Pet-Sitter

Pet-Sitter

Adoras animais e não vês a tua vida sem eles? Então, por que não juntar o útil ao agradável e te tornares pet-sitter? Vais passar o dia todo a cuidar dos pequenos enquanto os donos estão fora! Há coisa melhor?!

Outros nomes para esta profissão:

  • Modalidades: Presencial, Ar Livre
  • Ordenado Médio Mensal: 1000€ - 1500€
  • Empregabilidade: Alta
  • Empregabilidade: Trabalho Solitário
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Biologia, Educação Física, Materiais e Tecnologias, Psicologia
  • Idiomas: Inglês, Português

Com toda a certeza já ouviste falar na profissão de baby-sitter. Mas é muito provável que nunca tenhas pensado que existe a mesma profissão, só que para tomar conta de animais de estimação! Pois é! Existe, e o mercado é cada vez maior para este setor!

Se antes era impensável pagar a alguém para ficar a tomar conta do nosso cão ou gato, hoje em dia não imaginamos deixá-los sozinhos enquanto viajamos, por exemplo! E é aí que tu entras! Enquanto os donos estão fora de casa, tu vais tomar conta do seu filhotinho de 4 patas!

Queres saber mais sobre esta profissão? Então continua a ler este artigo, porque vamos contar-te tudo o que precisas saber! Vem connosco!

O que faz um Pet-sitter?

O pet-sitter é basicamente uma babá de animais de estimação. Da mesma forma que existem babás para crianças, hoje em dia também as há para os animais. Os pet-sitters são aqueles que tomam conta dosa pequenos de quatro patas enquanto os seus donos não estão.

Normalmente as pessoas contratam estes serviços quando se ausentam por um período maior, como quando vão de férias, ou quando têm de fazer uma viagem de negócios, por exemplo. No entanto, as famílias mais abastadas podem contratar estes serviços diários, para que os seus animais não fiquem sozinhos durante o dia.

A maioria das vezes é o pet-sitter que vai até casa do tutor do animal, onde toma conta do pet até que o seu dono chegue. Mas também pode acontecer ter de hospedar o animal em sua casa, dependendo daquilo que o tutor pretende e do acordo a que chegaram.

O objetivo é que o animal tenha sempre companhia e que esteja bem acompanhado e vigiado, tal como uma criança. Então, se quiseres seguir esta profissão, tens de gostar da companhia dos animais.

Além dos cuidados básicos, como alimentar e dar sempre água fresca, também tens de brincar com eles, dar uns passeios e, caso seja preciso, levá-los ao veterinário ou a um prestador de cuidados a animais.

Normalmente, os tutores dos animais costumam pedir que o pet-sitter siga a rotina que o animal está habituado. Então, se quiseres seguir esta profissão, é bom falares bem com o dono do pet para saberes exatamente aquilo que se pretende com o teu trabalho.

Quais as suas funções

A principal função de um pet sitter é fazer companhia aos animais de estimação enquanto os donos estão ausentes. As outras funções e detalhes do serviços dependem das orientações dos tutores. É possível que ele peça para passear o cão, por exemplo, ou pode até pedir que hospede o peludo em sua casa.

No entanto, a maior parte das vezes inclui-se nos serviços contratados:

  • Passear
  • Dar água e comida
  • Brincar
  • Limpar o espaço onde eles fazem as suas necessidades
  • Dar medicamentos, caso seja preciso
  • Levar ao veterinário, quando necessário

Saídas no Mercado de Trabalho

O setor dos animais de estimação está a crescer em todo o mundo. Sem dúvida, o facto de se olhar para os animais com mais respeito e humanismo fez com que se procurassem serviços que melhorassem a sua qualidade de vida.

Os pet-sitters surgem dessa necessidade, porque os animais, quer queiramos, quer não, são seres sociáveis, e a solidão é muito prejudicial para a sua saúde mental, podendo mesmo causar-lhes depressão, entre outras doenças, como dermatites, por exemplo.

Sendo assim, se quiseres seguir esta profissão, encontras um mercado cheio de oportunidades!

Podes trabalhar por conta própria, prestando serviços freelancer, ou então podes ser contratada por empresas que oferecem os serviços de petsitting.

Também podes trabalhar em hotéis para animais, ou em centros de day care, onde os animais de estimação ficam durante o dia, tal como as creches.

Como entrar na carreira de Pet-Sitter

Como em qualquer profissão que se exija confiança, para seguires esta carreira precisas de ter referências, ou então um currículo invejável. Ninguém vai dar-te as chaves de sua casa se não tiverem algum tipo de segurança. Afinal, nunca sabemos quem está do lado de lá, certo?

Sendo assim, a melhor forma de iniciares esta carreira é começar a oferecer esses serviços a pessoas que tu já conheças. Depois vais organizando o teu currículo e incluindo os contactos dessas pessoas para que eles possam servir de referências.

Também já existem alguns sites que são destinados a quem quer seguir esta profissão. No entanto, se quiseres inscrever-te nesses sites, precisas de cumprir com os requisitos que eles pedem.

Cursos profissionais na área são, sem dúvida, uma vantagem se quiseres entrar na carreira de pet-sitter com o pé direito. Não só é um certificado das tuas competências, como vais aprender várias coisas interessantes sobre os animais de estimação. Por isso, vale sempre a pena investir em formação para garantir bons serviços, mas também as melhores oportunidades de trabalho!

Onde estudar Petsitting

Portugal:

Brasil:

Estás animado para seguires esta profissão, não é verdade? Então, a primeira coisa a fazer é encontrar um curso que gostes e que vá de encontro àquilo que procuras. Depois é partir à procura de clientes e/ou empregadores. Tenho a certeza que vais conseguir uma carreira de grande sucesso!

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima