Hidrologista / Hidrologia

Hidrologista - Hidrologia

Mais sobre a profissão

Modalidades:

Presencial, Ar Livre

Matérias relacionadas:

Biologia Geografia Geologia Química

Idiomas:

Inglês, Português

A Hidrologia é o ramo da Geofísica que estuda a forma como a água interage com o solo, as rochas, a atmosfera e outros fatores do meio ambiente. Os Hidrologistas, ou Hidrólogos, estudam, entre outras coisas, a forma como a chuva provoca erosão e cria cavernas, infiltrando-se no solo e nas rochas.

A área ambiental está repleta de profissões que têm ganho maior importância, nos últimos anos, fruto das alterações climáticas.

Fenómenos como o aquecimento global e as inundações provocadas por tempestades criaram uma maior necessidade de certos profissionais, como os Hidrólogos.

A área científica da Hidrologia está integrada na Geofísica e dedica-se a estudar as águas e os fenómenos naturais que lhe estão associados.

Assim, passa por entender a circulação da água nos rios e nos lagos, nos oceanos, mas também nos glaciares, e em relação com o ambiente e com a vida das pessoas.

Mas continua a ler para perceberes tudo desta profissão…

O que é a Hidrologia

A Hidrologia é considerada uma ciência natural, pois estuda os fenómenos naturais associados às águas da Terra. Assim, estuda a sua formação, circulação e distribuição no tempo e no espaço.

Portanto, são objeto de estudo do Hidrobiólogo as propriedades biológicas, físicas e químicas da água, bem como as suas interações com o meio ambiente em redor.

Contudo, é preciso notar que a Hidrologia não se ocupa de todas as águas! Assim, por exemplo, o estudo dos oceanos é a “praia” da Oceanografia. Já a Hidrogeologia estuda os recursos hídricos subterrâneos enquanto a Hidrobiologia analisa os ecossistemas aquáticos, incluindo as suas plantas e animais.

E há ainda a Hidrofísica, um ramo da Geofísica que se dedica ao estudo dos processos físicos da água, nomeadamente da sua estrutura molecular nos estados líquido, sólido e gasoso.

Temos também a Hidrografia que é uma área da Geografia que estuda e classifica as águas. E na Hidrometria, mede-se e analisa-se a água, contando com os métodos e as técnicas da Hidrologia.

O que faz um Hidrologista

A Hidrologia tem inúmeras aplicações práticas e pode ser usada em diversos setores, como, por exemplo, nas Engenharias Civil, Hidráulica, Sanitária e Ambiental. Mas também é importante na Geografia.

Assim, o Hidrologista pode trabalhar em projetos muito distintos, desde o planeamento urbano até planos de emergência. Mas também podem participar na definição de programas de controle de inundações, ou em esquemas de Rega.

Muitos Hidrólogos acabam por escolher uma área de eleição, tornando-se mestres nessa vertente. Algumas das subáreas da Hidrologia são as seguintes:

  • Hidrometeorologia – estuda a água na atmosfera
  • Limnologia – centra-se nos lagos e nos reservatórios
  • Fluviologia – está focada nos rios
  • Glaciologia – é o estudo da neve e do gelo no meio ambiente.

A profissão tem uma vertente mais científica que passa pela análise da água, mais concretamente do ciclo hidrológico.

Assim, o Hidrologista precisa entender como a água circula em constância através do solo, pela superfície e no céu. É um ciclo que alimenta a vida na Terra e que é essencial para a humanidade.

Mas, num âmbito mais prático, o Hidrólogo pode ter um papel essencial em projetos de construção civil, por exemplo, para inspecionar o solo antes da obra iniciar.

Mas também pode trabalhar no âmbito do abastecimento de água a comunidades ou indústrias, ou ainda ajudar a reduzir o risco de inundações.

Uma das maiores obras de Hidrologia do mundo

Sabes que o Aqueduto de Roma é uma das maiores, e mais conhecidas, obras de Hidrologia do mundo?

Pois é, este monumento foi construído, por volta de 300 antes de Cristo, porque era preciso criar uma rede de abastecimento de água para a cidade de Roma.

Quais as suas funções

O grande desafio do Hidrologista é conciliar a proteção do ambiente com os interesses económicos. E é uma tarefa tão valiosa como complexa!

Há Hidrólogos que recolhem amostras de água e do solo para medirem as suas propriedades. Neste âmbito, podem registar dados como o volume, a velocidade e os níveis de pH da água.

Mas também analisam os impactos ambientais de poluentes, da seca e da erosão, buscando formas de minimizar os efeitos negativos. Por outro lado, definem estratégias para enfrentar cheias ou resolver problemas de poluição.

Além disso, os Hidrologistas fazem previsões sobre os recursos hídricos, projetando a disponibilidade de reservatórios de água. E também realizam pesquisas de água para abastecimento público ou de indústrias.

No âmbito da construção civil, ajudam a dimensionar pontes e a delimitar áreas de preservação. Mas ainda podem trabalhar na Engenharia de Hidrologia, por exemplo, a construir barragens.

Entre as suas funções está também avaliar se projetos de instalações hidroelétricas e de irrigação são adequados e sustentáveis em certas áreas.

Muitas vezes, os Hidrologistas recorrem a tecnologias de computador, como sensores remotos para recolher dados e Sistemas de Informação Geográfica (SIG) para criar mapas. Contudo, ainda precisam de modelos de computador avançados para analisar grandes quantidades de dados.

Áreas de atuação da Hidrologia

Espreita, agora, alguns campos de atuação dos Hidrologistas para ficares com uma ideia mais clara do que fazem:

  • Barragens
  • Gestão de bacias hídricas
  • Navegação
  • Sistemas de Rega e Drenagem
  • Gestão de Energia
  • Abastecimento de água
  • Controle de inundações
  • Redução da poluição e da erosão
  • Aquicultura
  • Reservatórios de água
  • Previsão hidrológica.

Quanto ganha um Hidrologista

É difícil estimar os valores salariais praticados nesta profissão, pois nem sempre os ordenados são tornados públicos.

Contudo, podemos dizer que os melhores salários são pagos ao nível dos cargos em entidades públicas ou governamentais. Os serviços de Hidrologia na área da Engenharia seguem-se nesta lista dos mais bem pagos.

Depois surgem a área da consultoria técnica e da gestão, bem como a área científica, onde os ordenados dependem muito do tipo de projetos que estejam implicados.

No caso do Ensino, aplicam-se as tabelas típicas dos profissionais docentes.

Saídas no Mercado de Trabalho

Os empregos na área da Hidrologia têm tendência para crescer nos próximos anos. A procura está a ser potenciada pelas alterações climáticas e pelas crescentes preocupações com as secas e com as inundações, entre outros fenómenos naturais.

Assim, uma das principais áreas de empregabilidade é o setor público, em entidades governamentais e agências do Estado nas áreas do ambiente e da gestão de águas e resíduos.

Mas os Hidrologistas também podem encontrar saídas em empresas de engenharia e de consultoria, ou ainda em associações ambientais e Organizações Não Governamentais (ONGs).

O setor termal é outro setor interessante para os profissionais de Hidrologia, onde podem exercer a chamada Medicina Termal.

Para lá destas vertentes, há sempre a investigação em instituições de pesquisa e a docência no Ensino Superior.

Como vês, há várias possibilidades. Só tens que encontrar o caminho ideal para ti!

A maioria dos Hidrologistas entram na profissão como assistentes, tanto de campo como de laboratório. Assim, conseguem reforçar as aprendizagens da escola e ganhar experiência no terreno.

Se mostrarem qualidade e capacidade de independência, estes Hidrólogos passam a assumir projetos em nome próprio e vão crescendo na profissão.

Contudo, deves ter em conta que a entrada nesta área profissional requer formação específica em Hidrologia, seja na graduação inicial ou em mestrado. Em alternativa, podes ter formação em Ciências Ambientais ou em outra área relacionada.

Mas, em alguns empregos, por exemplo para ser professor universitário ou entrar em certas agências do Governo, pode ser necessário um doutoramento.

Além disso, a formação em Legislação Ambiental pode ser um extra interessante para entrar no mercado de trabalho.

No caso de querer seguir certas áreas, como a Medicina Termal ou a Engenharia de Hidrologia, o ideal é procurar cursos específicos. Para trabalhar em termas, será preciso fazer um curso reconhecido pela Ordem dos Médicos.

E para ser Engenheiro, é preciso cumprir os critérios específicos desta profissão que passam por ter um curso de Engenharia.

Por outro lado, deves pensar em desenvolver conhecimentos sobre análise de dados, mapeamento digital e modelagem computacional. Isso será uma vantagem na hora de procurar uma vaga de emprego.

Onde estudar Hidrologia

Ainda existem poucos cursos de graduação em Hidrologia. Portanto, os estudantes interessados nesta área podem pensar em procurar a cadeira de Hidrologia nos programas de cursos de Engenharia e de Geociências.

Nessas áreas, as graduações incluem disciplinas como Matemática, Estatística, Ciências Físicas, Ciências Computacionais e Ciências da Vida.

Vamos deixar-te, já de seguida, alguns links para iniciares a busca pelo curso certo para o teu perfil!

Portugal:

Brasil:

Depois de teres percebido o que é um Hidrologista, ou Hidrólogo, e o que se faz na área da Hidrologia, já podes decidir se é o que desejas fazer nos próximos tempos. É a tua profissão de sonho? Prepara-te da melhor forma e avança com confiança! Torcemos pelo teu sucesso.

Mas se manténs dúvidas, procura uma resposta nos nossos Testes Vocacionais, onde poderás encontrar as profissões mais adequadas ao teu perfil.

Partilhar Post

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top