Guia de Ecoturismo

Guia de Ecoturismo

O Guia de Ecoturismo dedica-se a fazer e a organizar passeios em meio natural e rural. É uma boa opção para quem não gosta de ficar fechado num escritório e adora estar em contacto com a natureza. Se és uma destas pessoas, anda descobrir tudo sobre a profissão…

Outros nomes para esta profissão: guia de turismo de natureza, guia de natureza

  • Modalidades: Ar Livre
  • Ordenado Médio Mensal: Mínimo - 1000€
  • Empregabilidade: Média
  • Tipo de trabalho: Trabalho Solitário, Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Biologia, Educação Física, Geografia
  • Idiomas: Inglês, Português

O Ecoturismo ou o Turismo de Natureza estão em alta. Este conceito de lazer é cada vez mais procurado para passar férias ou fins-de-semana, pois é uma opção saudável e sustentável. Portanto, permite o contacto com a natureza e com os valores culturais e sociais das regiões visitadas.

Assim, para ser Guia de Ecoturismo é essencial gostar dos passeios ao ar livre, bem como ter especial interesse pela natureza e pelo mundo rural. Além disso, é preciso ter uma boa resistência física para poder fazer caminhadas de longa duração.

Por outro lado, o trabalho pode passar por fazer atividades de desportos radicais, como por exemplo canoagem, rafting e rappel, entre outras. Portanto, é só para os mais aventureiros.

Mas para ser Guia de Turismo de Natureza também é preciso ter facilidade de comunicação e de relacionamento com os outros, bem como capacidade para liderar grupos. E é preciso gostar de viajar, além de ter conhecimentos de ecologia e biologia.

Fica connosco para saberes mais sobre esta área…

Quanto ganha um Guia de Ecoturismo

O salário de um Guia de Ecoturismo pode variar muito conforme as horas que dedicar à atividade e o tipo de trabalhos que fizer. Há pessoas que trabalham na área em part-time, mantendo outras profissões a tempo inteiro.

Portanto, é difícil avaliar uma média salarial nesta área. Até porque, consoante as áreas ou o tipo de funções que se exerçam, os valores podem ser muito diferentes.

Mas para quem trabalha a tempo inteiro, o salário médio ronda os 900 euros em Portugal. No Brasil, andará entre os 2 mil e os 10 mil reais, conforme o Guia de Natureza preste serviços para uma ou mais entidades e as horas que dedica à atividade.

Continua a ler para perceberes mais sobre a profissão…

O que faz um Guia de Turismo de Natureza

O trabalho de um Guia de Ecoturismo passa por organizar, preparar e fazer caminhadas em ambientes naturais, como, por exemplo, florestas, montanhas, cavernas, aldeias rurais, entre outras. Assim, não se trata apenas de levar as pessoas aos sítios.

Este profissional precisa de estar sempre a criar novas rotas e a preparar todas as condições para poder guiar pessoas pelas caminhadas. Esse trabalho passa, por exemplo, por contactar as populações locais para definir pontos de apoio ao longo do percurso.

Mas um Guia de Natureza também tem a preocupação de zelar pela conservação dos locais que visita e, portanto, promove essa consciência junto dos turistas que acompanha.

O Ecoturismo pode passar por visitar ambientes rurais, por exemplo para conhecer património natural e cultural de uma região. Portanto, o Guia de Turismo de Natureza tem de preparar-se de antemão para dar explicações aos turistas sobre a história e os aspetos sociais desses locais.

Nesse processo, deve contribuir para o bem-estar das populações locais, respeitando os seus modos de estar e de ser.

Por outro lado, pode ainda dar formação a outros guias, bem como ser consultor de ecoturismo.

Como vês, é um trabalho multifacetado que vai para lá da visita e da exploração de ambientes naturais. Mas vem daí saber mais…

Quais as suas funções

Como já viste, um Guia de Ecoturismo precisa de estar sempre focado na diversificação dos passeios que organiza. Para isso, precisa de estudar e de visitar as regiões, de forma a encontrar as opções mais interessantes e a analisar as condições em que se podem tornar viáveis.

Este processo passa por contactar as populações locais e por trocar impressões com outros guias. Também pode ter que acertar pormenores com associações e entidades locais, bem como no seio de empresas onde trabalhe.

