Florista

Florista

O florista faz arranjos de flores e vende para o público esses arranjos. Por isso, ele precisa ter muita habilidade com as mãos e criatividade para fazer arranjos bonitos e diferentes. Então, também tem de ter bom senso estético.

Outros nomes para esta profissão:

  • Modalidades: Presencial, Ar Livre
  • Ordenado Médio Mensal: Mínimo - 1000€
  • Empregabilidade: Média
  • Empregabilidade: Trabalho Solitário, Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Materiais e Tecnologias, Oficina de Artes
  • Idiomas: Inglês, Português

Sem dúvida, as flores estão na nossa vida de uma forma muito presente, e trazem-nos uma imagem muito bonita e romântica também. As cores variadas e os diferentes perfumes encantam qualquer pessoa.

Não é à toa que muitos artistas se inspiram nestas plantas, como pintores, escultores, escritores e músicos, por exemplo. É a beleza da natureza por si só que nos deixa apaixonados. E é uma beleza tão delicada e suave que não há quem não encontre inspiração nelas!

Se gostas de flores, se tens bom senso estético e adoras lidar com plantas, então esta pode ser uma boa profissão para seguires.

Outra condição é, como é lógico, não ser alérgico a flores e pólen, ou então vais andar a tomar antialérgicos e anti-histamínicos a vida toda!

Então, se preenches todos estes requisitos e se estás interessado em seguir esta profissão, continua a ler este artigo porque vamos contar-te tudo o que precisas saber!

Vem connosco!

O que faz um Florista?

O florista vende flores e faz arranjos para vender. Ele precisa conhecer as várias espécies de flores que existem, e tem de conhecer as suas particularidades. Além das flores, ele também precisa conhecer algumas plantas de vasos, porque são muito procuradas também para ter em casa.

Além disso, é preciso ter alguns conhecimentos técnicos de arranjos florais, para dar forma, textura, e volume ao arranjo.

Os bons floristas são pessoas com um interesse muito grande em plantas, em particular em flores. Mas isso não chega! Eles precisam ter bom senso estético, para combinar várias flores e verdes num ramo ou arranjo floral.

Para conseguirem manipular estes seres tão delicados, eles precisam ter boa coordenação motora.

Sem dúvida, montar um arranjo floral não é só uma técnica, mas uma forma de arte! Então é importante que o florista goste realmente daquilo que faz, e sinta que está a dar forma e vida àquelas flores, e que essa forma de arte vai trazer vida e alegria à casa das pessoas.

Não nos podemos esquecer que se trata de um serviço ao público. Sendo assim, seguimos sempre aquela velha máxima “o cliente tem sempre razão”. Além disso, clientes satisfeitos são clientes fiéis. E, como qualquer negócio, é preciso conquistar esses clientes para tornar o negócio viável e lucrativo.

Por isso é tão importante que o florista realmente se dedique ao seu trabalho. Cada arranjo deve ser feito com muito capricho e, principalmente, com muito amor!

Para além dos arranjos, é importante que os floristas saibam comunicar com gentileza e educação. O contacto direto com o público exige isso!

Quais as suas funções

O florista tem como função principal fazer arranjos de flores. Para isso, ele precisa ter em conta vários fatores, como o comprimento das hastes das plantas usadas, a textura e o estado dos botões das flores, o tamanho dos botões, entre outros.

É importante armazenar as flores corretamente, mantendo sempre a água onde elas estão limpa e fresca.

Se quiseres seguir esta profissão, também vais ter de aconselhar os clientes na escolha das várias flores para que o resultado seja bom, e também aconselha sobre o tipo de arranjo que deve ser feito, de acordo com a ocasião ou evento.

Pode ser um arranjo:

  • Formal, no qual as flores são colocadas de forma simétrica e uniforme
  • Linear, os quais são feitos para que se vejam de um ângulo único
  • Vegetativo, cujo objetivo é estar o mais próximo da natureza possível
  • Decorativo, que é irregular, com formas diferentes, várias cores, e este é o arranjo que dá mais liberdade para criar

Saídas no Mercado de Trabalho

A maioria dos eventos contratam floristas para tratar das decorações. Além disso, datas festivas, como o dia das mães, dia dos namorados, ou aniversários, são sempre ocasiões que as pessoas compram ramos de flores para oferecer.

Neste sentido, podemos dizer que o mercado de trabalho para o florista é bom, porque existe muita procura por estes serviços.

Podes trabalhar por conta de outrem, para alguém que tem um negócio, ou podes trabalhar por conta própria. Neste último caso, podes trabalhar em tua casa, abrir a tua própria florista, ou podes trabalhar diretamente para decorações em espaços.

Sem dúvida, este é um mercado que tem crescido bastante nos últimos anos, até porque a procura de arranjos de flores tem crescido muito.

No entanto, se quiseres seguir este negócio por conta própria, tens de ter muita atenção com a qualidade das flores e plantas. Os consumidores estão cada vez mais exigentes, então não toleram arranjos de má qualidade e que durem pouco.

Como entrar na carreira de Florista

Existem vários cursos para formação de floristas. Nesses cursos aprendes sobre os vários tipos de arranjos florais, e as melhores técnicas a usar. Além disso, também aprendes sobre conservação e tratamento das plantas, até porque todas elas têm as suas especificidades.

Também podes frequentar vários workshops, com temas específicos, que te vão ajudar a evoluir na carreira.

Vê agora alguns dos melhores cursos oferecidos nos dias de hoje!

Onde estudar para Florista

Portugal:

Brasil:

Queres ser florista e vingar nesta área? Então não deixes de estar atento a todas as novidades. Este é um mercado que se altera com o tempo, e precisas estar a par das últimas tendências. Por isso, frequenta vários workshops ao longo da tua carreira, porque vai valer a pena.

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima