Ortopedista Infantil

ortopedista infantil

Mais sobre a profissão

Modalidades:

Presencial

Ordenado Médio Mensal:

2000€ - Máximo

Empregabilidade:

Alta

Disciplinas do secundario:

Biologia Física Matemática Psicologia Química

Idiomas:

Inglês, Português

O ortopedista infantil é um médico especialista em ortopedia voltada para crianças e jovens. Como as crianças e jovens têm diferenças biológicas e orgânicas em relação aos adultos, é preciso haver um especialista em ortopedia infantil, de forma a conseguirem-se melhores resultados.

A área da medicina é tão complexa que as especialização e subespecializações são essenciais. Se tens um gosto particular pela ortopedia, mas se também adoras tratar de crianças, esta pode ser a profissão que tanto procuravas.

Neste artigo vamos mostrar-te tudo o que precisas saber para seguir uma carreira como ortopedista infantil. Vais descobrir o que faz este especialista, quais são as funções que tem no seu dia a dia, as possíveis saídas profissionais, assim como todo o percurso académico que terás de fazer para te tornares especialista.

Vens connosco?

O que faz um Ortopedista Infantil?

O ortopedista infantil faz o diagnóstico e o tratamento de problemas do aparelho locomotor em crianças e jovens, o qual ainda se encontra em fase de crescimento. Por esse motivo, é muito importante que se olhe para a ortopedia infantil como uma área distinta da ortopedia em geral.

Além dos problemas ortopédicos durante a fase de crescimento serem diferentes dos de pessoas adultas, a resposta a traumatismo, deformidades e infeções é também diferente.

O que num adulto pode ser uma anomalia, num jovem ou criança pode significar apenas uma variante anatómica durante esta fase de crescimento, mas que é reversível naturalmente.

O sistema locomotor, ou músculo-esquelético, na fase de crescimento deve ser acompanhado sempre por um ortopedista infantil, também chamado de ortopedista pediátrico. Este médico tem conhecimentos suficientes para perceber qual o melhor tratamento para o paciente.

Além disso, é importante que ele tenha sensibilidade e empatia para lidar com as crianças e jovens, mas também com os seus familiares.

Muitas vezes, a família sofre mais do que os próprios pacientes. Por isso, é essencial que este especialista consiga passar confiança, esperança e otimismo a todos os envolvidos.

Ainda não tens certeza sobre a tua carreira? Então experimenta os nossos Testes Vocacionais!

Quais as suas funções

O ortopedista infantil, como vimos, tem como objetivo diagnosticar e tratar problemas do aparelho locomotor em crianças, assim como em jovens, em fase de crescimento.

Geralmente, o dia a dia de trabalho é ocupado, maioritariamente, por consultas de aconselhamento.

Na maior parte dos casos, os ortopedistas aconselham crianças, jovens, e os seus familiares a adotarem hábitos de vida saudáveis e a manterem uma boa postura, até porque a maior parte dos problemas são “normais” e não têm implicações no futuro dos pacientes.

Menos frequentemente, o médico prescreve fisioterapia, talas, ortóteses e coloca gessos. Em alguns casos, ainda menos frequentes, o ortopedista infantil realiza operações para tratar patologias.

Este especialista trata diferentes condições, entre as quais se destacam, aqui:

  • Deformidades dos membros, como, por exemplo, displasia do desenvolvimento da anca, anomalias do alinhamento, malformações congénitas, entre outras.
  • Deformidades da coluna vertebras, como, por exemplo, cifoses e escolioses.
  • Traumatismos, como fraturas, entorses, luxações e contusões, por exemplo.
  • Doenças do esqueleto prematuro, como epifisiólise femoral proximal, Perthes, osteocondroses, entre outras.
  • Infeções e tumores no sistema locomotor

Saídas no Mercado de Trabalho

O ortopedista pediátrico pode trabalhar em hospitais públicos ou privados. Existe falta de especialistas médicos em Portugal e, por isso, não terás dificuldade em conseguir uma boa colocação caso sigas esta especialidade.

Embora não sejam precisos tantos ortopedistas infantis como ortopedistas gerais, a verdade é que faltam profissionais que possam suprir as necessidades do país. Sendo assim, haverá sempre um lugar para ti!

No Brasil, o cenário é muito parecido. O país sofre de carência de médicos, principalmente especialistas. Também poderás trabalhar no SUS ou em hospitais e clínicas privadas.

Embora setor de saúde pública tenha maiores necessidades, conseguimos melhores vagas no setor privado. Além de melhores salários, oferecem melhores condições de trabalho.

Em Portugal, assim como no Brasil, é possível, também ter um consultório próprio. No entanto, é sempre bom teres experiência anterior, até para que comeces a ser reconhecido como um bom profissional, ou como profissional de referência na área.

Como entrar na carreira de Ortopedista Infantil?

Se queres seguir a carreira de ortopedista infantil, terás, antes de mais nada, de concluir o mestrado integrado em Medicina. Depois segue-se o ano de internato médico geral e só depois o internato de especialidade, o qual deverá ser de Ortopedia.

Embora os ortopedistas tenham uma formação em ortopedia infantil, ou pediátrica, esta mostra-se muito básica. Daí ser necessária uma subespecialidade em ortopedia infantil. Para conseguires esta subespecialidade, precisas:

  • Estar inscrito no Colégio da Especialidade de Ortopedia da Ordem dos Médicos
  • Ter formação e experiência em ortopedia infantil
  • Trabalhos científicos publicados / palestras em reuniões nacionais e/ou internacionais sobre ortopedia infantil
  • Fazer a prova de discussão curricular e a prova prática

Para trabalhares como médico especialista em Portugal precisas estar inscrito na Ordem dos Médicos.

No Brasil, o percurso é muito similar. Tens de fazer a faculdade de medicina, a qual tem duração de 6 anos. Depois terás de concluir a residência em clínica médica (2 anos).

Depois tens de fazer residência na especialidade de ortopedia. Só depois podes fazer uma especialização em ortopedia infantil, ou ortopedia pediátrica.

Depois da especialização feita, precisas registar-te no Conselho Federal de Medicina (CFM). O registo dos certificados nos Conselhos de Medicina no estado em que vais atuar é obrigatório para conseguires o Registro de Qualificação de Especialista (RQE).

Onde estudar Medicina?

 Portugal:

Brasil:

Gostaste da especialidade de ortopedia pediátrica? Se vais seguir a profissão de ortopedista infantil, então investe na tua formação. É um caminho longo, mas acredita que vai valer a pena. Todo o teu esforço vai ser, com toda a certeza, recompensado. Sucesso!

Partilhar Post

Deixa o teu testemunho

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top