Além de organizar itinerários, pode ter de apresentar orçamentos a clientes e tratar dos aspetos mais práticos dos passeios, como, por exemplo, assegurar transportes e alojamentos.

Por outro lado, terá de preparar atividades a realizar durante os passeios ou as estadias.

Mas o seu papel pode ainda passar por gerir locais de turismo rural ou eco-resorts e, portanto, por planear e implementar projetos de desenvolvimento local.

Todavia, a sua intervenção está diretamente relacionada com o tipo de Ecoturismo a que se dedicar e que pode passar pelas seguintes vertentes:

  • Ecoturismo de observação – é o tipo de Ecoturismo mais habitual e passa por caminhadas ou passeios a pé, de bicicleta ou de barco para observar locais naturais ou animais. Além disso, envolve a partilha de refeições, seja num piquenique ou em restaurantes locais.
  • Turismo de Aventura – este é o chamado Ecoturismo radical que implica a realização de atividades como caminhadas em matas, escaladas em montanha, descidas de BTT por colinas e rappel, entre outras.
  • Ecoturismo de luxo – trata-se de aproveitar o melhor da natureza, mas em acomodações de 4 ou 5 estrelas. O Glamping que mistura acampar com glamour e os alojamentos de natureza com Bungalows apostam nesta vertente mais cara que pode implicar também atividades extra.

 Mas continua a ler para veres como podes entrar n este mundo.

Saídas no Mercado de Trabalho

O Turismo de Natureza está em crescimento e é uma área com excelente potencial no mercado. Portanto, vão começar a aparecer cada vez mais oportunidades nesta área.

Em termos de saídas, há várias opções que passam por agências de viagens, parques naturais e áreas protegidas, empresas de ecoturismo, associações de desenvolvimento local e até Câmaras municipais.

Mas um Guia de Ecoturismo pode ainda trabalhar em entidades de gestão rural, em associações de defesa do património cultural e natural ou até em ONGs (Organizações Não Governamentais) nacionais e internacionais.

As unidades de turismo rural, empresas turísticas, nomeadamente de animação turística e de desportos ao ar livre, bem como eco-resorts e instituições de ensino e centros de formação públicos e privados são outras saídas possíveis no mercado.

Como entrar na carreira de Guia de Ecoturismo

Para se ser um Guia de Ecoturismo é preciso ter, acima de tudo, boas condições físicas, bem como conhecimentos específicos sobre natureza e sobre as regiões a visitar.

Todavia, nem qualquer pessoa pode exercer a atividade. Assim, em Portugal, é preciso fazer o registo no Registo Nacional dos Agentes de Animação Turística (RNAAT). No Brasil precisa de se cadastrar no Ministério do Turismo pelo Cadastur.

Os agentes registados têm de ter apólices de seguro obrigatórias de responsabilidade civil e de acidentes pessoais. Esses seguros são também obrigatórios para as pessoas que participam nas caminhadas, caso contrário os guias ou as empresas para onde trabalham podem ter problemas.

Um bom passo para entrar nesta área passa por fazer um curso profissional ou técnico, mas também há quem tenha cursos superiores. A formação é sempre bem-vinda e quanto mais conhecimentos o Guia de Ecoturismo tiver, melhores possibilidades terá de sucesso.

Neste sentido, dominar várias Línguas é sempre uma mais-valia, pois isso até lhe abre portas para poder trabalhar no estrangeiro.

Anda connosco descobrir mais sobre como aprender a exercer esta profissão.

Onde estudar para Guia de Natureza

O Turismo é uma área muito importante para a economia de países como Portugal e o Brasil. Portanto, há vários cursos de formação nesta área. Mas tens de fazer a escolha certa, conforme as tuas características pessoais e aquilo que pretendes alcançar.

Há cursos técnicos e até cursos online que podem ser um bom começo para entrares no mundo do Ecoturismo. Mas se quiseres aprofundar o tema, também há cursos superiores interessantes.

Para te ajudar nessa escolha, deixamos-te de seguida algumas opções de cursos na área do Turismo e do Ecoturismo…

Portugal:

Brasil:

Após todas estas dicas sobre a profissão de Guia de Ecoturismo, fica evidente que é uma área promissora e que pode abrir boas portas de emprego no futuro. Mas é só para quem gosta de natureza e procura uma atividade física constante. Se é este o caminho que queres seguir, avança e tem muito sucesso!

Partilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top