Pizzaiolo

Pizzaiolo

A profissão de pizzaiolo é uma verdadeira arte. Estes profissionais fazem pizza, sendo uma atividade que requer grande mestria e saberes muito específicos. Pois estamos a falar de anos e anos de tradição e de aprendizagem de um alimento que se confunde com a história de Itália.

Outros nomes para esta profissão: pizzeiro

  • Modalidades: Presencial
  • Ordenado Médio Mensal: Mínimo - 1000€
  • Empregabilidade: Baixa
  • Empregabilidade: Trabalho Solitário, Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Física, Matemática, Materiais e Tecnologias, Oficina de Artes, Química
  • Idiomas: Português

Os melhores pizzaiolos do mundo são italianos ou têm raízes italianos. Muitos deles aprenderam esse ofício com os pais e os avós, uma vez que é uma atividade com anos de tradição.

Há restaurantes italianos e pizzas um pouco por todo o mundo, mas nem em todos se podem encontrar bons pizzaiolos. Só os melhores profissionais acumulam experiência, competências e habilidade manual.

A concorrência na área é cada vez maior, com pizzas a abrirem em cada esquina. Portanto, um pizzaiolo precisa de ter ótimas qualidades para ter sucesso. Assim, tem de estar sempre a aperfeiçoar-se e a desenvolver a criatividade para fazer melhor.

Quanto ganha um pizzaiolo

Apesar de a profissão de pizzaiolo exigir grande especialização, os ordenados neste setor não são muito elevados. Pelo contrário, há alguns profissionais mal pagos.

Contudo, nalguns restaurantes ou espaços comerciais mais conhecidos, um pizzaiolo pode ter um ordenado bem interessante. Este será tanto maior quanto maior for a sua experiência e o nome que tiver no setor.

Fazer pizzas num negócio próprio pode ser mais rentável do que trabalhar para outros. Mas saiba que empreender um negócio também exige maiores responsabilidades e dores de cabeça.

O que faz um pizzaiolo

O local de eleição para um pizzaiolo trabalhar é uma pizzaria. Contudo, há outros espaços comerciais que também podem contratar estes profissionais, como por exemplo padarias, supermercados, restaurantes e até hotéis.

O trabalho principal de um pizzaiolo, como é evidente, passa por criar e preparar receitas de pizzas, incluindo a massa e as respetivas coberturas.

Assim, um pizzaiolo faz e abre a massa e preenche-a com os ingredientes escolhidos. Depois terá de a levar ao forno e de garantir que coze de forma uniforme, sem queimar, até ficar no ponto.

Nalgumas pizzarias, há o fornaio ou forneiro que é a pessoa responsável por levar a pizza para o forno e por a cozinhar, além de tratar da sua finalização com condimentos como manjericão ou chouriço.

Todavia, o trabalho de um pizzaiolo pode ainda passar por confecionar outras comidas, especialmente italianas. Essa exigência pode estar presente em espaços que não sirvam apenas pizzas.

Quais as suas funções

O pizzaiolo faz pizzas, está visto, mas essa missão não é tão simples como parece. Além da confeção propriamente dita, ele também tem de assegurar todos os processos relacionados.

Desta forma, além de preparar as pizzas, também tem de escolher os ingredientes necessários para a confeção, bem como gerir a cozinha e assegurar que há sempre os produtos necessários em estoque.

Por outro lado, este profissional tem de ter perfeita noção dos temperos certos, além de saber combinar sabores e ingredientes.

Vamos de seguida resumir quais são as principais funções de um pizzaiolo:

  • Pré-preparação das massas
  • Preparar os ingredientes a utilizar nas pizzas
  • Fazer recheios, molhos e acompanhamentos para a pizza (por exemplo, saladas)
  • Confecionar e montar as pizzas
  • Cozinhar outras receitas, nomeadamente pastas e sobremesas
  • Cuidar da arrumação e limpeza da área de trabalho e dos equipamentos utilizados
  • Tratar do estoque de ingredientes
  • Criar receitas e combinações inovadoras.

Saídas no Mercado de Trabalho

O local de eleição para um pizzaiolo trabalhar é uma pizzaria. Contudo, há outros espaços comerciais que também podem contratar estes profissionais.

Padarias, supermercados, restaurantes e até hotéis podem ter necessidade de contratar quem faça pizzas. Apesar de muitas vezes ser só a tempo parcial, são mais oportunidades de trabalho.

Em Itália, os pizzaiolos têm tradição e existem há muitos anos. Mas em países como Portugal e Brasil, só em anos mais recentes é que começaram a afirmar-se como profissionais necessários. Assim, as ofertas de trabalho na área podem ser limitadas.

Muitos profissionais começam como ajudantes de pizzaiolo, colaborando em tudo o que é preciso fazer. Trata-se de uma boa forma de beber da experiência de quem sabe.

Prossiga a leitura para saber o que é preciso para ser pizzaiolo…

Como entrar na carreira de pizzaiolo

Para ser um pizzaiolo, é recomendável que faça uma formação específica. Embora não seja um fator essencial, é um requisito que é valorizado pelos empregadores.

Mas o primeiro passa para poder entrar nesta profissão é ter o gosto pelo processo de fazer pizzas. Ainda tem que conhecer bem os ingredientes e ser um mestre a moldar e a abrir a massa. Por outro lado, ter muita paciência e calma para conseguir trabalhar sob pressão também é importante.

Alguns cursos podem ser uma boa oportunidade para fazer estágios profissionais. Assim, esta opção é sempre uma alternativa para dar os primeiros passos na carreira de pizzaiolo.

Neste setor alimentar, é habitual começar-se por baixo, isto é, como ajudante. É uma boa forma de aprender com os melhores, sendo que alguns dos mestres pizzaiolos começaram assim.

Como ser um bom pizzaiolo

Confirme, de seguida, os aspetos procurados na hora de contratar pizzaiolos:

  • Experiência comprovada
  • Dominar a Língua Portuguesa
  • Formação em cozinha
  • Ser organizado
  • Ter boa apresentação
  • Conseguir trabalhar sob pressão
  • Criatividade e capacidade para inovar
  • Responsabilidade e pontualidade
  • Espírito de equipa
  • Vontade de evoluir e de aprender
  • Disponibilidade para trabalhar aos fins-de-semana e por turnos

Onde estudar para pizzaiolo

O melhor local para fazer uma formação como pizzaiolo é em Itália. Mas já sabemos que essa oportunidade não é para todos. Contudo, se é o seu sonho, comece já a poupar!

Em outros países, como Portugal e no Brasil, não há assim tantos cursos de pizzaiolo. Porém, estão sempre a surgir workshops que deve aproveitar para se especializar em várias temáticas, como por exemplo Pizzas Artesanais e Massa Napolitana.

Por outro lado, há cursos genéricos de Padaria que podem ajudá-lo também a dar os primeiros passos neste setor.

Espreite de seguida algumas opções possíveis…

Itália:

Portugal:

Brasil:

Se ser pizzaiolo é mesmo o seu caminho, esteja preparado para queimar muitas pizzas antes de acertar na receita certa! Por isso, prepare-se para grandes doses de paciência e muito stress, mas nada que o gosto pela profissão não resolva.

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima