Subeditor de Imprensa

Subeditor de Imprensa

Mais sobre a profissão

Modalidades:

Teletrabalho, Presencial

Matérias relacionadas:

Literatura Multimédia Psicologia Sociologia

Idiomas:

Inglês, Português

O Subeditor de Imprensa é o profissional que confirma os conteúdos escritos de jornais e revistas, para verificar se estão corretos. Mas também ajudam a compor as páginas finais, redigindo manchetes e títulos.

A Editoria Jornalística é fundamental para garantir a coerência e qualidade de um meio de informação escrita. E nesse campo, há várias camadas de Edição dentro da estrutura de um órgão de Jornalismo. O Subeditor é um desses níveis de supervisão.

Na verdade, o Subeditor é um dos cargos de um jornal que melhor dá uma perspetiva de tudo o que é o Jornalismo, pois lida com diversas questões associadas à redação.

Os Subeditores mais experientes podem estar ligados a uma Editoria específica, escrevendo também notícias.

Mas, em outros casos, podem ter um papel mais ligado ao Design ou à Imagem. Tudo depende da estrutura das organizações de informação onde trabalhem.

Fica connosco para saber mais sobre essa profissão!

O que faz um Subeditor

O Subeditor pode assegurar a coerência dos textos, verificar se os factos estão corretos e se a gramática está como deve ser. Assim, terá funções semelhantes a um Editor de Secção ou de Caderno. Mas isso depende bastante do tipo de estrutura onde estiver integrado.

A profissão é um pouco ingrata e até se diz que nas redações, ninguém simpatiza muito com os Subeditores. Isto porque têm de garantir que os textos são de fácil leitura, além de confirmarem que os factos fazem sentido.

Assim, podem ter de “limar” o texto para retirar partes aborrecidas e desnecessárias, pois pensam na perspetiva do leitor e no que ganha, ou não, com certas explicações.

Mas também podem ter de ajustar os limites de palavras dos textos, para caberem no espaço de uma página, por exemplo.

Além disso, ajudam a desenhar os layouts das páginas e a escrever as manchetes e os subtítulos, bem como a escolher fotografias.

O trabalho do Subeditor de Imprensa é definido por alguns como “a última linha de defesa” do jornal, uma vez que podem evitar o uso de certas palavras ou expressões que provoquem processos ou mal-entendidos. Mas o seu papel também é ajudar a chamar a atenção para as notícias mais interessantes.

Para lá disso, também pode trabalhar no âmbito online, num site de informação, onde terá de escolher fotos, acrescentar palavras-chave e links aos textos.

Além disso, terá ainda de definir as manchetes para serem interessantes e clicáveis, mas também apelativas para motores de busca como o Google.

Quais as suas funções

O Subeditor é uma peça que faz a ligação entre vários setores da redação, desde os Jornalistas aos Editores, passando ainda por Designers e Fotógrafos ou Ilustradores. Assim, é um papel chave na estrutura de uma publicação imprensa que contribui imenso para o produto final que chega às bancas.

Mas também é uma profissão exigente que pode exigir revisões pela noite dentro até à hora de fecho da edição. Assim, também é preciso ter abertura e capacidade para lidar com alterações de última hora.

Para teres uma ideia mais clara do trabalho de um Subeditor, espreita a seguinte lista de funções:

  • Editar textos para serem mais curtos ou mais claros
  • Assegurar que uma notícia tem o número de palavras certo para caber num certo espaço
  • Escrever manchetes cativantes
  • Redigir breves introduções para resumir as notícias logo abaixo do título
  • Escrever os pequenos textos que surgem a meio das notícias para facilitar a leitura
  • Colaborar com Jornalistas, Editores e Designers
  • Verificar fatos
  • Garantir que as notícias não violam as leis, nem a linha editorial
  • Escolher fotos e definir onde usá-las nas notícias
  • Escrever legendas para as fotos
  • Revisão de páginas construídas por Editores de Secção
  • Ajudar a “desenhar” as páginas das notícias.

Quanto ganha um Subeditor

Antes de mais, é preciso desde logo sublinhar que os profissionais de Jornalismo não vão para a profissão pelo dinheiro. Repara que é uma área onde os salários nem sempre compensam as longas horas de trabalho.

Contudo, um Subeditor pode ser um pouco mais bem pago do que os Jornalistas da redação. Mas os ordenados dependem muito do tipo de empresa, da sua localização e da sua área de atuação.

Além disso, a própria experiência do profissional também conta. No início da carreira, os valores são sempre mais inferiores, mas pode-se sempre sonhar em chegar a Editor Chefe, onde o ordenado será melhorado.

Saídas no Mercado de Trabalho

Jornais e revistas, bem como agências de notícias ou sites de informação, são as principais saídas profissionais para os Subeditores. Contudo, é preciso sublinhar que nem toda a imprensa tem esse profissional.

Os jornais mais pequenos, de tipo regional e local, costumam abdicar de Subeditores por razões de organização, mas também de controle de custos.

De resto, a função está em mudança e alguns jornais e revistas de maior dimensão também têm cortado nestes profissionais para reduzir despesas. Nesses casos, os Jornalistas acabam por acumular parte das funções que caberiam aos Subeditores.

A imprensa está numa altura desafiante, ameaçada pelo sucesso da Internet e pela queda no número de leitores. Portanto, nesta altura, há incertezas quanto ao futuro dessa profissão a longo prazo.

Mas, de qualquer modo, a experiência numa redação também pode levar a outros voos, por exemplo, a assumir funções de Assessor de Imprensa.

Como entrar na carreira de Subeditor

O cargo de Subeditor é um trabalho a que se costuma chegar depois de adquirir alguma experiência como Jornalista ou Repórter. Assim, é preciso ter conhecimento de redação, saber como é a dinâmica e como funcionam as coisas.

Mas ter uma graduação pode ser uma mais-valia. A formação em Jornalismo é a mais óbvia, contudo, até pode ser em Inglês ou Comunicação, desde que tenhas já trabalhado em alguma redação de informação.

Além disso, saber trabalhar com QuarkXPress ou InDesign pode ser uma mais-valia, pois são programas usados por muitos jornais e revistas para compor as edições.

Principais competências de um Subeditor

  • Dominar a Língua Portuguesa (a não ser que queira trabalhar em outra Língua)
  • Experiência em Jornalismo
  • Ótimas qualidades de comunicação
  • Atenção ao detalhe
  • Criatividade para criar manchetes apelativas
  • Saber trabalhar em equipa
  • Resistência ao stress
  • Capacidade para trabalhar sob pressão
  • Ser flexível.

Onde estudar para Subeditor

Não há cursos focados na Subedição Jornalística. É uma área que está diretamente relacionada com o Jornalismo. Portanto, esta é também a formação mais evidente para quem quer entrar nesta área.

Portanto, procura graduações em Jornalismo, Comunicação ou Ciências da Comunicação. Após essa formação de base, deves enriquecer o teu percurso com outros cursos livres. Porque, afinal, é preciso estar sempre a aprender para poder melhorar a cada dia.

Para te ajudar, deixamos-te de seguida alguns links que te podem ajudar a encontrar a melhor formação…

Portugal:

Brasil:

Agora que já sabes o que faz um Subeditor de Imprensa, sentes-te preparado para abraçar esta área? É um trabalho essencial na estrutura de um jornal ou de uma revista, mas exige competências especiais. Tens o que é preciso para a profissão? Se a resposta é sim, avança. Acreditamos no teu sucesso!

Contudo, se ainda tens dúvidas, faz estes Testes Vocacionais para definires o teu futuro já hoje!

Partilhar Post

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top