embalsamamento permite que a pessoa que faleceu mantenha uma aparência muito próxima com aquela que tinha em vida, e isso permite que a família tenha uma última imagem guardada na memória que não fere.

Sem dúvida, uma das vantagens desta prática é que permite restaurar a face e o corpo em casos de morte por acidente. Assim, a família pode velar o corpo sem ter o caixão fechado, com risco de ferir suscetibilidades.

Além deste papel humano do embalsamador, ele tem também um importante papel sanitário, tendo em conta que ele faz uma desinfeção completa do cadáver, ao destruir os micro-organismos que são responsáveis por desenvolver várias doenças.

É certo que a morte de alguém faz com que vários desses agentes patogénicos morram também, mas outros tantos permanecem vivos, podendo ser contagiosos.

A tanatopraxia oferece segurança nesse sentido, pois elimina todos os micro-organismos do corpo. Assim, a família pode despedir-se do seu ente querido com confiança e sem correr nenhum risco.

Além disso, esta prática elimina odores, permite um período mais alargado de velório, e também evita a contaminação do solo.

O procedimento leva entre 60 e 90 minutos, mas alguns casos mais complexos podem demorar até 4 horas.

Saídas no Mercado de Trabalho

Se existe uma coisa certa nesta vida é a morte. Por isso, o setor funerário nunca passa por crises. Apesar de ser maioritariamente um negócio de caráter familiar, existem várias vagas de trabalho para embalsamador.

Como este é um setor que poucos jovens pensam em seguir, a concorrência para as vagas disponíveis é pouco. Sendo assim, não é difícil conseguir um emprego numa agência funerária.

Como entrar na carreira de Embalsamador

Para entrares na carreira de embalsamador, precisas ter uma especialização em tanatopraxia e embalsamamento. Nesses cursos vais aprender as técnicas mais adequadas para higienização, desinfeção e conservação dos corpos.

É um curso prático, destinado a pessoas que queiram entrar no ramo da funerária, ou para profissionais que já tenham experiência no setor e queiram uma especialização.

Onde estudar Tanatopraxia e Embalsamamento

Portugal:

Brasil:

Se queres ser embalsamador, tens de investir na tua formação profissional. É um pequeno esforço que te vai dar os conhecimentos que precisas para ser um bom profissional. Arriscas?

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima