Lutador de Muay Thai

Lutador de Muay Thai

Resumo da profissão

Modalidades:

Presencial

Matérias relacionadas:

Educação Física Psicologia

Idiomas:

Inglês, Português

O Muay Thai, ou “Boxe Tailandês”, é um desporto de combate de contacto físico direto e que pode ser visto como violento. Assim, o Lutador desta modalidade precisa de ter ótimas capacidades e estar em grande forma para abordar as suas lutas da melhor forma.

Muay Thai quer dizer “Boxe Tailandês” e não é por acaso que este é o desporto mais popular da Tailândia. Contudo, hoje em dia, a modalidade é praticada um pouco por todo o mundo, com um universo de fãs cada vez maior.

Este desporto de combate é considerado uma arte marcial e tem origem militar, remontando ao Século 13 e ao tempo do Reino Sukhothai. Nesse período, seria utilizada pelos guerreiros para proteger a nobreza.

Atualmente, existe uma chamada versão “moderna” do Muay Thai que domina as competições internacionais.

Mas fica connosco para saber tudo desta modalidade fascinante!

O que faz um Lutador de Muay Thai

O Muay Thai é conhecido como a “Arte dos 8 membros”, pois faz uso de oito pontos de contacto para aplicar os golpes, especificamente, punhos, cotovelos, joelhos e pernas.

Este aspeto torna-o diferente de outros desportos de combate como o Boxe, onde só se podem aplicar golpes com os punhos, e do Kickboxing que só permite ataques com os punhos e as pernas.

A modalidade que é muito popular no sudoeste asiático apresenta elementos do Muay Boran, ou seja, das artes tradicionais tailandesas. Um desses aspetos mais marcantes é a cerimónia que se realiza antes dos combates e que é conhecida como “Wai Kru Ram Muay”.

Este é um ritual que se faz em pleno ringue, ao som de uma música tradicional tailandesa chamada “Sarama” que tem um ritmo hipnótico marcado por batidas rápidas e intensas. É, de certa forma, uma espécie de “retrato” do próprio Muay Thai e da sua dinâmica de combate.

Na sua origem, este ritual era uma espécie de pedido de desculpas apresentado ao Rei pela violência que haveria de acontecer na luta. Mas, atualmente, é sobretudo visto como uma forma de mostrar o respeito pelos professores e instrutores.

Muay Thai moderno

A versão de Muay Thai que, atualmente, mais se pratica nos palcos internacionais foi influenciada pelo Boxe britânico a partir do início do Século 20.

Assim, por exemplo em termos do equipamento utilizado, abandonou-se o hábito de proteger as mãos com cordas (“kard chuek”) para se usarem luvas semelhantes às de Boxe.

Apesar disso, em alguns combates no sudoeste asiático, ainda há Lutadores que usam as mãos protegidas apenas com ligaduras ou tecidos, o que resulta em lutas mais violentas.

Além disso, alguns golpes perigosos que eram usados no Muay Boran tornaram-se proibidos, como, por exemplo, os golpes nas articulações ou na parte de trás da cabeça.

A modalidade também usa técnicas de Boxe moderno, como ganchos, ou ainda pontapés, cotoveladas e joelhadas. Por outro lado, ainda permite o uso de rasteiras, arremessos e agarrações.

Porque é que os Lutadores de Muay Thai gritam?

É habitual ouvir os Lutadores a largarem um grito em certos golpes. Mas porque é que isso acontece? Na verdade, é um “grito de energia” ou o “kiai” que é típico das Artes Marciais japonesas.

Em termos práticos, o “kiai” permite tornar o corpo mais rijo no momento do impacto, o que aumenta a força de um golpe.

Quais as suas funções

O Lutador de Muay Thai precisa de realizar uma série de tarefas ao longo dos seus dias de trabalho. Além de treinar as técnicas de ataque e de defesa, também precisa de praticar as movimentações e transições.

Mas faz ainda treino de acondicionamento físico e de posturas, bem como musculação e treino de saco. São muitas as rotinas e as exigências, pelo que o profissional tem de ter muita disciplina de trabalho e respeito pelo que faz.

Além de tudo isso, ainda deve levar em conta a respiração e desenvolver a sua capacidade de concentração.

As técnicas

As técnicas deste desporto de combate podem dividir-se em três vertentes essenciais: defesa, ataque e contra-ataque. O Lutador de Muay Thai tem de treiná-las uma e outra vez até ficarem perfeitas, ou seja, gravadas na memória dos músculos.

Em termos gerais, as técnicas de ataque são socos, cotoveladas, joelhadas, pontapés, empurrões e amarrações.

Umas e outras podem ser usadas em combinações, ou seja, “combo”, para realizar contra-ataques.

Aproveita para espreitar alguns knockouts vistosos em combates de Muay Thai…

Diferenças entre Muay Thai, Kickboxing, MMA e Boxe

O Muay Thai é bem diferente do Boxe que se pratica na maioria dos países do ocidente. A principal distância entre as duas artes de combate está no facto de a primeira poder usar os “8 membros”, como já dissemos, incluindo mãos, pernas, joelhos e cotovelos, enquanto o segundo só usa os punhos.

Já a grande diferença entre o Muay Thai e o MMA está no facto de este incluir luta no chão, ao contrário do primeiro.

Mas os Lutadores de MMA recorrem, muitas vezes, a técnicas de ataque do Muay Thai, pois são bastante eficazes. Por outro lado, os profissionais de MMA sustentam muita sua força de luta no chão nas técnicas do Jiu Jitsu.

No caso do Kickboxing e do Muay Thai, as duas formas de luta envolvem murros, pontapés e joelhadas. Mas no Kickboxing não são permitidas cotoveladas e as amarrações do adversário são limitadas pelas regras.

Na verdade, o Kickboxing foca-se mais nas movimentações de pés e nos socos. Já o “Boxe Tailandês” é mais abrangente e tem maior ênfase nos pontapés e nas amarrações do rival.

Quanto ganha um Lutador de Muay Thai

Os Lutadores de Muay Thai ganham menos do que os Pugilistas e até menos do que os praticantes de Kickboxing. Isto explica-se por a modalidade ser menos popular em todo o mundo.

Apesar de haver muitos praticantes de Muay Thai, atualmente, a maioria fá-lo por uma questão de recreação ou de manutenção físico. Assim, desejam apenas perder peso ou ficar em forma.

Portanto, o número de praticantes profissionais é mais reduzido, pelo que os combates também são menos frequentes.

Contudo, por norma, os Lutadores são pagos pelos combates realizados, mesmo ao nível amador, ao contrário do que acontece no Boxe.

Nos grandes combates, os prémios monetários podem ser bem interessantes, mas depende sempre dos nomes dos Lutadores envolvidos. As principais estrelas ainda conseguem assinar interessantes contratos de patrocínio.

Saídas no Mercado de Trabalho

Os Estádios de Lumpinee e de Rajadamnern em Bangkok, a capital da Tailândia, são as grandes “Mecas” do Muay Thai e é onde todos os Lutadores sonham lutar. Mas lá chegar é algo apenas ao alcance de poucos.

Vê que Bangkok é a cidade mais populosa da Tailândia, com mais de oito milhões de pessoas. E sendo o Muay Thai tão famoso no país, é a loucura sempre que há um grande combate num desses estádios.

Na Tailândia, os Lutadores profissionais treinam duas vezes por dia, durante toda a semana, e fazem competições quase todos os meses. Isso dá-lhes uma experiência grande e permite-lhes acumular também bons ganhos. Além disso, dá também uma ideia da popularidade do desporto no país.

Contudo, a realidade em redor do mundo é um pouco diferente e há Lutadores de Muay Thai que só conseguem ter 2 a três combates por ano. Nesse cenário, será difícil viver apenas dessa arte de combate. Mas as coisas podem mudar com o crescente interesse pela modalidade.

Como ser Lutador de Muay Thai

Os campeões não nascem, formam-se! Essa máxima vale para todos os desportos, mas em especial para as artes de combate como o Muay Thai. É claro que ter um certo talento inato é uma mais-valia, mas não chega.

O ideal é começar a treinar desde bem jovem, até para cultivar também a cultura desta modalidade que assenta no trabalho duro e na dedicação. E é isso mesmo que é preciso fazer para conseguir ser um Lutador de Muay Thai: treinar muito e com muita paixão!

A idade mínima para poder participar em lutas profissionais é de 15 anos, na Tailândia, e de 16 ou 18 anos noutros países. Mas os jovens menores do que essas idades podem participar em combates amadores para ganharem experiência.

Além do treino, da cultura e da dedicação, é preciso também ter muita capacidade de resiliência e de sacrifício, bem como um bom Treinador, para conseguir triunfar no ringue.

Princípios do Muay Thai que vão fazer de ti um bom Lutador

  • 1. Colhes o que semeias.
  • 2. Uma defesa forte é tão importante como um bom ataque.
  • 3. Adora o que fazes.
  • 4. A técnica derrota sempre a força.
  • 5. Tempo e distância andam de mãos dadas.
  • 6. Define sempre um plano.
  • 7. Ouve o teu corpo.

Onde aprender Muay Thai

Existem diversas academias e ginásios onde é possível aprender Muay Thai. Contudo, é preciso saber fazer a escolha certa, sobretudo se tiveres interesse em aprender a modalidade numa perspetiva de competição.

Assim, o ideal é que procures as associações ou federações nacionais de Muay Thai para saberes quais são os melhores locais. Essas entidades podem dar-te algumas indicações preciosas.

Mas vamos dar-te uma ajuda com os seguintes links por onde podes começar a tua busca…

Portugal:

Brasil:

Depois de teres entendido o que faz um Lutador de Muay Thai e quais são os seus grandes desafios, achas que tens o que é preciso para abraçar esta profissão? Se estás certo disso, inscreve-te já num ginásio e começa a treinar. Ficamos a torcer pela tua primeira vitória!

Mas se ainda tens dúvidas, aproveita o Simulador de Profissões para chegares a alternativas ideais para o teu perfil.

Partilhar Post

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Scroll to Top