Xilógrafo (Xilografista)

xilógrafo (xilografista)

Resumo da profissão

Modalidades:

Presencial, Ar Livre

Matérias relacionadas:

Desenho História da Cultura e das Artes Materiais e Tecnologias Oficina de Artes

Idiomas:

Português

O xilógrafo, também chamado de xilografista ou xilogravador, é o profissional que faz xilogravuras, ou seja, grava imagens em madeira. A xilografia é um dos métodos mais antigos de gravura e ainda hoje é muito valorizada.

Os xilógrafos são verdadeiros artistas, com talento para o desenho e para o manuseio de instrumentos que lhe permitem gravar na madeira as imagens.

Para quem gosta de artes e de trabalhos manuais, esta é uma profissão desafiante. Embora não existam muitos jovens que queiram seguir uma carreira na xilografia, a verdade é que esta arte precisa de novos profissionais para que não caia no “esquecimento”.

Portanto, se tens vocação para as artes e queres seguir uma carreira na área, não deixes de ler este artigo. Aqui vamos mostrar-te o que faz um xilógrafo, como é o seu dia a dia de trabalho, as saídas profissionais, assim como outras informações importantes sobre como entrar nesta carreira.

Vens connosco?

O que é a Xilografia e Xilogravura?

A xilografia é a arte de fazer gravuras em madeira. Desde o início do século XIII que conhecemos a sua presença na Europa. Uma das gravuras mais conhecidas e antiga é a de São Cristóvão (datada de 1423). No entanto, a sua origem provável é da China e sabe-se que esta técnica é usada desde, pelo menos, o século VI.

A xilogravura é a impressão em papel, pano ou outro suporte de imagens, cuja matriz é a imagem entalhada na madeira.

Usando um instrumento cortante, o profissional entalha a imagem na madeira e depois usa um rolo com tinta para passar nas partes elevadas na matriz. No fim, coloca-se o papel ou pano próprio (ou outro suporte, como o linóleo, por exemplo), de forma que este fique impregnado com a tinta e gravando a figura que estava gravada na madeira.

Durante o século XVIII, as gravuras japonesas chegam à Europa e a xilogravura ganhou um fôlego gigantesco, influenciado mesmo as artes do século XIX.

Assim sendo, esta arte tem um caráter histórico muito importante, até porque a xilografia tornou-se um meio tipográfico no século XV.

Albrecht Dürer foi o maior mestre desta arte. Foi o alemão que imaginou a maioria dos recursos deste ofício e foi seguido por muitos outros, como Penez, Albrecht Altdorfer e os Behams (que pertenciam ao grupo dos “pequenos mestres”).

O que faz um Xilógrafo (Xilografista)?

O xilógrafo, também chamado de xilografista, é o profissional que faz gravuras em madeira. Por ser um dos métodos de gravura mais antigos, a xilografia tem um imenso valor artístico e histórico.

Este profissional utiliza vários instrumentos para desenvolver as suas gravuras na madeira, como placas de madeira, goiva, buril, tinta e rolo de entintado.

Dentro da xilografia, distinguem-se duas técnicas: consoante a fibra e contra-fibra. Inicialmente, as placas de madeira eram cortadas na direção do crescimento da árvore. Assim, as fibras de madeira determinam a orientação das linhas do desenho.

Usando a impressão em fibra, a placa de madeira é cortada longitudinalmente (com os veios paralelos à tábua). Já a impressão contra-fibra, a placa de madeira é cortada na transversal (com os veios perpendiculares à tábua).

Quais as suas funções

A função do xilógrafo é gravar imagens em madeira utilizando diferentes materiais e recursos. Para tal, ele desempenha várias tarefas, entre elas:

  • Preparar o desenho que vai gravar e imprimir
  • Preparar a matriz de madeira
  • Gravar a matriz de madeira com o desenho definido
  • Passar tinta na matriz para a impressão

A escolha dos instrumentos corretos é muito importante, garantindo a qualidade do trabalho final.

As placas de madeira mais usadas para esta prática são as madeiras curadas, laminados e aglomerados. As madeiras duras, como a de cerejeira, são as mais adequadas.

Para esculpir a imagem na madeira, o xilografista utiliza um buril ou goiva. Existem goivas com pontos diferentes e a escolha destas é determinante para um bom resultado. Por fim, o artista determina quais as cores e tintas que vai usar para entintar a matriz.

Quando o profissional trabalha de forma autónoma, ou num negócio pequeno, além de gravar a imagem na madeira, também realiza o processo de xilogravura (passar a imagem da madeira para o papel ou outro suporte). Além disso, é ele que determina a técnica e os materiais a usar em todo o processo de xilogravura.

Conhece também a profissão de Artesão

Saídas no Mercado de Trabalho

A xilogravura foi muito importante ao longo da história, dando-se grande destaque para o início da imprensa (pois utilizava-se esta técnica para a impressão dos jornais). No entanto, hoje em dia, esta técnica é olhada como primitiva, até porque as tecnologias de imprensa e as formas de impressão evoluíram bastante.

Assim, o xilógrafo atual trabalha mais na área das artes e da história, e não no mercado de impressão.

O mercado de trabalho não é muito bom para este profissional, até porque são poucos os clientes que procuram imprimir por xilografia. Mas também não existem assim tantos artistas dedicados à xilogravura, o que te permite explorar um pouco mais as oportunidades existentes.

Uma opção é trabalhares como profissional autónomo, vendendo as tuas artes em ruas, feiras artesanais, exposições, ou até na internet.

Como entrar na carreira de Xilógrafo (Xilografista)?

Se queres seguir a profissão de xilógrafo, deves ter gosto e talento para as artes e trabalhos manuais. Conhecer a história e a evolução das técnicas de impressão e xilografia é também importante. Nesse sentido, o nosso conselho é que procures um curso de xilogravura (apesar de não ser obrigatório).

Além disso, deves ter algumas características para teres sucesso nesta carreira. Ser dinâmico, organizado e ágil é fundamental, mas também é imprescindível que tenhas mãos firmes, saibas desenhar e sejas capaz de aprender facilmente novas técnicas.

Onde estudar para Xilógrafo?

Como vimos, não precisas ter uma formação para te tornares xilógrafo. No entanto, um curso de xilogravura ou xilografia pode ser muito vantajoso para cresceres profissionalmente.

Em Portugal não existem muitos cursos permanentes de xilogravura. No entanto, vão surgindo workshops e cursos rápidos. No Brasil, a oferta formativa na área é maior. Vê aqui algumas opções.

Portugal:

Brasil:

Gostavas de seguir a profissão de xilógrafo? Então procura um curso na área e não deixes de fazer outros cursos e workshops que possam ajudar-te a evoluir e aprender novas técnicas. Sucesso!

Partilhar Post

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top