Neonatologista

neonatologista

Mais sobre a profissão

Modalidades:

Presencial

Matérias relacionadas:

Biologia Física Matemática Psicologia Química

Idiomas:

Inglês, Português

O neonatologista, ou neonatalogista, é um médico pediatra que se subespecializou em Neonatologia. Esta subespecialidade médica dedica-se ao diagnóstico e ao tratamento das doenças e patologias dos recém-nascidos, assim como aos cuidados de bebés prematuros.

Se gostas de pediatria, mas tens um particular interesse em recém-nascidos, então é esta a subespecialidade que tens de seguir depois de tirares o teu curso de Medicina.

É uma profissão de grande beleza, mas também tens de estar preparado para momentos difíceis. Os partos prematuros trazem, algumas vezes, situações graves e tens de estar ciente de que poderás perder alguns pacientes.

Além disso, vais ter de ver alguns bebés em situações de doença grave e patologias limitantes. Por isso, além de teres de ser uma pessoa forte emocionalmente, tens de ser também alguém empático, pois vais ter de lidar com os pais do bebé, os quais estarão ansiosos e com inúmeros receios e dúvidas.

Se esta é a profissão que queres seguir, então estás no sítio certo! Neste artigo, vamos mostrar-te tudo o que precisas saber sobre esta carreira.

Vamos?

O que faz um Neonatologista?

O neonatologista faz o diagnóstico das doenças dos recém-nascidos, assim como procede ao tratamento dos bebés. É este especialista, também, que acompanha os bebés prematuros.

Sem dúvida, este médico atua em diversos momentos importantes para o bom desenvolvimento dos recém-nascidos, até porque, quando há essa necessidade, ele acompanha mesmo antes do parto.

Vejamos com mais detalhe!

  • Antes do parto – O neonatologista acompanha a futura mamã antes do parto, principalmente nos casos em que é previsível que ocorra um parto prematuro ou então quando foi identificada uma doença nos bebés. Este acompanhamento pré-parto permite que o médico acompanhe os pais de forma mais adequada e pode implementar algumas medidas que previnam ou diminuam os riscos e problemas nos bebés recém-nascidos.
  • Parto – Os neonatologistas, quando necessário, podem fazer parte da equipa médica que participa no parto. Nesta situação, estes especialistas são responsáveis por prestar os primeiros cuidados ao recém-nascido.
  • Internamento pós-parto – Os médicos neonatalogistas acompanham os recém-nascidos em unidades de cuidados especiais no pós-parto.
  • Depois da alta do recém-nascido – Estes médicos acompanham e seguem as crianças que estiveram internadas nas unidades de cuidados especiais para recém-nascidos. O objetivo é conseguir identificar prematuramente perturbações do desenvolvimento. Desta forma, o médico consegue orientar o melhor tratamento possível. Este é um trabalho que envolve outros profissionais médicos, como, por exemplo, pediatra, neuropediatra, oftalmologista, pedopsiquiatra, psicólogo, otorrinolaringologista, entre outros.

Quais as suas funções

O médico neonatologista tem como principal função diagnosticar e tratar recém-nascidos. De entre os exames mais comuns em Neonatologia, destacamos aqui o Teste do Pezinho, a Ecografia Transfontanelar e o Rastreio Auditivo Neonatal.

Este especialista acompanha as crianças desde o seu nascimento até aos 28 dias, com exceção daquelas que estiveram em unidades de cuidados especiais. Neste último caso, o acompanhamento é maior, para detetar problemas de desenvolvimento de forma precoce.

Embora o neonatalogista seja um profissional fundamental para o acompanhamento dos recém-nascidos, os cuidados são prestados por uma equipa multidisciplinar que apoia o trabalho dos médicos neonatologistas, como, por exemplo, fisioterapeutas, enfermeiros, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, entre outros.

Sem dúvida, a Neonatologia tem avançado bastante nas últimas décadas, o que se traduz num índice de mortalidade e morbidade infantil muito baixo.

Além de termos maiores conhecimentos sobre as particularidades dos recém-nascidos, estamos munidos de melhores equipamentos, assim como de medicamentos mais eficazes, como o surfactante, por exemplo.

As principais doenças diagnosticadas em recém-nascidos são:

  • Cardiopatia congénita
  • Doenças do pulmão, como, por exemplo, enfisema pulmonar intersticial, pneumotórax, taquipneia transitória do recém-nascido e doença da membrana hialina
  • Doenças renais
  • Malformação congénita
  • Doenças infeciosas e infectocontagiosas
  • Icterícia neonatal
  • Doenças genéticas (neste caso, é normal que seja consultado, também, um médico geneticista)
  • Doenças metabólicas, como, por exemplo, hiper e hipoglicemia, doença metabólica óssea da prematuridade, entre outras

Saídas no Mercado de Trabalho

O neonatologista pode trabalhar em maternidades, hospitais privados e hospitais públicos, desde que ofereçam o serviço de Neonatologia. Em Portugal, assim como no Brasil, assistimos a uma carência de médicos especialistas.

Por isso, se quiseres seguir esta subespecialidade médica, não vais ter problemas em conseguir uma excelente oportunidade de trabalho.

Como entrar na carreira de Neonatologista?

Para seguires a profissão de neonatologista em Portugal, assim como no Brasil, tens de tirar o curso de Medicina e fazer o internato médico (residência médica) em Pediatria. Só depois podes tirar a subespecialidade em Neonatologia.

Em Portugal, para conseguires a subespecialidade em Neonatologia, tens de ter, obrigatoriamente:

  • Ciclo de Estudos Especiais em Neonatologia ou então formação em exercício numa Unidade de Apoio Perinatal Diferenciado, com serviço de urgência, por pelo menos 2 anos consecutivos;
  •  Experiência em ventilação mecânica, infeciologia, nutrição, diagnóstico pré-natal, cardiologia neonatal, epidemiologia, cateterismos, entre outras técnicas neonatais;

Também serão valorizados outros critérios, como, por exemplo:

  • Experiência organizativa, como, por exemplo, a participação em Grupos de Trabalho ou Comissões de Neonatologia
  • Seguimento do recém-nascido de risco
  • Estudos de investigação na área de Neonatologia publicados
  • Participação em reuniões nacionais ou internacionais na área da Neonatologia
  • Formações e cursos, como, por exemplo, Ecografia Transfontanelar
  • Palestras e outras Comunicações na subespecialidade
  • Atividade docente (pré e pós-graduada)

Onde estudar Medicina?

Portugal:

Brasil:

Aqui estão algumas das instituições onde podes concluir o teu curso de Medicina. Este é o primeiro passo que tens de dar para seguires a carreira em Neonatologia.

Se gostavas de ser neonatologista, então não podes deixar de lado os teus estudos. Esta é uma carreira que envolve muito estudo, não só na faculdade, como ao longo dos anos. Com toda a certeza vais conseguir tudo o que desejas. Foco, determinação, pois vai valer a pena todo o esforço. Sucesso!

Partilhar Post

Deixa o teu testemunho

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top