Modelador Têxtil / Modelista

Modelador Têxtil / Modelista

Resumo da profissão

Modalidades:

Presencial

Matérias relacionadas:

Desenho Oficina de Artes

Idiomas:

Português

O Modelador Têxtil é responsável por transformar os croquis ou desenhos de peças de vestuário em moldes planos. Este processo levado a cabo pelo também chamado Modelista é essencial para que os esboços ganhem vida e se transformem no produto final para venda.

Este técnico especializado é essencial na indústria têxtil, pois faz a ponte entre os criativos e quem executa as peças.

Portanto, pensa na Engenharia e na Arquitetura, sendo que a primeira ajuda a dar forma aos projetos da segunda. Desta forma, o Modelador Têxtil é o “engenheiro” do Designer de Moda ou do Estilista.

A Modelação Têxtil exige uma formação específica e conhecimentos técnicos que são muito valorizados nas indústrias de confeções e do calçado. Mas sem o seu trabalho e os seus moldes, os operários das fábricas não poderiam dar forma aos desenhos dos criadores.

Continua a ler para saber tudo desta profissão…

O que faz um Modelador Têxtil

O Modelista ou Modelador Têxtil faz a ligação entre os departamentos de criação e de fabricação de um produto. Assim, faz os moldes de roupas, calçados e acessórios, ou seja, elabora as peças-piloto que vão servir de base aos trabalhadores que as vão fabricar.

Portanto, tem de traduzir para moldes as criações dos Estilistas, pelo que a sua função tem semelhanças com a do Debuxador Têxtil. Contudo, ao contrário deste, a sua missão não passa pela criação em si, mas antes pela garantia de usabilidade de uma peça, para que vista ou calce bem.

Porém, o Modelista também pode intervir na fase de desenvolvimento do produto, tendo em conta dados como a estrutura e o caimento dos tecidos.

Além disso, também pode ajudar a encontrar o tecido mais adequado para cada peça, verificando, por exemplo, qual dá o caimento ideal.

No processo de modelação, precisa ainda de ter em conta a ergonomia do corpo para planear o corte e a costura dos tecidos.

Modelista vs Estilista

Como já se viu, há diferenças evidentes entre o Modelista e o Estilista, embora ambos atuem nas indústrias têxteis e da Moda.

Mas, de forma abrangente, podemos dizer que o Modelador Têxtil tem uma função mais técnica, mais ligada à confeção em si.

Já o Estilista é um criativo e, portanto, tem mais liberdade para usar a imaginação e ir para lá das questões práticas. Apesar disso, precisa sempre de ter os pés assentes no chão e é nessa fase que o Modelista o ajuda de forma especial.

Debuxador Têxtil vs Modelador Têxtil

Já aqui referimos que há semelhanças entre o Debuxador Têxtil, ou Designer Têxtil, e o Modelador Têxtil. Mas, mais uma vez, a diferença está na abrangência das funções.

Deste modo, o Debuxador alia a criatividade com aspetos mais técnicos como a escolha de tecidos e de cores. Contudo, também pode realizar os moldes se tiver competências para isso.

Já o papel do Modelador Têxtil é mais limitado às questões técnicas associadas ao fabrico de um produto.

Quais as suas funções

A Modelação é fundamental para a indústria têxtil, pois agiliza todo o processo de fabricação, como já vimos. Mas também evita erros e falhas de produção.

Todavia, é também o Modelador Têxtil que garante, em certa medida, a qualidade final de uma peça, pois considera vários elementos essenciais para o consumidor.

Assim, sendo, é um profissional técnico que tem de dominar uma série de competências.

Mas para teres uma ideia mais clara do que faz, fica com algumas funções que marcam as suas rotinas no trabalho:

  • Analisar desenhos e fichas técnicas de peças de vestuário
  • Fazer moldes a partir dos desenhos dos criadores
  • Elaborar o protótipo do molde inicial
  • Definir questões técnicas associadas à confeção
  • Usar softwares específicos 
  • Acompanhar as provas das peças confecionadas
  • Ajustar os moldes sempre que seja preciso
  • Alertar para a impossibilidade de executar algum modelo
  • Gerir e organizar amostras
  • Limpar e arrumar local de trabalho.

Quanto ganha um Modelador Têxtil

Os salários nesta profissão são bastante interessantes. O Modelador Têxtil está entre os profissionais técnicos mais bem pagos em países como Portugal, por exemplo, onde há falta de mão de obra neste setor.

Repara que se trata de uma atividade que exige conhecimentos técnicos precisos. Mas não há no mercado Modelistas suficientes para suprir as vagas das empresas do setor têxtil.

Portanto, aplicam-se as leis da oferta e da procura. Assim, os ordenados podem atingir valores bem interessantes!

Saídas no Mercado de Trabalho

Em países como Portugal e o Brasil, entre outros, a indústria têxtil tem um peso importante na economia. Assim, é uma área que emprega milhões de pessoas.

Mas a estimativa das organizações do setor é que este ramo económico continue a crescer. Portanto, as oportunidades estão aparecendo de forma constante.

De resto, em Portugal, por exemplo, existe falta de mão de obra, como já notamos, pois não há Modelistas a formarem-se ao mesmo ritmo da necessidade das empresas.

Em termos de saídas profissionais, o Modelador Têxtil pode trabalhar em fábricas de roupa, em ateliês de costura ou em empresas do setor do calçado e dos acessórios.

Além disso, também pode dar formação nas áreas do têxtil e da moda, bem como integrar ateliers e gabinetes técnicos.

Como entrar na carreira de Modelador Têxtil

Para trabalhar nesta área não precisas de formação específica desde que tenhas uma experiência sólida a trabalhar no setor das confeções e dos moldes.

Contudo, caso te falte essa experiência, é essencial ter um curso profissional de Modelação. Este tipo de formação é uma boa porta de entrada para este mundo, pois, muitas vezes, inclui estágios ou ensino em contexto de trabalho.

Mas também é importante que domines alguns softwares informáticos específicos, como, por exemplo, o Modaris da Lectra ou o Audaces.

Por outro lado, a maioria das entidades empregadores, querem que os candidatos a vagas tenham uma experiência mínima da ordem dos três anos.

Assim, pode ser boa ideia começares a trabalhar numa indústria têxtil, mesmo que seja em funções distintas das de Modelista. Essa será uma forma de aprenderes as rotinas do setor, o que te poderá dar uma vantagem na hora de procurar um emprego.

A facilidade de comunicação e o dinamismo são outras competências valorizadas pelos empregadores, tal como a capacidade de trabalhar em equipa.

Onde estudar Modelação Têxtil

A formação ideal para quem quer ser Modelador Têxtil assenta na prática e na aprendizagem em contexto de trabalho. Portanto, um curso profissional é uma boa escolha.

A própria indústria têxtil promove, muitas vezes, formação à medida das necessidades das empresas em centros de formação profissional muito qualificados para este tipo de ensino.

Deste modo, o formando pode contactar com a teoria, mas também com as tecnologias e técnicas necessárias para exercer a profissão.

Ajudamos-te nessa procura de formação com alguns links que podem ser do teu interesse…

Portugal:

Brasil:

Esperamos que este texto te tenha ajudado a conhecer melhor a profissão de Modelador Têxtil e a entender como esse trabalho de Modelista é essencial no setor têxtil. E, afinal, sentes que é este o caminho que te pode levar à felicidade? Se estás certo disso, torcemos pelo teu sucesso.

Mas se ainda tens dúvidas sobre o que queres fazer da vida, segue para o Simulador de Profissões, onde encontrarás alternativas – e, quem sabe, o teu caminho para a realização!

Partilhar Post

1 comentário em “Modelador Têxtil / Modelista”

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Scroll to Top