Engenharia Bioquímica

engenharia bioquímica

A Engenharia bioquímica trabalha com a pesquisa e a aplicação dos diversos processos biológicos e manipulação de biomoléculas para diversos fins, entre eles: a produção de combustíveis, de medicamentos e a transformação de alimentos.

Outros nomes para esta profissão: Engenheiro bioquímico

  • Modalidades: Presencial
  • Ordenado Médio Mensal: 1500€ - 2000€
  • Empregabilidade: Média
  • Empregabilidade: Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Biologia, Física, Matemática, Química
  • Idiomas: Inglês, Português

O engenheiro bioquímico pode atuar em diversas áreas, como, por exemplo, a química, médica, alimentar, farmacêutica, agrícola e cosmética.

O curso de engenharia bioquímica forma profissionais altamente qualificados, sendo que eles adquirem conhecimentos interdisciplinares, envolvendo áreas da engenharia química, bioquímica, assim como biologia.

Neste artigo vamos mostrar qual o dia a dia de um engenheiro bioquímico, quais as suas áreas de atuação, as suas funções, as saídas no mercado de trabalho, assim como pode ingressar nesta carreira fascinante!

O que faz um engenheiro bioquímico?

O engenheiro bioquímico coloca na prática todos os seus conhecimentos em pesquisa bioquímica para aplicar em diversos ramos de atuação.

A sua formação permite que ele use de processos físicos e químicos para aplicá-los nos processos industriais na área da saúde, farmácia, combustíveis, alimentar, cosmética, entre outros.

Indústria

O profissional de engenharia bioquímica a atuar na área da indústria tem como função principal controlar a qualidade de todas as etapas produtivas, fazer a monitorização de todos os equipamentos, mas também trazer inovação para a indústria.

Agroindústria

Se preferir atuar na agroindústria, será responsável por melhorar todo o processo de produção pecuária, mas também será responsável por desenvolver e criar bioinseticidas.

Médica

A atuação da engenharia bioquímica na área médica diz respeito à produção de vacinas, assim como ao desenvolvimento de novos métodos de diagnóstico para várias doenças.

Farmacêutica

Atuando na área farmacêutica, este profissional será responsável por auxiliar, assim como acompanhar a produção dos medicamentos já existentes.

Quais as suas funções

O engenheiro bioquímico pode atuar em diversas áreas, e as suas funções variam muito de acordo com elas. Vejamos as principais:

  • Alimentação – O engenheiro é responsável por acompanhar os sistemas produtivos, como o caro da fermentação, por exemplo.
  • Biocombustíveis – O profissional acompanha toda a produção dos biocombustíveis e da bioenergia.
  • Meio ambiente – O formado em engenharia bioquímica pode atuar em prol do meio ambiente ao acompanhar o tratamento e descarte de substâncias poluentes.
  • Agricultura – Desenvolve e produz bioinseticidas e outros agentes para controlar pragas agrícolas.
  • Saúde e farmácia – Neste caso, ele acompanha toda a produção de medicamentos (farmácia), trabalha na elaboração de vacinas, assim como no desenvolvimento de novos métodos de diagnóstico.

Para poder exercer as suas funções corretamente, é fundamental que o profissional se mostre apto em ciências exatas, mais especificamente Química, Biologia e Matemática, mas também deverá reunir uma série de competências e características pessoais, como:

  • Habilidade comunicativa
  • Raciocínio lógico
  • Domínio do idioma inglês
  • Facilidade em tecnologias, com especial domínio da informática
  • Capacidade de liderança

Saídas no Mercado de Trabalho

Os profissionais formados em engenharia bioquímica são muito requisitados no Brasil, especialmente empresas que impliquem processos fermentativos e enzimáticos.

Sendo assim, podemos destacar determinadas indústrias, como:

  • Produção de alimentos, como queijos, iogurtes, cerveja, vinhos, entre outros.
  • Farmácia
  • Saúde
  • Agroindústria
  • Combustíveis

Em Portugal, estes profissionais não são muito procurados, mas existe uma grande possibilidade de emprego em vários países europeus, cuja procura é elevada.

Como entrar na carreira de engenharia bioquímica

Para poder exercer na área da engenharia bioquímica, é preciso ter o ensino superior na área.

Portugal:

O curso de engenharia química e bioquímica em Portugal é de 5 anos. Durante os primeiros três anos, os alunos podem contar com disciplinas muito teóricas, ligadas às ciências exatas, como, por exemplo, biologia, física, química e matemática. Nesta altura, eles também vão ganhando familiaridade com os conceitos da engenharia química e bioquímica.

Nos últimos dois anos, os alunos terão a oportunidade de aprofundar os seus conhecimentos e competências, mas mais focados nos conceitos e práticas da engenharia bioquímica. Assim, conseguem ter maiores e mais amplos conhecimentos nas áreas ambiental, de gestão industrial, bioprocessos e de materiais.

A conclusão do curso implica ainda um estágio profissional durante o último semestre.

Brasil:

Para atuar como engenheiro bioquímico no Brasil, é necessário, para além do diploma de ensino superior, o registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA).

O curso em si tem a duração de 5 anos e é focado em disciplinas de ciências exatas, mas sempre adaptadas para a engenharia, como a física, química, cálculo e probabilidade. Os alunos terão ainda a possibilidade de aprofundar os seus conhecimentos em bioquímica, microbiologia, processos de fermentação, aeração, esterilização e enzimas.

Onde estudar engenharia bioquímica

Portugal:

Brasil:

Este é um curso ainda relativamente recente no Brasil, por isso tem disponível o curso em somente duas universidades públicas:

Se não tiver possibilidade de ingressar nestas duas universidades, poderá tentar cursos que estejam relacionados, os quais permitem a atuação na área, como Engenharia Química, Farmácia ou Química.

A engenharia bioquímica é uma área muito versátil, com uma grande procura por parte do mercado de trabalho, quer na área da indústria, como de serviços, de tecnologia, investigação, gestão, controlo de qualidade e até ambiental.

Sendo assim, é impossível que o engenheiro bioquímico não encontre um lugar perfeito para exercer a sua profissão!

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima