Ourives

Ourives

O ourives é a pessoa que fabrica joias e peças de bijuteria, sendo que elas podem, ou não ser da sua autoria. Esta é uma das áreas dentro da joalharia mais procuradas, e também a que oferece mais vagas de emprego.

Outros nomes para esta profissão:

  • Modalidades: Presencial
  • Ordenado Médio Mensal: 1000€ - 1500€
  • Empregabilidade: Média
  • Empregabilidade: Trabalho Solitário, Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Materiais e Tecnologias, Oficina de Artes
  • Idiomas: Português

A joalharia e da ourivesaria existem quase desde sempre! Desde os primórdios que o ser humano fazia joias para adornar o corpo, mas também como uma forma de valorizar aqueles que eram mais importantes dentro de uma comunidade.

Ao longo do tempo, as joias passaram a estar acessíveis a todas as pessoas, e, nos dias de hoje, homens e mulheres usam regularmente estas peças.

Se estás interessado em saber mais sobre esta profissão, se te interessas pela área, então continua a ler este artigo porque vamos contar-te tudo o que precisas saber!

O que faz um Ourives?

O ourives faz joias e bijuterias. Ele trabalha com metais preciosos, semipreciosos, e outros materiais para fazer as joias de fantasia. As peças podem ser imaginadas por ele, ou pode fazer peças desenhadas por outro joalheiro. No entanto, na maioria dos casos, baseia-se em modelos que os clientes trazem.

Para fazer estas peças, ele precisa saber todas as técnicas de joalharia. Normalmente ele só executa a peça em si. Ele não costuma desenvolver peças novas ou muito criativas. Além disso, também não costuma dedicar-se à gravação, cravação, entre outros.

A maioria dos seus trabalhos é em prata e ouro, embora possam trabalhar com outros metais, preciosos ou não.

Queres saber mais sobre o que o ourives faz no seu dia a dia? Então vamos dar uma olhadela agora às funções que ele desempenha no trabalho!

Vem connosco!

Quais as suas funções

Tal como outras artes, a ourivesaria tem as suas próprias técnicas e processos que o ourives tem de seguir ao fazer uma peça.

Então, para se fazer uma peça de ourivesaria, tens de seguir os processos certos para cada um dos metais usados.

A primeira coisa a fazer é derreter o material para depois condensar num bloco único. Então, se quiseres fazer uma joia em ouro, primeiro vais ter de derreter as pepitas de ouro. Depois despejas o líquido para uma forma.

Com a ajuda de um laminador, o metal é compresso e depois laminado, para conseguires a forma que precisas para trabalhar a peça. Este processo implica o recozimento do metal em pequenos intervalos, para que o metal não fique duro demais.

Só depois de todas estas etapas é que vais trabalhar na peça em si. Para dares forma à joia, usas um martelo, ou outro instrumento similar. Para melhorar a forma da joia e adicionar os detalhes, usas outros instrumentos da ourivesaria, como, por exemplo, alicate e taz de aço.

Em alguns casos é preciso passar por um processo de soldagem. Quando queremos adicionar elos, garras, ou outras peças pequenas, precisamos soldar estas partes na peça que já foi moldada. Neste caso, os instrumentos de soldagem são de precisão, até porque se tratam de peças pequenas.

O último passo é o acabamento. Aqui a joia já está moldada e só precisa de alguns aprimoramentos. Então, o ourives lima, lixa e dá polimento. Pode cravar as pedras, ou então envia a peça para o cravador fazer isso.

Saídas no Mercado de Trabalho

Em Portugal, o mercado da joalharia e da ourivesaria ainda é pequeno. Sendo assim, ainda existe pouco espaço. A boa notícia é que esse panorama está a mudar, muito pelo sucesso que a joalharia e ourivesaria portuguesa está a fazer no exterior.

Por isso, as perspetivas de mercado para os jovens que querem seguir a profissão de ourives são muito melhores do que há três ou quatro anos.

No Brasil, assim como em Portugal, a ourivesaria ainda não é uma área muito procurada pelos jovens, conservando ainda um caráter familiar. Isso quer dizer, também, que a concorrência no mercado de trabalho não é muita.

O Brasil oferece melhores oportunidades, porque existe uma falta grande de mão de obra qualificada. Então, aquelas pessoas que se formam em joalharia e ourivesaria conseguem boas vagas.

Se quiseres ser ourives, podes trabalhar em:

  • Ateliers
  • Oficinas de ourivesaria
  • Fábricas de joias e bijuterias
  • Relojoarias
  • Joalharias

Como entrar na carreira de Ourives

Se queres entrar na carreira de ourives com o pé direito, então vais ter investir na tua formação. Sem dúvida, precisamos de profissionais qualificados na área, e a formação é uma forma de nos distinguirmos no mercado de trabalho.

Além disso, com formação na área, e com frequência de cursos de especialização, conseguem-se melhores vagas de trabalho, e, claro, com um ordenado maior.

Sendo assim, se queres mesmo seguir esta profissão, não deixes de procurar um curso que te dê um certificado de formação e que seja reconhecido ao nível nacional.

Os cursos de qualificação de ourives ensinam-te tudo o que precisas saber para produzir joias artesanais, desde o zero. Então, qualquer pessoa pode frequentar estes cursos.

No final do curso, vais saber transformar os metais preciosos e não preciosos em joias e bijuterias. Para isso, no curso aprendes:

  • Preparar ligas metálicas
  • Laminar fios e chapas de metal
  • Montar as peças
  • Fazer o acabamento das peças
  • Desenvolver joias artesanais
  • Usar os equipamentos de ourivesaria e joalharia com precisão

Onde estudar para Ourives

Portugal:

Brasil:

Se queres seguir a carreira de ourives, então não deixes de seguir os teus sonhos! Luta sempre por aquilo que tu queres. A felicidade não está numa carreira diplomática, médica, ou com qualquer outro diploma. A felicidade está sempre no trabalho que nos faz sentir realizados e naquele que fazemos com prazer!

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima