Engenheiro de Analytics / Engenharia Analítica

Engenheiro de Analytics - Engenharia Analítica

Mais sobre a profissão

Modalidades:

Teletrabalho, Presencial

Matérias relacionadas:

Economia Informática Matemática

Idiomas:

Inglês, Português

A Engenharia Analítica trata de fornecer conjuntos de dados estruturados, para que sejam interpretados de modo a responder a dúvidas ou problemas. Portanto, o Engenheiro de Analytics não procura essas respostas, mas dá as ferramentas para que sejam encontradas.

A Engenharia Analítica ou de Analytics surge no cruzamento entre a Análise de Dados e a Engenharia de Dados. Assim, enriquece a primeira com uma abordagem da Engenharia de Software e entrega à segunda uma perspetiva de negócios.

Mas, para entenderes melhor, pensa na seguinte ideia:

O Engenheiro de Dados fabrica a mesa, junta a madeira, reúne as ferramentas e constrói-a. Já o Engenheiro de Analytics põe a mesa, coloca os pratos, os talheres e os copos numa certa ordem, seja considerando os seus tamanhos ou as cores.

Depois vem o Analista de Dados e consegue encontrar tudo no devido lugar. Assim, pode pegar no prato para se servir de um bom naco de carne que o aguarda.

Esta explicação já te ajudou a perceber o que é a Engenharia Analítica?

Vem connosco conhecer mais dessa área, esclarecendo as perguntas mais habituais!

O que é a Engenharia Analítica

A Engenharia Analítica ou de Analytics é uma nova área da Data Science, ou seja, da Ciência de Dados, que ainda está a ganhar forma. Assim, não existe uma definição fechada e única.

Mas o papel do Engenheiro Analítico passa por modelar os dados de forma a entregar aos seus utilizadores finais o poder de os analisar à luz das suas dúvidas.

Assim, ao contrário do Analista de Dados que se dedica precisamente a analisar os dados, o Engenheiro de Analytics transforma, testa e documenta-os. Nesse processo, aplica as boas práticas da Engenharia de Software ao código de base do Analytics.

O que faz um Engenheiro de Analytics

O Engenheiro de Analytics prepara os dados para análise, modelando-os e fazendo os testes necessários para que indiquem insights, ou seja, informações sobre o negócio ou atividade em causa.

Assim, é uma espécie de curador dos dados, como um Bibliotecário que guarda os livros. Não procura responder a nenhuma dúvida ou pergunta específica, mas é antes um recetor do “conhecimento” de uma organização.

Portanto, é como se o Engenheiro Analítico colocasse os livros nas prateleiras certas e indicasse como é que os Analistas de Dados os podem encontrar para descobrir as respostas desejadas.

Trata-se de uma profissão que está em pleno desenvolvimento e, assim, ainda está a moldar-se às necessidades do mercado. Repara que ainda há cerca de um ano, não existia!

Qual é o papel do Engenheiro Analítico numa equipa de dados?

Para entender o que faz o Engenheiro de Analytics numa equipa de análise de dados numa organização ou empresa, é preciso perceber os diferentes elementos que a podem constituir.

Assim, uma equipa tradicional de dados é composta por:

  • Engenheiro de Dados – lidam com a infraestrutura de dados para garantir o acesso aos mesmos.
  • Analista de Dados / Data Analyst – colabora diretamente com os gestores do negócio para responder a perguntas sobre a atividade a partir dos dados, elaborando relatórios e fazendo análises direcionadas.
  • Cientista de Dados / Data Scientist – usam algoritmos e estatísticas para extrair informações dos dados, construindo modelos de previsão e resolvendo problemas.
  • Engenheiro de Analytics – faz a ponte entre os Engenheiros de Dados e os Analistas de Dados, documentando bases de dados atualizadas e testadas para permitir a sua análise cuidada.

Assim, têm de ter conhecimentos técnicos extensivos de software, mas também do próprio negócio ou atividade onde colaboram.

Quais as suas funções

As funções de um Engenheiro de Analytics podem variar de empresa para empresa. Mas é certo que mais de metade do trabalho passa por moldar conjuntos de dados brutos, desenvolvendo mecanismos de monitorização e automação em torno deles.

Além dessa componente, a Engenharia Analítica também passa pela consultoria, nomeadamente para esclarecer Analistas e Cientistas de Dados quanto à forma como podem cumprir as suas funções.

Mas uma boa parte das funções dependem muito do tipo de empresa onde atuem. Até porque os Engenheiros Analíticos podem ter formações e experiências bem distintas.

Contudo, podemos resumir algumas das funções de um Engenheiro de Analytics à seguinte lista:

  • Criar conjuntos de dados reutilizáveis
  • Garantir o acesso aos dados
  • Tratar da manutenção dos ativos de dados
  • Definir padrões de qualidade
  • Colaborar com Analistas de Dados e do negócio
  • Otimizar fluxos de trabalho.

Que ferramentas é que a Engenharia Analítica usa?

O tipo de trabalho e de ferramentas utilizadas por um Engenheiro de Analytics pode mudar de entidade para entidade. Mas, em termos gerais, têm de usar:

  • “Armazéns” de dados na nuvem
  • Programas para extração e carregamento de dados
  • Ferramentas de modelação de dados
  • Sistemas de Business Intelligence.

Quanto ganha um Engenheiro Analítico

O salário de quem faz Engenharia Analítica depende de vários fatores, a começar pelo tamanho e o setor de atuação da empresa.

Mas também é preciso ter em conta a sua localização, uma vez que se sabe que em certas cidades, conforme a sua dimensão, pode-se ganhar mais.

Além disso, a experiência do próprio Engenheiro Analítico também pesa no ordenado que recebe.

Contudo é uma área bem paga, até porque ainda existem poucos profissionais especializados no mercado.

Saídas no Mercado de Trabalho

Esta é ainda uma área emergente e, por isso, existem ainda poucas vagas no mercado de trabalho. Repara que muitas empresas não entenderam como podem tirar partido do trabalho da Engenharia Analítica.

Nesta altura, não se sabe bem como é que esta função vai evoluir. Mas, no momento presente, espera-se que sejam os Engenheiros de Dados a fazer o seu papel e a abranger também as áreas da Engenharia de Analytcis. Contudo, são áreas com diferenças em termos de competências.

Porém, a expetativa é que nos tempos próximos, os Engenheiros Analíticos recebam o reconhecimento devido. À medida que fiquem demonstrados os bons resultados do seu trabalho, cada vez mais empresas apostarão também na sua contratação.

Portanto, são tempos excitantes para se ser Engenheiro de Analytics!

Como entrar na Engenharia de Analytics

É possível chegar à Engenharia de Analytics com diferentes experiências e formações. Mas, muitas vezes, estes profissionais começam por ser Analistas ou Cientistas de Dados, acabando a interessar-se mais pela vertente do software associado à área.

Por outro lado, também há Engenheiros de Software que acabam por trabalhar mais com dados e Analytics.

Porém, a via mais óbvia passa por fazer formação na área da Engenharia de Analytcis. Nesse caso, o mercado de trabalho pode abrir-se através de um estágio que, muitas vezes, é um primeiro passo para um emprego.

Contudo, independentemente destes diferentes caminhos, todos os Engenheiros Analíticos precisam de ter boas capacidades técnicas e de gestão.

Além disso, é fundamental gostar de resolver problemas.

Mas, a título de guião, aproveita estas dicas que te podem ajudar a tornares-te um Engenheiro Analítico de sucesso:

  • Conhecer as melhores práticas de Engenharia de Software
  • Ser perito em SQL e conhecer, pelo menos, outra linguagem de programação (por exemplo, Python)
  • Ter excelente capacidade analítica
  • Boas capacidades de relação e de comunicação.

Onde estudar Engenharia Analítica

Ainda não existem muitas graduações na área específica da Engenharia de Analytics. Mas começam a surgir cada vez mais formações neste âmbito.

Em alternativa, é sempre possível fazer cursos na área da Data Science, do Data Analytics e do Big Data. Além disso, a Engenharia de Dados também começa a ter alguma oferta.

Portanto, o mais importante é procurar bastante informação, entender o que cada programa de curso tem para oferecer e perceber qual será a melhor opção para o teu perfil.

Para te ajudar, deixamos-te algumas sugestões que podem ser interessantes para o teu percurso formativo…

Portugal:

Brasil:

Depois de teres ficado com uma ideia mais clara do que é a Engenharia Analítica e do que faz um Engenheiro de Analytics, já podes decidir se queres seguir este caminho.

Tens o que é preciso para triunfar na Engenharia de Analytics? Segue em frente. Desejamos-te todo o sucesso!

Mas se continuas a ter dúvidas, aproveita para fazer os nossos Testes Vocacionais. Assim, terás acesso a outras sugestões de profissões que podem encaixar na perfeição no teu perfil. Não esperes mais! Começa já hoje a preparar o teu futuro.

Partilhar Post

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top