Quiropraxia (Quiroprática)

A Quiropraxia, ou quiroprática, ou quiropatia, pertence à área da medicina alternativa, mas dedica-se apenas ao diagnóstico e tratamento de problemas músculo-esqueléticas, dando enfoque à coluna vertebral.

Outros nomes para esta profissão: Quiroprática, Quiropatia, Quiropata, Quiroprático, Quiropraxista

  • Modalidades: Presencial
  • Ordenado Médio Mensal: 1000€ - 1500€
  • Empregabilidade: Baixa
  • Empregabilidade: Trabalho Solitário, Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Biologia, Física, Matemática, Química
  • Idiomas: Inglês, Português

De acordo com a quiroprática, as condições que afetam o sistema músculo-esquelético têm uma influência direta com o estado geral de saúde. Os quiropatas usam terapias manuais, especialmente na área da coluna, articulações e tecidos moles.

Esta prática tem uma implantação relevante em determinados países desenvolvidos e é, a maior parte das vezes, feita em conjunto com outras técnicas, como a terapia física e a osteopatia.

Se você se interessa por esta área de conhecimento e está a pensar seguir esta profissão, então continue a ler este artigo e saiba tudo sobre esta carreira! Confira!

O que faz um Quiropata, Quiroprático, ou Quiropraxista?

O Quiropata, ou Quiroprático, ou ainda quiropraxista, é um profissional que atua na área da Medicina Alternativa. Como temos vindo a observar, esta medicina tem vindo a crescer bastante nos últimos anos, e a Medicina Tradicional já tem vindo a reconhecer vários benefícios na conjugação com as alternativas.

Obviamente que uma não implica deixar a outra, mas as duas, juntas, podem trazer inúmeras vantagens para os pacientes, que veem melhorias mais rapidamente.

Estas Medicinas Alternativas evitam o uso de medicamentos e intervenções cirúrgicas, optando por usar produtos naturais e, no caso do quiropata, usar a terapia manual para melhorar as condições físicas dos seus pacientes.

No que diz respeito ao profissional de quiropraxia, este diagnostica e trata condições do sistema músculo-esquelético, sendo que maioria das pessoas procura este profissional para tratar lombalgias, crónicas e agudas. No entanto, ele pode atuar noutras condições, como por exemplo:

  • Hérnia de disco
  • Dor ciática
  • Dores musculares
  • Tensões musculares
  • Dores no pescoço
  • Movimentos restritos
  • Dores nas articulações, em especial ombros, joelhos e tornozelos
  • Dores de cabeça (Cefaleias)

Além de tratar estas condições, os quiropraxistas previnem o aparecimento destas doenças, assim como doenças do sistema nervoso. Estes profissionais também atuam na correção de postura e no alongamentos dos músculos.

Tendo em conta que eles olham para o organismo como um todo, e não como partes, é comum que, ao mesmo tempo que faz a terapia manual, aconselhe uma mudança alimentar, comportamental, exercícios físicos e, claro, uma melhoria da qualidade de vida geral, diminuindo os níveis de ansiedade e stress.

Quais as suas funções

A principal função do profissional de quiropraxia é tratar condições do sistema neuro-músculo-esquelético, como: hérnias de disco, má postura, má posição das articulações, lombalgias, entre outros.

Esta prática também tenta recuperar a capacidade que os impulsos do sistema nervoso central têm para fazerem a transmissão aos tecidos de todo o organismo.

O tratamento reside em reeducação postural, exercícios físicos, assim como terapia manual.

Saídas no Mercado de Trabalho

Em Portugal, a quiropraxia é uma profissão da área da saúde desde outubro de 2014. No entanto, não existe uma formação superior nesta área no país. Apesar de um leve crescimento, ainda é uma prática “desconhecida” da maioria da população, o que torna o mercado de trabalho ainda diminuto.

No Brasil, esta prática tem vindo a ser adicionada aos atendimentos de saúde tradicionais, mas esta é uma profissão que ainda não está regulamentada. No país, a quiroprática é vista como uma subespecialidade da fisioterapia, muito embora a ABQ (Associação Brasileira da Quiropraxia) queira destacar esta técnica como uma profissão independente.

O mercado ainda é pequeno, mas cada vez maior nos últimos anos.

Poderá trabalhar em consultórios e clínicas de empresas já instaladas, mas também poderá montar o seu próprio consultório, trabalhando como independente. Outra hipótese é fazer atendimentos domiciliares.

Existem também algumas empresas que chamam estes profissionais para programas de prevenção de doenças ocupacionais, as quais têm origem em posturas erradas no trabalho, assim como movimentos repetitivos.

Ginásios (academias e clubes) poderão requerer o serviço destes profissionais para tratar possíveis lesões desportivas.

Como entrar na carreira de Quiropraxia

Em Portugal, não existe nenhum curso superior de Quiropraxia. No entanto, existem vários cursos profissionalizantes, os quais conferem um diploma certificado no final.

No Brasil, encontra, igualmente, cursos de especialização livres, cujas especializações são reconhecidas pelo Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional.

Mas também já tem, atualmente, dois cursos universitários, os quais são reconhecidos pelo Ministério da Educação, um em São Paulo (Faculdade Anhembi Morumbi) e outro em Novo Hamburgo (Feevale).

Tendo em conta que no Brasil a profissão não é reconhecida, estes profissionais deverão trabalhar com fisioterapeutas e, caso apareçam pessoas com casos complexos, deverão encaminhá-los para outros profissionais de saúde, como neurologistas, ortopedistas ou reumatologistas.

Onde estudar Quiropraxia

Como já foi dito, em Portugal não existe um curso universitário e no Brasil apenas tem dois cursos universitários disponíveis. No entanto, tem a possibilidade de tirar cursos profissionalizantes e de especialização, disponíveis nos dois países.

No caso do Brasil, em particular, é comum o profissional optar por tirar o curso de fisioterapia e, mais tarde, tirar um curso de especialização para se tornar Quiropraxista.

Vejamos, então, as várias opções disponíveis.

Portugal:

Brasil:

Quer ser um Quiropata? Então não desista e inscreva-se num bom curso de Quiropraxia. Esta é uma profissão interessante, que melhora a qualidade de vida das pessoas, e a tendência é que as oportunidades de emprego cresçam ao longo dos próximos anos, assim como qualquer outra Medicina Alternativa.

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima