Picker

picker

Resumo da profissão

Modalidades:

Presencial

Matérias relacionadas:

Educação Física

Idiomas:

Português

O picker, ou operador de picking, é o profissional que trata das encomendas e compras online. É ele que faz as “compras” dos produtos que o cliente encomendou a partir do site, em lojas ou em grandes armazéns.

Com a adesão à internet e com o crescimento das compras online, a profissão de picker tem crescido muito.

Para quem procura uma carreira longe de uma cadeira de escritório, esta pode ser a escolha acertada. Vais andar o dia todo e, de certa forma, não existe monotonia (até porque os pedidos são sempre diferentes).

Embora não seja uma carreira fácil, pois é muito exigente fisicamente, é também muito desafiante. Vais trabalhar por objetivos, o que estimula bastante a quebrar barreiras e ultrapassar desafios.

Neste artigo, vamos mostrar-te tudo sobre o trabalho de operador de picking. Vens connosco?

O que é Picking?

Picking, ou order picking, é um processo logístico de separação das encomendas feitas pelos clientes através dos sites ou aplicações da empresa. Esta estratégia torna as entregas de produtos mais rápidas, mais eficazes (com menos erros) e maior segurança.

As compras online têm crescido muito nos últimos tempos e, nesse sentido, este processo tem vindo a dominar em grandes empresas.

Este processo implica separar os pedidos feitos, sendo que existem colaboradores que recolhem os produtos pedidos e depois os enviam para a área de expedição (local onde os produtos são preparados para serem transportados).

Para entendermos melhor este processo, é importante referirmos que existem diferentes tipos de picking. Ora vejamos!

  • Discreto – Neste processo, o colaborador inicia e termina a recolha de produtos de um pedido. Neste caso, um picker é responsável por todo o pedido. Embora o tempo gasto seja superior, as probabilidades de erro são menores.
  • Onda – No picking por onda, os pedidos passam por um agendamento, ou seja, existe um calendário com os prazos de entrega e os pedidos são organizados em função desses prazos.
  • Por lote – No picking por lote, faz-se uma acumulação de pedidos e o picker recolhe todos os produtos de uma vez só.
  • Por zona – Este tipo de picking é um dos mais comuns. Aqui, o armazém, ou loja, divide-se em setores/secções/zonas, sendo que em cada um deles existe apenas um tipo de produto (por exemplo, numa zona existem apenas detergentes, noutra zona apenas produtos de higiene pessoal e noutra zona apenas frutas). O picker apenas processa os produtos referentes à sua zona.

O que faz um Picker?

O picker, ou operador de picking, trabalha em armazéns, lojas e supermercados, no setor das compras online. Ele é o responsável por reunir os vários produtos de um pedido feito pelo cliente no site ou aplicação da empresa.

Através de um tablet ou outro dispositivo eletrónico, este profissional recebe a lista das encomendas que tem de concluir. Abre uma a uma e vai dispondo em caixas (posicionadas em cima de um carrinho) os produtos encomendados.

Concluídas as encomendas, o operador de picking leva as caixas para o armazém, onde depois os operadores de armazém tratam de embalar corretamente para serem transportadas e distribuídas as encomendas.

A rotina é bastante cansativa, independentemente de trabalhar num armazém ou num supermercado. Ao final de oito horas de trabalho, este profissional já andou mais de 10 km. Como carrega caixas pesadas, precisa usar equipamento de proteção individual (botas de biqueira de aço é o mais comum).

Quais as suas funções

O picker tem como principal função realizar as “compras” feitas pelos clientes no site ou aplicação da empresa. Geralmente, estes profissionais ficam apenas numa secção, permitindo trabalhar com maior produtividade.

Assim, ele recebe as várias encomendas, identificadas com um número, mas não as encomendas completas (apenas com os produtos da secção em que se encontra).

É comum que os pickers trabalhem em diferentes secções ao longo do ano. No entanto, também é normal que atuem mais numa determinada área, até porque se consegue uma maior produtividade dessa forma (pois conseguem determinar a melhor forma de trabalhar naquela secção, já sabem onde estão todos os produtos e encontram estratégicas mais eficazes de trabalho).

O local/secção onde vai trabalhar é definido pelo supervisor ou chefe de departamento e é divulgado no início da jornada de trabalho.

Embora existam muitos profissionais a atuar no mesmo local, este é um trabalho solitário em certa parte, pois quem está numa secção, não lida diretamente com outro profissional de outra secção.

Como a produtividade é medida e exigida, o tempo de que dispomos para “conviver” é quase nulo (excetuando a hora de almoço). Além da produtividade, é também exigido que os pickers não cometam erros nos pedidos. Assim, podem acontecer penalidades quando a produtividade baixa e quando existem erros nas encomendas.

Saídas no Mercado de Trabalho

Em Portugal, assim como no Brasil, as compras online têm aumentado muito nos últimos anos. Por isso, a procura por pickers tem crescido imenso. Se quiseres seguir a profissão de picker, encontras oportunidades em:

  • Supermercados e Hipermercados (podendo ser feito o trabalho in loco ou em armazém)
  • Lojas de roupa/calçado (da mesma forma, pode ser feita a recolha em armazém ou na loja)
  • Lojas de bijuterias e joias (em armazém ou em loja)
  • Outras lojas do setor do comércio, como, por exemplo, eletrodomésticos, produtos eletrónicos, jogos, entre outros

Embora a procura por estes profissionais tenha crescido bastante, é importante referirmos que existe muita concorrência. Como este é um cargo que não exige qualificação, muitos jovens e adultos procuram uma oportunidade.

Como entrar na carreira de Picker?

Tal como dissemos, a profissão de picker não exige qualificação. O que se pede é que tenha uma boa preparação física (pois é um trabalho muito exigente fisicamente) e que goste de trabalhar com objetivos. Ser determinado, perseverante e proativo é essencial para conseguirmos bons resultados nesta carreira.

Como em qualquer outra profissão, se quiseres progredir na carreira e passar a supervisor ou gerente de loja, deves procurar uma formação que te dê ferramentas úteis no que diz respeito à gestão de recursos humanos, assim como à própria gestão de stock e metodologias de trabalho.

Sendo assim, o nosso conselho é que procures um curso numa dessas áreas. Além de te permitir “subir” de posto, vais adquirir conhecimentos importantes até para o próprio trabalho.

Onde estudar para Picker?

Como vimos, se quiseres ser picker, não precisas ter um curso, até porque a formação é dada assim que entras na empresa. No entanto, se a tua ideia é progredir na carreira, um curso na área de recursos humanos ou gestão de empresas pode ser determinante.

Por essa razão, reunimos aqui alguns cursos que te podem interessar.

Portugal:

Brasil:

Se queres seguir a profissão de picker, então esforça-te bastante e não deixes de lutar por aquilo que realmente desejas. Com toda a certeza, vais conquistar todos os teus sonhos. Sucesso!

Partilhar Post

4 comentários em “Picker”

    1. Guia das Profissões
      Guia das Profissões

      Olá Marcelina.

      Muito obrigado pela tua proposta, mas não procuramos prestação de serviços nesta área.

      Contudo, desejamos-te o maior sucesso nessa profissão!

    1. Guia das Profissões
      Guia das Profissões

      Olá Tatiane.

      O Picker tem, habitualmente, algum tipo de ligação a plataformas digitais que fazem vendas online e as respetivas entregas.

      Nessa área, costuma aplicar-se o ordenado mínimo como salário de base.

      Esperamos ter ajudado e desejamos-te muito sucesso!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Scroll to Top