Fisioterapeuta

Fisioterapeuta

O fisioterapeuta é o profissional que ajuda a tratar lesões e problemas musculares. É ele que faz com que recuperemos os movimentos nos nossos membros superiores e inferiores, através de exercícios físicos e massagens. Além disso, ele também ajuda a prevenir lesões e doenças causadas pela nossa profissão (doenças ocupacionais).

Outros nomes para esta profissão:

  • Modalidades:
  • Ordenado Médio Mensal: 1500€ - 2000€
  • Empregabilidade: Média
  • Empregabilidade: Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Biologia, Física, Matemática, Química
  • Idiomas: Inglês, Português

Muitas vezes, os médicos sugerem que os seus pacientes sejam acompanhados por fisioterapeutas, que aceleram a recuperação em complemento com a medicação.

Se quer seguir a carreira de fisioterapia, descubra aqui como é a rotina de trabalho destes profissionais, assim como as funções que desempenha, as saídas no mercado de trabalho e como entrar nesta carreira.

O que faz um Fisioterapeuta?

Este profissional efetua um diagnóstico fisioterapêutico, fazendo uma análise dos exames médicos, de forma a ter uma percepção do estado geral de saúde do paciente, assim como para identificar possíveis lesões. Além disso, ele faz uma observação clínica dos movimentos do paciente, de forma a perceber se existe alguma dificuldade motora, ou se existe a presença de dor em repouso ou em movimento.

Depois do diagnóstico feito, o fisioterapeuta indica o melhor tratamento a ser feito, o qual depende da condição clínica do paciente, assim como da lesão.

O tratamento pode ser por meio de aplicação de massagens, tratamentos à base de frio e calor, exercícios físicos e exercícios na água.

Especialmente na primeira parte do tratamento, a presença do fisioterapeuta é fundamental, o qual acompanha todos os movimentos do paciente e dá orientações para que tudo seja feito corretamente.

Posteriormente, o paciente poderá fazer exercícios sozinhos, em casa, de forma otimizar os resultados.

O profissional deve fazer uma reavaliação do paciente, de forma regular, para poder determinar se existe uma melhoria no quadro geral, e para poder ajustar o tratamento de acordo com os resultados obtidos.

Quais as suas funções

As funções do profissional de fisioterapia depende grandemente da sua área de atuação. No entanto, a sua maior função é, sem dúvida, ajudar os pacientes a recuperar de lesões que causem dor e impossibilitem movimentos na sua rotina.

Vejamos agora o que faz este profissional em cada área de atuação.

Saúde preventiva

O fisioterapeuta, além de tratar lesões já existentes, pode atuar na prevenção dessas lesões, trabalhando com relaxamento muscular, alongamentos e exercícios de respiração.

Neste caso, deverá conhecer muito bem quais os hábitos de cada paciente, os desportos (esportes) e exercícios físicos que pratica e qual a frequência, qual a profissão de cada um, se é um trabalho sedentário ou ativo, e também movimentos contínuos da profissão que possam causar lesões.

Depois de feito um diagnóstico completo, deverá propor determinados procedimentos para relaxar os músculos, corrigir possíveis posturas erradas, pode ainda aconselhar alongamentos antes e depois do trabalho, assim como alguns exercícios.

Fisioterapia do trabalho

Esta é uma área que foca na prevenção de lesões e na manutenção da saúde dos trabalhadores.

O fisioterapeuta, aqui, tem de conhecer profundamente as atividades que cada um dos trabalhadores desempenha, de forma a poderem orientar para uma postura correta e o correto exercício da força em cada uma das tarefas desenvolvidas.

Poderá também fazer um plano de ginástica laboral, com um horário determinado dentro da empresa para fazer exercícios com os trabalhadores.

Aqui, também elabora relatórios ergonómicos, assim como pode propor determinadas melhorias para o ambiente de trabalho.

Fisioterapia desportiva (esportiva)

O fisioterapeuta a atuar nesta área realiza avaliações funcionais nos atletas de forma periódica para poder avaliar o condicionamento físico de cada um deles. Depois de uma avaliação, o profissional indica um tratamento preventivo de acordo com a atividade física de cada um.

É também ele que trata lesões e traumas dos atletas.

Indústria de equipamentos

Se atuar em fábricas e indústrias de equipamentos, este profissional fica responsável por desenvolver novos equipamentos a serem usados na fisioterapia clínica, na recuperação e no tratamento de pacientes.

Fisioterapia neurológica

O fisioterapeuta neurológico trabalha apenas com pacientes que tenham distúrbios neurológicos, como os que sofreram de derrames cerebrais ou paralisias. Depois deste tipo de episódio, muitas vezes os pacientes ficam com os movimentos corporais afetados, como o movimento dos braços e pernas, necessitando da ajuda imprescindível do fisioterapeuta.

Fisioterapia cardiorrespiratória

Nesta área, o profissional trata pacientes com doenças respiratórias ou cardíacas, de forma a tratar e prevenir essas doenças. O trabalho consiste também em melhorar o bem-estar geral dos pacientes, assim como melhorar a sua qualidade da vida.

Saídas no mercado de trabalho

O mercado de trabalho em fisioterapia é, sem dúvida, muito amplo, tendo em conta que ele pode trabalhar em diversas áreas.

No entanto, o mercado de trabalho em Portugal e no Brasil está também muito saturado e a concorrência é feroz, especialmente nas grandes cidades.

A maior parte destes profissionais trabalha em clínicas de fisioterapia, hospitais, e também, nos últimos anos, têm sido muito procurados por empresas privadas para fisioterapia do trabalho.

É também possível trabalhar como profissional liberal, assim como seguir a carreira académica.

Tendo em conta a grande concorrência neste mercado, aconselha-se que os profissionais tirem especializações depois de concluírem o curso.

Como entrar na carreira de fisioterapeuta

Para entrar nesta carreira precisa ter o curso universitário de fisioterapia. No Brasil, poderá tirar o bacharelado com duração média de 5 anos. Em Portugal, a licenciatura tem a duração de 6 anos.

Ao longo do curso, poderá aprender sobre diversas matérias generalistas, como:

  • Anatomia, saúde pública, biologia, fisiologia, entre outras.

Além disso, uma boa parte do curso é dedicada a disciplinas específicas da área de atuação, como por exemplo:

  • Ortopedia, traumatologia, cardiologia, pneumologia, neurologia, entre outras.

O curso tem também uma vertente muito prática, na qual o aluno aprende várias técnicas de tratamento usadas, como por exemplo:

  • Termoterapia, massoterapia, hidroterapia, entre outras.

Onde estudar Fisioterapia

Portugal:

Brasil:

Está decidido a tornar-se um fisioterapeuta? Então, não perca tempo e foque nos seus estudos. O futuro poderá ser, sem dúvida, brilhante!

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima