Pasteleiro / Confeiteiro

Pasteleiro Confeiteiro

Mais do que uma profissão, a pastelaria é uma arte e uma vocação. Portanto, ser pasteleiro ou confeiteiro não é para qualquer um. Por isso mesmo é preciso ter características particulares e competências específicas. Vamos já falar desses detalhes na continuação do texto.

Outros nomes para esta profissão:

  • Modalidades: Presencial
  • Ordenado Médio Mensal: 1000€ - 1500€
  • Empregabilidade: Média
  • Empregabilidade: Trabalho Solitário, Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Física, Matemática, Materiais e Tecnologias, Oficina de Artes, Química
  • Idiomas: Inglês, Português

A pastelaria é uma arte culinária com tradição. Muitos mestres confeiteiros ou pasteleiros fizeram história, deixando doces famosos. Por exemplo, a doçaria conventual é um caso desses, com alguns doces irresistíveis que existem há Séculos.

Tanta tradição e arte obrigam a que os pasteleiros sejam profissionais com competências específicas.

Um bom confeiteiro tem de ter uma vocação para fazer bolos e doces. É claro que pode apurar essas qualidades com a formação, mas precisa de ter algum talento inato.

Com a crescente concorrência dos dias que correm, ser pasteleiro exige uma constante atualização. Assim, é preciso seguir uma busca contínua pela perfeição, bem como ter a criatividade e a originalidade sempre presentes.

Quanto ganha um pasteleiro ou confeiteiro

A pastelaria é uma atividade que exige forte especialização. Por isso, também os salários são um pouco acima de outras profissões da área, como a de padeiro.

Mas tudo depende de vários fatores, como por exemplo a experiência, a formação e o local onde se trabalha.

Veja que os mestres pasteleiros ou pessoas com nome na área podem sempre ganhar um pouco mais. Essa é uma consequência da fama, uma vez que a presença em programas de televisão ou o fato de terem blogues conhecidos ajuda muito!

Todavia, não há uma tabela salarial, nem tão pouco se podem avançar ordenados médios. Isto porque existe uma grande disparidade entre as situações dos profissionais.

O que faz um pasteleiro ou confeiteiro

O pasteleiro pode trabalhar em locais como padarias, pastelarias ou confeitarias e doçarias, mas ainda em supermercados, restaurantes e hotéis, entre outros.

A sua missão passa por criar e preparar receitas de bolos, doces, biscoitos, tortas, cupcakes, bem como as respetivas coberturas e recheios.

Nesta área, a perfeição e a atenção ao detalhe são mágicas. Por outro lado, os confeiteiros precisam de ter um certo olho para as artes visuais, para criarem bolos bonitos e apelativos.

Além disso, têm de ser criativos, bem como ter qualidades pessoais como, por exemplo, a simpatia. Isto porque, além de fazerem os bolos, podem também ter de os vender diretamente aos clientes.

O que é que um bom pasteleiro ou confeiteiro tem de ter:

  • Grande habilidade manual e gosto pela pastelaria
  • Ter muita organização
  • Ser exigente com a higiene e a limpeza
  • Gostar de artes visuais e da decoração de bolos
  • Ser criativo e ter gosto pela inovação
  • Não ter medo de arriscar

Continue a leitura para saber mais sobre o que faz um pasteleiro ou confeiteiro…

Quais as suas funções

O trabalho de um confeiteiro passa por fazer bolos, biscoitos e demais tipos de doces. Mas não é apenas o processo de confeção, envolvendo também tudo o resto, desde a preparação até à cozedura.

Mas, além de preparar estes produtos de pastelaria, o confeiteiro também precisa de escolher os ingredientes necessários para a sua confeção. Do mesmo modo, tem de tratar da gestão da cozinha e garantir que nada falta no estoque de produtos.

O seu papel passa ainda por zelar pela qualidade e pelo sabor dos alimentos confecionados. Mas também por cuidar da limpeza dos equipamentos e do espaço utilizados.

Na lista que se segue, resumimos as principais funções de um pasteleiro ou confeiteiro:

  • Prepara receitas de bolos e doces por encomenda e/ou para venda
  • Modelar e confecionar bolos e doces
  • Fazer recheios e coberturas
  • Moldar biscoitos ou bolos de forma criativa
  • Embalar e armazenar os produtos cozinhados
  • Utilizar equipamentos de pasteleiro e fornos
  • Cuidar e limpar equipamentos e espaço utilizados
  • Preparar listas com ingredientes necessários para a confeção
  • Tratar do estoque de produtos
  • Confirmar validade dos produtos em estoque
  • Ter conhecimentos de higiene e segurança no trabalho
  • Criar receitas de novos bolos e doces

Saídas no Mercado de Trabalho

Um pasteleiro ou confeiteiro tem várias saídas profissionais à vista, sendo que pode trabalhar por conta própria ou por conta de outros.

Assim, o mercado de trabalho inclui não apenas pastelarias ou confeitarias e padarias. Mas também pode trabalhar em restaurantes, hipermercados, hotéis e até em cruzeiros em alto mar.

Apesar disso, não há assim tantas oportunidades de emprego. Deste modo, é preciso saber agarrar bem as que aparecem.

A área está sempre em expansão, com novos espaços a abrirem todos os dias. Contudo, muitas vezes são pasteleiros ou confeiteiros que, por iniciativa própria, resolvem empreender os seus próprios negócios.

Mas, com o aumento de consumo de produtos vegan e dietéticos, bem como com a tendência da alimentação saudável, surgiram novas oportunidades de negócio que vale a pena aproveitar.

Continue a ler para descobrir o que precisa de saber para ser pasteleiro ou confeiteiro…

Como entrar na carreira de confeiteiro ou pasteleiro

Para ser pasteleiro não precisa de ter um curso superior, nem sequer uma especialização. Mas é importante frequentar formação adequada para poder agarrar as melhores oportunidades.

De resto, há cursos profissionais que têm parcerias com espaços comerciais e que podem ajudar a chegar ao mercado de trabalho.

Os empregadores mais conhecidos, por exemplo pastelarias de renome e hotéis, acabam também por ir buscar os melhores alunos aos cursos mais conhecidos.

Mesmo quem já tem experiência como confeiteiro ou pasteleiro, pode ter interesse em fazer um curso, mais que não seja para se atualizar para conseguir um aumento ou agarrar uma vaga de emprego melhor.

Quanto a conhecimentos básicos, é importante dominar o Português para conseguir ler receitas e instruções. Também convém perceber a mais elementar Matemática, pois não vai querer enganar-se nas doses!

Onde estudar para pasteleiro ou confeiteiro

Já há cursos superiores na área da Gastronomia que dão foco também à vertente da Pastelaria e Confeitaria. Contudo, nem todos os candidatos a pasteleiro terão de frequentar uma Universidade.

Os cursos profissionalizantes podem ser uma boa opção para quem não gosta muito de estudar. Por outro lado, são excelentes para quem procura algo mais prático. Ora, é ótimo que na área da Pastelaria haja vários. Deixamos-lhe já de seguida algumas opções para analisar…

Portugal:

Brasil:

Depois disto, já pode refletir se terá um pasteleiro ou confeiteiro dentro de si à espera de sobressair. Se é o caso, só tem de deitar (mesmo) as mãos à massa para começar a fazer bolos!

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima