Escultor

Escultor

O escultor é aquele que faz figuras a três dimensões com vários tipos de materiais, como, por exemplo, madeira, metal, pedra, barro, entre outros. A escultura é uma das várias formas de arte, a qual representa imagens plásticas em relevo.

Outros nomes para esta profissão:

  • Modalidades: Teletrabalho, Presencial
  • Ordenado Médio Mensal: Mínimo - 1000€
  • Empregabilidade: Baixa
  • Empregabilidade: Trabalho Solitário
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Geometria Descritiva, História da Cultura e das Artes, Materiais e Tecnologias, Multimédia, Oficina de Artes
  • Idiomas: Inglês, Português

Esta é uma profissão difícil, muito pela falta de oportunidades e apoios por parte do Estado, assim como qualquer outra arte no país. No entanto, os escultores conseguem fazer outro tipo de trabalhos, como o restauro, por exemplo, que faz com que existam maiores oportunidades de rendimento.

Este é um trabalho manual e que exige que tenhas grande habilidade com ferramentas. Além disso, tens de ter senso estético e talento para as artes visuais e manuais.

Se estás interessado em seguir esta carreira artística, então continua a ler este artigo porque vamos mostrar-te tudo o que precisas saber!

Curioso?

Vem connosco!

O que faz um Escultor?

O escultor faz peças de arte em três dimensões, usando diversos materiais e técnicas de trabalho. A escultura é a quarta das artes clássicas, a qual ilustra e representa imagens em relevo, seja ele total, ou parcial. Para criar as esculturas, tens à tua disposição várias técnicas para trabalhar os diferentes materiais, entre as quais podemos mencionar:

  • Fundição
  • Cinzelação
  • Moldagem
  • Aglomeração

De entre os materiais mais fáceis de trabalhar destacamos a argila, a madeira e a cera. No entanto, quando falamos de obras de arte que se querem mais duradouras, os melhores materiais são o mármore e o bronze, por exemplo.

Inicialmente, a escultura surgiu para representar o corpo humano, ou então para representar as divindades de forma antropomórfica. Hoje em dia, a escultura vai bem mais além da representação do corpo humano, podendo representar uma série de coisas, ou até nada em concreto!

Se no início a pedra e a madeira eram os materiais mais usados na escultura, depois passou-se a usar metais, como o bronze, por exemplo, e hoje trabalha-se com o diverso tipo de materiais, mesmo os mais estranhos, como gelo e areia, por exemplo.

Quais as suas funções

O escultor tem várias tarefas e funções, sendo que estas podem variar, é claro, do trabalho que está a fazer. No entanto, podemos referir aqui:

  • Criar figuras em 3D abstratas, representativas ou decorativas
  • Fazer um esboço da obra
  • Fazer um modelo à escala em material manejável, tendo como inspiração a obra original ou a própria imaginação
  • Modelar formas em madeira, barro, gesso, pedra, metal, entre outros materiais
  • Talhar, moldar, recortar, soldar e montar os objetos da obra

Para o seu trabalho, os escultores usam quatro técnicas principais. Vejamos quais!

  • Moldagem – Normalmente usa-se a argila para fazer a moldagem. Trata-se do uso de um molde para criar a forma da obra.
  • Cinzelação – Os metais são muito usados nesta técnica, como o bronze, o ouro e a prata, por exemplo. Trata-se da aplicação das peças metálicas na escultura.
  • Fundição – É a técnica que dá forma aos materiais para formar a obra final
  • Aglomeração – Esta técnica diz respeito à organização de partículas pequenas, uma ao lado da outra, até formarem o objeto final

Se queres ser um bom escultor, tens de ter uma série de características pessoais que te permitam ser bom naquilo que fazer.

Ser detalhista, por exemplo, é uma característica essencial daqueles que querem ser escultores. Além disso, e como é óbvio, tens de ser alguém criativo e observador.

A paciência é uma virtude, já diziam os antigos, e na escultura não é diferente. A obra não fica finalizada da noite para o dia, e pode implicar fazer, refazer, e voltar a fazer. Além disso, falamos de um trabalho muito minucioso. Então, tens de ser uma pessoa paciente.

Saídas no Mercado de Trabalho

O escultor pode trabalhar com as suas próprias exposições em galerias de arte e museus. Sem dúvida, esse é o sonho de todos aqueles que estudam Artes Plásticas. No entanto, esta não é a única opção no mercado de trabalho, nem a mais fácil de conseguir!

Uma das opções é trabalhar na restauração de esculturas e monumentos, tanto públicos como privados. Como existem muitos monumentos e obras de arte a precisar de restauro, procurar trabalho nesta área pode, sim, ser uma das melhores opções para entrares no mercado de trabalho.

Além disso, também podes trabalhar na criação de modelos e adereços diversos para várias e diferentes aplicações e funções.

Existe ainda a possibilidade de dares aulas para os mais jovens nas escolas públicas, ou então para pessoas que queiram aprender um pouco sobre esta arte como passatempo em escolas privadas ou até por conta própria.

Como entrar na carreira de Escultor?

Apesar de não ser obrigatório ter uma formação em artes, se queres dominar a quarta arte clássica, o melhor é, sim, estudares com os melhores! Frequentar a faculdade de Belas Artes, com especialização em Escultura, vai dar-te uma bagagem de conhecimentos muito grande, não só prática, como teórica.

Além disso, se quiseres ter trabalho como professor, ou então como restaurador, precisas mesmo de ter este curso. Caso contrário, nunca conseguirás uma colocação nessas vagas de trabalho.

Onde estudar Escultura?

Portugal:

Brasil:

Se queres tornar-te escultor, então não deixes de estudar sempre mais e mais. Aperfeiçoa-te mais a cada dia que passa, trabalha muito, dedica-te bastante… Com toda a certeza vais conseguir alcançar o sucesso!

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima