Engenharia Acústica

engenharia acústica

A Engenharia Acústica é uma ramificação da Engenharia, a qual estuda tudo que está direta e indiretamente relacionado com o som (origem, propagação, controlo, entre outros).

Outros nomes para esta profissão:

  • Modalidades: Presencial
  • Ordenado Médio Mensal: 1000€ - 1500€
  • Empregabilidade: Média
  • Empregabilidade: Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Física, Matemática, Química
  • Idiomas: Inglês, Português

O bem-estar e a proteção da sociedade face à poluição sonora são alguns dos objetivos da Engenharia Acústica, assim como construções que consigam propagar o som de forma eficiente, como teatros, por exemplo. Tem, como base, disciplinas como, por exemplo, a Física, Química e Matemática.

Este ramo da engenharia é, sem dúvida, de uma extrema relevância, tendo em conta a sua utilização e implicação no nosso dia a dia.

Se quer saber mais sobre esta profissão, então continue neste artigo e descubra como é a rotina de um Engenheiro Acústico.

O que faz um Engenheiro Acústico?

Os Engenheiros acústicos desenvolvem projetos e garantem a sua aplicabilidade em áreas distintas como, por exemplo: Vibrações, Acústica Ambiental, Acústica Musical, Acústica Arquitetural, Acústica Submarina, controlo(e) de ruído, Aeroacústica, Engenharia acústica na sociedade, desenvolvimento de softwares específicos da engenharia acústica, entre outras.

Quais as suas funções

São várias as funções de um profissional da engenharia acústica, dependendo da sua área de atuação. De entre elas podemos destacar, por exemplo:

  • Analisar as implicações que o som, nomeadamente o ruído, tem no dia a dia das populações (doenças associadas, cansaço, entre outras)
  • Estudos, medições para projetos acústicos
  • Elaboração de mapas de ruídos ligados ao meio ambiente
  • Designer de estúdios de Tv, gravação áudio, ensaio, entre outros
  • Trabalhos em conceção de instrumentos musicais e equipamento de áudio (eletroacústica)
  • Estudo e implantação de projetos arquiteturais acústicos, isolamentos e tratamento acústico em casas, estabelecimentos comerciais, espaços públicos, entre outros (ligação à engenharia civil)
  • Estudos submarinos, abrangendo refração de fluidos e mecânica dos mesmos, que podem ser utilizados, por exemplo, pela marinha
  • Estudos para tratamento acústico e eliminação da poluição sonora
  • Projetos na área da aeronáutica
  • Aulas de disciplinas relacionadas

Saídas no Mercado de Trabalho

Existe um sem número de saídas e de áreas diversificadas para estes cursos. De entre as mais procuradas, destacamos, por exemplo:

  • Empresas de Estudos Acústicos
  • Empresas de Construção Civil
  • Laboratórios de estudos
  • Empresas de Desenvolvimento de Projetos Navais
  • Empresas de Isolamentos acústicos
  • Investigação
  • Empresas Públicas
  • Indústria Automóvel
  • Investigação
  • Empresas de construção de instrumentos musicais
  • Empresas de construção de equipamentos de áudio
  • Ensino
  • Empresas de isolamento e desenvolvimento de estúdios de audiovisuais
  • Empresas de equipamento de análise de áudio
  • Desenvolvimento de software de análise de áudio
  • Empresas de estudo de impacto social do ruído

Um engenheiro acústico pode trabalhar em qualquer área que tenha um envolvimento, direto ou indireto, com o som.

A consultadoria é, também, uma das múltiplas opções desta área. Cada vez mais profissionais desta área criam os seus próprios empregos, o que pode ser uma vantagem para aqueles que desejam uma profissão mais independente.

A carreira de docência tem um peso substancial nas saídas profissionais desta engenharia, assim como a maioria das profissões ao nível universitário.

A multidisciplinaridade desta valência tem uma ligação estreita com outras engenharias como, por exemplo, a engenharia civil, eletroacústica, ambiental, entre outras.

As exigências de construção em múltiplas áreas, e as alterações legislativas, fazem com que haja uma crescente necessidade do trabalho de estudo, desenvolvimento, assim como de fiscalização dos engenheiros acústicos.

A indústria de instrumentos musicais e equipamentos de áudio permitem que o engenheiro consiga aprimorar e obter o máximo rendimento nos produtos produzidos.

Como entrar na carreira de Engenharia Acústica

O recém-formado em engenharia acústica pode aproveitar a oportunidade do estágio profissional feito no curso, o qual é obrigatório para poder exercer a sua profissão.

O curso em Portugal tem uma duração mínima de 3 anos para licenciatura, enquanto o curso no Brasil tem uma duração média de 5 anos.

Em Portugal, aborda temas como, por exemplo, fenómenos vibratórios, frequências, comprimento e período de onda, energia e potência, acidentes de propagação, psicoacústica, ou acústica arquitetónica.

No Brasil, os temas abordados ao longo do curso seguem a mesma linhagem, embora com pequenas e ligeiras alterações, como, por exemplo, acústica ambiental, acústica nas edificações, controle de ruído, música para engenharia acústica, controle de vibrações, processamento digital de sinais, projeto sonoro, entre outras.

Onde estudar Engenharia Acústica

Brasil

No Brasil existe apenas uma universidade credenciada para lecionar este curso:

Portugal

São múltiplas as oportunidades de aplicação desta engenharia, até porque todos os fenómenos sonoros têm uma ligação estreita com esta engenharia.

Esta Engenharia tem uma grande importância para o bem-estar da população, não só em termos físicos, assim como psíquicos.

A acústica tem uma grande importância nos estudos académicos relacionados com o estudo da música, em escolas, academias, universidades, e conservatórios.

É um ramo da engenharia recente, mas nem isso faz com que seja menos procurada, pois se encontra em plena evolução.

Sem dúvida, esta engenharia recente é fundamental na organização e evolução da sociedade. Devido à recente legislação deste curso, foram criadas comissões para a divulgação, assim como para a implantação desta área.

A aposta na divulgação do curso é o objetivo principal das comissões para angariar mais alunos, porque existe uma procura maior do que a oferta no mercado de trabalho. Ou seja, ainda existem poucos profissionais qualificados na área.

Uma das missões mais nobres do engenheiro acústico é o de zelar pela saúde auditiva das populações, pois é essencial para o bem-estar individual e coletivo. Esse bem-estar está diretamente relacionado com a produtividade das populações.

Sem dúvida, o mundo está constantemente em evolução, e a preocupação com a eficiência sonora é cada vez maior. Faça parte deste desenvolvimento! O futuro e o mundo precisam de profissionais qualificados, e você pode ser um deles!

Invista na sua formação em engenharia acústica e faça parte de um grupo de profissionais capazes de revolucionar o mercado! Contamos com a sua garra!

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima