Tocador de Concertina

tocador de concertina

Resumo da profissão

Modalidades:

Presencial, Ar Livre

Matérias relacionadas:

História da Cultura e das Artes Matemática Oficina de Artes Psicologia

Idiomas:

Português

O tocador de concertina, ou concertinista, é um músico profissional que toca concertina em espetáculos, eventos e festas.

Embora não seja um instrumento musical muito procurado pelos jovens, em algumas regiões de Portugal e do Brasil a concertina é muito valorizada.

Para aqueles que querem seguir uma carreira na música, a profissão de tocador de concertina é bastante interessante.

Neste artigo, vamos mostrar-te tudo o que precisas saber para entrares nesta carreira com o pé direito. Vais descobrir aqui, por exemplo, o que faz um concertinista, como é a sua rotina de trabalho, as saídas profissionais, entre outras informações úteis.

Vens connosco?

Concertina

A concertina é um instrumento musical muito semelhante ao acordeão. É mais pequeno e podem ter também um formato hexagonal ou octagonal. Tal como o acordeão, a concertina é um instrumento de palhetas livres, com teclado (botões) e fole.

O que diferencia mais a concertina do acordeão é que, no caso da concertina, a nota musical obtida ao pressionar o botão é diferente quando abrimos ou fechamos o fole.

O bandoneón é um instrumento musical muito comum na Argentina, e pode ser considerado da família das concertinas. Dentro das concertinas, podemos destacar dois tipos que são mais tradicionais: hexagonal e quadrangular.

A concertina hexagonal não é muito usada em Portugal ou Brasil, mas é muito presente, por exemplo, na Irlanda.

a concertina quadrangular (ou octagonal) é mais popular em Portugal e no Brasil (principalmente no interior do Espírito Santo).

A concertina em Portugal e no Brasil

Em Portugal, a concertina destaca-se no folclore. Sem dúvida, não há música folclórica que não tenha a presença forte das concertinas. Embora este género musical não seja muito apreciado pela maioria dos jovens, a verdade é que é tão “nosso” que é impossível resistir a um bom folclore.

De há uns anos a esta parte, as concertinas têm invadido o panorama musical, surgindo muito grupos e bandas que têm como base a concertina (principalmente no Minho).

No Brasil, a concertina está presente, principalmente, no estado do Espírito Santo. Este instrumento musical chegou ao país com os imigrantes alemães e até aos dias de hoje se fazem grandes festas ao som das concertinas. Os descendentes de imigrantes alemães ainda preservam a tradição da concertina e é comum que a arte de tocar este instrumento passe de geração em geração.

O que faz um Tocador de Concertina?

O tocador de concertina, também chamado de concertinista, realiza espetáculos nos quais toca concertina. Pode tocar em festas populares, arraiais, ou até em grandes eventos (como a Queima das Fitas, por exemplo), dependendo do projeto musical em que está inserido.

Geralmente, os tocadores de concertina fazem parte de ranchos folclóricos, grupos de concertinas ou grupos e bandas que tocam música popular e folclórica.

Sendo assim, a maior parte dos espetáculos são feitos em arraiais e festas populares (em palco, ou até mesmo junto às pessoas).

Como qualquer músico, a rotina envolve muito treino diário e estudo do reportório. As músicas são escolhidas pelo diretor musical ou pelo responsável do projeto e os músicos ensaiam e estudam essas músicas durante todo o ano.

Quais as suas funções

O tocador de concertina, como qualquer outro músico, tem como principal função realizar espetáculos ao vivo. Esses espetáculos são “desenhados” com antecedência, com a escolha do reportório e outros detalhes que possam estar incluídos na performance dos músicos (como coreografias, por exemplo).

Os ensaios fazem parte da rotina de qualquer músico, até porque é nos ensaios que os músicos ganham “entrosamento” e, assim, conseguem conhecer-se musicalmente.

Em dias de concertos, os músicos reúnem-se no local da atuação algumas horas antes para fazerem o teste de som (o técnico de som faz os ajustes necessários na mesa de som para garantir equilíbrio entre os diferentes instrumentos e para que estes soem da melhor forma).

Os concertinista também podem seguir uma carreira paralela enquanto professor de música. Caso tenha um curso superior de música, poderá dar aulas em escolas, faculdades e conservatórios de música.

No entanto, é possível dar aulas de concertina em casa, academias de música, ou até mesmo através da internet, sem que seja preciso ter uma formação superior em música.

Se quiseres seguir esta vertente profissional, terás de ensinar os alunos a tocar concertina, mas também teoria musical (principalmente nas escolas, conservatórios e faculdades).

Saídas no Mercado de Trabalho

Como temos falado ao longo do artigo, o tocador de concertinas atua, na maioria das vezes, em projetos musicais populares e folclóricos. Sendo assim, a maior parte dos eventos em que faz apresentações diz respeito a arraiais e festas populares.

Além de poderes trabalhar como músico de “palco”, podes também seguir uma carreira de professor de música ou professor de concertina em:

  • Escolas
  • Faculdades
  • Conservatórios de música
  • Academias de música
  • Em casa, ou a partir da internet (aulas individuais ou em grupo)

Como entrar na carreira de Tocador de Concertina?

Para seres tocador de concertina não precisas ter nenhuma formação (até porque a maior parte dos projetos musicais onde a concertina está presente não exige nenhuma formação académica).

Tens de saber tocar concertina muito bem (geralmente esse conhecimento é passado de pais para filhos, de geração em geração) e tens de ser uma pessoa criativa e simpática.

Caso queiras seguir uma carreira como professor, o curso superior de música é, com toda a certeza, indispensável. Vais ter de aprender sobre teoria musical, assim como terás de aprender a tocar outros instrumentos musicais para além da concertina.

É até uma vantagem para ti, porque te dá a conhecer uma maior amplitude do mundo da música e estás mais bem preparado para enfrentar qualquer desafio que te seja colocado à frente.

Onde estudar para Tocador de Concertina?

Como vimos, não precisas ter um curso em música para te tornares tocador de concertina, ou concertinista. No entanto, se pensas em “voar mais alto”, ser uma referência no mundo da música, ou tornares-te professor, essa formação superior em música mostra-se essencial.

Por isso, reunimos aqui alguns cursos que te podem interessar.

Portugal:

Brasil:

Se gostavas de te tornar tocador de concertina, então dedica o teu tempo a aprender e a desenvolver a arte de tocar concertina. Os estudos musicais podem ser interessantes, caso tenhas maiores aspirações. Nós, do Guia das Profissões, desejamos que consigas tudo aquilo a que te propões. Sucesso!

Partilhar Post

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Scroll to Top