Gestor Esportivo / Gestor Desportivo

Gestor Esportivo - Gestor Desportivo

Mais sobre a profissão

Modalidades:

Presencial

Ordenado Médio Mensal:

2000€ - Máximo

Empregabilidade:

Média

Disciplinas do secundario:

Direito Economia Matemática

Idiomas:

Inglês, Português

O Gestor Esportivo ou Gestor Desportivo é a pessoa responsável por tudo aquilo que se passa numa organização desportiva ou clube. Assim, esse profissional tem de planear e implementar estratégias para orientar todos os agentes desportivos rumo aos objetivos traçados. Mas vem saber tudo da profissão!

O esporte é uma área com grande potencial económico, pois também é uma questão de saúde pública. Cada vez mais, as pessoas se preocupam em praticar exercício físico e em fazer atividades desportivas de lazer. Assim, procuram melhorar a sua qualidade de vida e prolongar os anos que têm no planeta.

Nesse âmbito, ganham importância as profissões do setor do esporte em geral. Portanto, quem atua como Gestor Esportivo tem aqui também uma boa oportunidade para triunfar.

A Gestão Desportiva é excelente para quem quer conciliar o prazer do desporto e do lazer com capacidades administrativas. Além do mais, esse prazer de fazer o que se gosta vem aliado à certeza de que se está a fazer o bem. Isso porque se contribui para o bem-estar dos demais.

Mas vem daí saber tudo sobre essa atividade…

O que faz um Gestor Esportivo

O Gestor Esportivo é uma espécie de “treinador” dos bastidores, pois precisa de orientar tudo para que nada falhe. Assim, cabe-lhe planear e implementar as decisões tomadas para cumprir certos objetivos.

Portanto, esse profissional tem de planear, dirigir, organizar e controlar as atividades de uma organização desportiva. Ou então, tem de saber delegar funções em quem saiba fazê-lo.

O trabalho tem uma componente forte de administração que passa por tratar de questões como a logística e o orçamento. Mas também passa por negociar contratos com patrocinadores, por exemplo.

Uma das suas missões maiores é organizar campeonatos e competições, bem como eventos governamentais e empresariais, feiras ou torneios esportivos. Mas também pode ter de tratar da realização de palestras e conferências.

O tecnólogo de Gestão Esportiva terá ainda de gerir a satisfação e aspirações dos atletas com os interesses dos patrocinadores e dos demais agentes do clube.

Contudo, terá também de entender a “cultura do clube” e saber geri-la de acordo com os objetivos financeiros. Nesse processo, precisa de ser empreendedor e criativo. Mas também deve ser capaz de propor novas soluções perante os problemas encontrados.

Porém, além do esporte, também pode atuar ao nível da Gestão de Turismo, da Cultura e do folclore tradicional, por exemplo. Nesse caso, terá um grande contributo social e para a Saúde e bem-estar públicos.

Quais as suas funções

Há quatro grandes pilares na Gestão Desportiva que são os seguintes:

  • Planeamento Estratégico
  • Planeamento Financeiro
  • Gestão de Recursos Humanos
  • Gestão dos Sistemas de Informação.

Portanto, o Gestor Esportivo tem funções muito semelhantes às de um qualquer Gestor de Empresas.

Cada vez mais, os clubes profissionais têm estruturas bem definidas, onde o Gestor Esportivo tem funções separadas do Diretor Esportivo.

Contudo, em alguns clubes, sobretudo nos mais pequenos, o Gestor pode acumular funções do Diretor Esportivo.

Mas a Gestão Esportiva está mais agregada à perspetiva estratégica e organizacional. Assim, esses profissionais lidam com as questões burocráticas que permitem aos torcedores viverem a sua paixão sem complicações.

Desse modo, é um papel relevante para o funcionamento de um clube. Portanto, esse profissional deve ter uma visão abrangente de toda a estrutura. Assim, cabe-lhe organizar o presente e planear o futuro, assegurando o êxito financeiro e desportivo.

Quanto ganha um Gestor Desportivo

Os valores salariais nessa atividade podem variar muito conforme a dimensão da organização onde se trabalhe.

Assim, nos grandes clubes de futebol das principais Ligas mundiais, os ganhos podem ser chorudos. Até porque os Gestores Desportivos, tal como os atletas, podem receber prémios de desempenho por objetivos.

Porém, em emblemas mais pequenos os rendimentos são sempre mais baixos.

Repara, contudo, que alguns clubes contratam Gestores Esportivos precisamente para melhorarem as contas. Desse modo, podem estar a assegurar aumentos interessantes num futuro próximo.

Saídas no Mercado de Trabalho

O mundo desportivo continua a ser marcado por alguma falta de profissionalismo no âmbito da Gestão. Apesar disso, cada vez mais se investe em profissionais qualificados. Essa realidade justifica-se com os elevados montantes envolvidos em alguns desportos.

Portanto, as oportunidades para Gestores Esportivos estão em crescendo, sobretudo no futebol.

Contudo, os Tecnólogos da Gestão Esportiva também podem trabalhar em empresas de eventos. Mas ainda têm chances em entidades públicas da área do turismo, dos esportes, lazer e cultura.

Além disso, podem ser contratados por parques temáticos e até por empresas organizadoras de cruzeiros.

Outras saídas possíveis são centros culturais, embaixadas, instituições de ensino ou Secretarias Municipais, Estaduais ou Federais.

Portanto, como vês, há várias chances de fazer carreira nesse setor. Só tens de persistir e empenhar-te.

Como entrar na carreira de Gestor Esportivo

A melhor forma de entrar nessa área é através de formação em Gestão Esportiva. Mas também se pode chegar a esse universo com cursos na área da Administração e até da Educação Física. Tudo depende das demais competências do candidato.

Repara que, por vezes, a experiência de trabalho tem mais influência no acesso a uma vaga de emprego do que a formação.

Portanto, deves preocupar-te em fazer um bom percurso académico, com um curso sólido. Mas, ao mesmo tempo, procura trabalhar na área, mesmo que até de forma voluntária ou fazendo estágios. Assim, vais reforçar o teu currículo e ganhar vantagem sobre outros candidatos.

Onde estudar Gestão Desportiva

Há vários cursos na área da Gestão Esportiva, desde a formação para tecnólogo ao bacharelado. No primeiro caso, a formação é mais prática e dura uma média de dois anos. Mas o bacharelado é mais teórico e tem maior duração, sendo em média de 4 anos.

Porém, o curso que escolheres deve ter a ver com o teu grau de saber. Se tiveres formação na área da Administração ou da Gestão de Empresas, deves procurar especializações em Gestão Esportiva ou similares.

Mas, para te dar uma ajuda, selecionamos os seguintes links…

Portugal:

Brasil:

Agora que já sabes tudo sobre o que é e o que faz um Gestor Esportivo ou Gestor Desportivo, entendeste como é um papel essencial para o sucesso das organizações nessa área. Mas isso também quer dizer que é de extrema responsabilidade. Estás pronto/a para o desafio? Ficamos a torcer pelo teu sucesso.

Partilhar Post

Deixa o teu testemunho

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top